Implantação de fluxograma de atendimento em um Centro de Atenção Psicossocial

Maria do Socorro Távora de Aquino, Pedro Holanda Souza Neto, Clécio Silva Dutra, Patrícia Freire de Vasconcelos

Resumo


Objetivo: Relatar a implantação de um fluxograma para os atendimentos de rotina em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Síntese dos dados: Relato de experiência de caráter intervencionista desenvolvido por acadêmicos do curso de Enfermagem, do Instituto de Ciências da Saúde, vinculado à Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), no município de Redenção-Ceará - BR. A elaboração do fluxograma iniciou-se no mês de abril de 2016 e foi realizada mediante observação sistemática do processo de trabalho da equipe de saúde do CAPS. Buscou-se criar um ambiente acolhedor, com escuta qualificada na chegada das pessoas usuárias, orientando-as sobre como e onde seria seu atendimento para minimizar dúvidas. Enquanto aguardavam atendimento, realizaram-se rodas de conversa com discussão de diversos temas sugeridos pelos usuários. A partir das observações participantes e das rodas de conversa, foi criado o novo fluxograma com apoio dos profissionais e gestores do serviço. Constatou-se a importância da implantação de um fluxograma para a melhoria na organização do processo de trabalho da unidade. Conclusão: Prover estratégias que proporcionem acolhimento aos usuários dos serviços de saúde, principalmente nos CAPS, se torna uma ferramenta indispensável para a execução de um tratamento eficaz e eficiente.

Palavras-chave


Fluxo de Trabalho; Acolhimento; Centros de Atenção Psicossocial.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Souza ACS. Avaliação da estrutura e processos de trabalho em um Centro de Atenção Psicossocial [dissertação]. Goiânia: Universidade Federal de Goiás; 2015.

Carvalho MAP, Dias MD, Miranda FAN, Ferreira MO Filha. Contribuições da terapia comunitária integrativa para usuários dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS): do isolamento à sociabilidade libertadora. Cad Saúde Pública. 2013;29(10):2028-38.

Alves HMC, Dourado LBR, Côrtes VNQ. A influência dos vínculos organizacionais na consolidação dos Centros de Atenção Psicossociais. Ciênc Saúde Coletiva. 2013;18(10):2965-75.

Oliveira WF. Éticas em conflito: reforma psiquiátrica e lógica manicomial. Cad Bras Saúde Mental. 2009;1(2):49-61.

Queiroz MS, Delamuta LA. Saúde mental e trabalho interdisciplinar: a experiência do “Cândido Ferreira” em Campinas. Ciênc Saúde Coletiva. 2011;16(8):3603-12.

Pinto CAG, Coelho IB. Co-gestão do processo de trabalho e composição da agenda em uma equipe de atenção básica. In: Campos GWS, Guerrero AVP, organizadores. Manual de praticas de atenção básica: saúde ampliada e compartilhada. São Paulo: Hucitec; 2008. p. 323-45.

Miranda L, Oliveira TFK, Santos CBT. Estudo de uma rede de atenção psicossocial: paradoxos e efeitos da precariedade. Psicol Ciênc Prof. 2014;34(3):592-611

Scheffer G, Silva LG. Saúde mental, intersetorialidade e questão social: um estudo na ótica dos sujeitos. Serv Soc Soc. 2014(118):366-93.

Souza AC, Guljor APF, Silva JLL. Refletindo sobre os Centros de Atenção Psicossocial. Av Enfermería. 2014;32(2):292-8

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 189 de 20 de março de 2002. Brasília: Ministério da Saúde; 2002.

Correia MCB. A observação participante enquanto técnica de investigação. Pensar Enfermagem. 2009;13(2):30.6.

Melo MCH, Cruz GC.Roda de conversa: uma proposta metodológica para a construção de um espaço de diálogo no ensino médio.Imagens da Educação. 2014;4(2):31-9.

Pinto DM, Jorge MSB, Pinto AGA, Vasconcelos MGF, Cavalvante CM, Flores AZT, et al. Projeto terapêutico singular na produção do cuidado integral: uma construção coletiva. Texto & Contexto Enferm. 2011;20(3):493-502.

Jorge MSB, Diniz AM, Lima LL, Penha JC. Apoio matricial, projeto terapêutico singular e produção do cuidado em saúde mental. Texto & Contexto Enferm. 2015;24(1):112-20.

Nascimento VF. Fluxograma de acesso e atendimento de enfermagem em unidade de saúde da família. Rev Elet Gest & Saúde. 2013;4(01): 1922-7.

Andrade DAB, Bossi MLM. Qualidade do cuidado em dois centros de atenção psicossocial sob o olhar de usuários. Saúde Soc. 2015;24(3):887-900.

Godoy MGC, Viana APF, Vasconcelos KGD, Bonvini O. O compartilhamento do cuidado em saúde mental: uma experiência de cogestão de um centro de atenção psicossocial em fortaleza, CE, apoiada em abordagens psicossociais. Saúde Soc. 2012;21(Supl 1):152-63.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2017.p288

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia