Cálcio e vitamina D em adultos atendidos em ambulatório de nutrição

Bruna Amanda Martini, Fernanda Scherer Adami, Simara Rufatto Conde, Patrícia Fassina

Resumo


Objetivo: Avaliar o consumo de cálcio e vitamina D de pacientes atendidos em um ambulatório de Nutrição de referência. Métodos: Estudo transversal quantitativo realizado no período de novembro de 2015 a junho de 2016 avaliou 1.000 recordatórios alimentares de pacientes na faixa etária de 20 a 59 anos do ambulatório de Nutrição de um centro universitário do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Excluíram-se os recordatórios com medidas caseiras incompletas. Para a padronização dessas medidas utilizou-se registro fotográfico de um livro de medidas caseiras. Utilizou-se como referência para análise de ingestão do cálcio e vitamina D a Dietary Reference Intakes. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial com nível de significância de 5%. Resultados: O consumo de cálcio e de vitamina D foi simétrico, apresentando 89,5% (n=895) de inadequação do consumo de vitamina D e 86,6% (n=866) de inadequação do consumo de cálcio, portanto, abaixo da recomendação diária. Homens apresentaram ingestão significativamente maior de cálcio em comparação às mulheres (p<0,001), enquanto o consumo de vitamina D não apresentou diferença significativa entre os sexos (p=0,307). Conclusão: Verificou-se elevada inadequação quanto à ingestão de cálcio e vitamina D pela população estudada.

Palavras-chave


Cálcio na Dieta; Vitamina D; Adulto.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Leite SC, Baratto I, Silva R. Consumo de cálcio e risco de osteoporose em uma população de idosos. RBONE. 2014;8(48):165-74.

Lima AC. A utilização de cálcio e vitamina D na prevenção e no tratamento da osteoporose: Uma revisão de literatura. REBES. 2014;4(1):50-6.

Araujo MC, Bezerra IL, Barbosa FS, Junger WL, Yokoo EM, Pereira RA, et al. Consumo de macronutrientes e ingestão inadequada de micronutrientes em adultos. Revista de Saúde Pública, São Paulo. 2013;47(Supl 1):177s-89s.

Maeda SS, Lazaretti-Castro M. An overview on the treatment of postmenopausal osteoporosis. Arq Bras Endocrinol Metab. 2014;58(2):162-71.

Teixeira TM, Costa CL. Papel da vitamina D no lúpus eritematoso sistêmico. Rev Nutr. 2012;25(4):531-8.

Institute of Medicine. Dietary reference intakes for calcium and vitamin D. Washington: The National Academies Press; 2010.

Inda AJ Filho, Melamed ML. Vitamina D e doença renal. O que nós sabemos e o que nós não sabemos. J Bras Nefrol. 2013;35(4):323-31.

Mozos I, Marginean O. Links between vitamin D deficiency and cardiovascular diseases. Biomed Res Int. 2015;2015:109275.

Lichtenstein A, Ferreira MJ, Sales MM, Aguiar FB, Fonseca LAM, Sumita NM, et al. Vitamin D: non-skeletal actions and rational use. Rev Assoc Med Bras. 2013;59(5):495-506.

França NAG, Martini LA. Funções plenamente reconhecidas de nutrientes: cálcio. São Paulo: ILSI; 2014.

Borg ST, Verlaan S, Hemsworth J, Mijnarends DM, Schols JMGA, Luiking YC, et al. Micronutrient intakes and potential inadequacies of community-dwelling older adults: a systematic review. Br J Nutr. 2015;113(8):1195-206.

Leão LS, Cardoso FS. Efeitos do consumo de cálcio na composição corporal e perda de peso em adultos. RBCS. 2014;12(40):69-73.

Dietary reference intakes for calcium. Washington: The National Academies Press; 2010.

Basile LH. Gestante e necessidade da vitamina D. Int J Nutrology. 2014;7(1):5-13.

Bosco SMD, Conde SR, Machado IK. Métodos práticos para cálculo de dietas. Lajeado: Univates; 2007.

Ethgen O, Hiligsmann M, Burlet N, Reginster JY. Public health impact and cost-effectiveness of dairy products supplemented with vitamin D in prevention of osteoporotic fractures. Arch Public Health. 2015;73:48.

Horta PM, Souza AC Lopes, Santos LC. Dietary quality maintained among overweight brazilian women enrolled in a primary healthcare service. J Health Popul Nutr. 2014;32(4):608-14.

Bellan M, Pirisi M, Sainaghia PP. Osteoporose na artrite reumatoide: papel do sistema vitamina D/hormônio paratireóideo. Rev Bras Reumatol. 2015;55(3):256-63.

Rafaelli RA, Nomura PR, Figueira FD, Santos ICPF, Silva LFRS, Venturini D. Influência da vitamina D nas doenças endocrinometabólicas. Semina Ciênc Biol Saúde. 2015;36(1 Supl):333-48.

Ahmadieh H, Arabi A. Vitamins and bone health: beyond calcium and vitamin D. Nutr Rev. 2011;69(10):584-98.

Choi S, Yeum K, Park S, Choi B, Joo N. Dietary calcium and framingham risk score in vitamin d deficient male (KNHANES 2009–2011). Yonsei Med J. 2015;56(3):845-52.

Bonucci E. Bone mineralization. Front Biosci (Landmark Ed). 2012;17:100-28.

Pludowski P, Holick MF, Pilz S, Wagner CL, Hollis BW, Grant WB et al. Vitamin D effects on musculoskeletal health, immunity, autoimmunity, cardiovascular disease, cancer, fertility, pregnancy, dementia and mortality-A review of recent evidence. Autoimmun Rev. 2013;12(10):976-89.

Zhu K, Prince RL. Calcium and bone. Clin Biochem. 2012;45(12):936-42.

Souza MPG. Diagnóstico e tratamento da osteoporose. Rev Bras Ortop. 2010;45(3):220-9.

Fontes TMP, Araújo LFB, Soares PRG. Osteoporose no climatério I: epidemiologia, definição, rastreio e diagnóstico. Femina. 2012;40(2):109-16.

Tai V, Leung W, Grey A, Reid IR, Bolland MJ. Calcium intake and bone mineral density: systematic review and meta-analysis. BMJ. 2015;351:4183.

Khan B, Nowson CA, Daly RM, English DR, Hodge AM, Giles GG, et al. Higher dietary calcium intakes are associated with reduced risks of fractures, cardiovascular events, and mortality: a prospective cohort study of older men and women. J Bone Miner Res.2015;30(10):1758-66.

Lee AW, Cho SS. Association between phosphorus intake and bone health in the NHANES population. Nutr J. 2015;14:28.

Wadolowska L, Sobas K, Szczepanska JW, Slowinska MA, Czlapka-Matyasik M, Niedzwiedzka E. Dairy products, dietary calcium and bone health: possibility of prevention of osteoporosis in women: the polish experience. Nutrients. 2013;5(7):2684-707.

Andrade SAF. Osteoporose: um problema de saúde pública. Unilus Ensino Pesquisa. 2015;12(28):41-6.

Domene SMA, Assumpção D, Barros MBA, Luz VG, Fisberg RG. Ingestão de minerais e fitatos: indicadores para o monitoramento de risco nutricional. Vig Sanit Debate. 2014;2(4):69-75.

Cardoso AMG, Barcelos RS, Mesenburg MA, Silva CML. Prevalência do consumo de cálcio em universitárias. Rev Acadêmica Medicina UFPEL. 2013;7(1):1-3.

Viudes DR, Brecailo MK, Schwabsilva J, Levinske LC, Melhem ARF, Kühl AM. Perfil nutricional e consumo alimentar de pacientes com excesso de peso atendidos por um ambulatório de nutrição. Publ UEPG Ci Biol Saúde. 2014;20(2):115-24.

Steiner ML, Azevedo LH, Bonacordi CL, Barros AZ, Strufaldi R, Fernandes CE. Avaliação de consumo alimentar, medidas antropométricas e tempo de menopausa de mulheres na pós-menopausa. Rev Bras Ginecol Obstet. 2015;37(1):16-23.

Murphy MM, Barraj LM, Toth LD, Laura S Harkness LS, Bolster DR. Daily intake of dairy products in Brazil and contributions to nutrient intakes: a cross-sectional study. Public Health Nutr. 2016;19(3):393-400.

Ruiz FS, Oliveira AF, Simão ANC, Lozovoy MAB, Alfieri AF, Sandrini F, et al. Associação entre deficiência de vitamina D, adiposidade e exposição solar em participantes do sistema de hipertensão arterial e diabetes melito. Semina Ciênc Biol Saúde. 2014;35(2):103-14.

Souza LB, Malta MB, Donato PM, Corrente JE, Carvalhaes MABL, Papini JS. Inadequação de consumo alimentar, antropometria e estilo de vida de universitárias da área de saúde. J Health Sci Inst. 2012;30(4):377-81.

Michaëlsson K, Melhus H, Lemming EW, Wolk A, Byberg L. Long term calcium intake and rates of all cause and cardiovascular mortality: community based prospective longitudinal cohort study. BMJ. 2013;346:228.

Silva MR, Costa RR, Souza GN, Faria LS, Sampedro GD. Fatores associados ao consumo de leite fluido em comunidades limítrofes rural-urbanas. Rev Med Minas Gerais. 2014;24(Supl 5):S33-S6.

Anta RMO, Rodríguez LGR, Lombán BM, Sánchez JMP, Vizuete AA, Sobaler AML. Ingesta de calcio y vitamina D en una muestra representativa de mujeres españolas; problemática específica en menopausia. Nutr Hosp. 2013;28(2):306-13.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2018.5429

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia