Determinantes Sociais da Saúde: O Instituído Constitucional no Sistema Único de Saúde

Kelen Gomes Ribeiro, Jaina Bezerra de Aguiar, Luiz Odorico Monteiro de Andrade

Resumo


Objetivo: Compreender a relação entre o instituído constitucional sobre os determinantes sociais da saúde e a vivência urbana num território em situação de vulnerabilidade social. Métodos: Baseou-se na abordagem qualitativa, com utilização de grupo focal e de entrevista semi estruturada, aplicados a 45 participantes. Realizou-se análise de conteúdo, o que possibilitou a categorização dos dados a partir da técnica de análise temática. Resultados: Os resultados mostraram a vivência no território com insuficiência na oferta de serviços que determinam a saúde da população, apontando para desafios marcantes como a baixa cobertura na Atenção Primária à Saúde e a violência urbana. A busca por qualidade da assistência no Sistema Único de Saúde apresentou-se como estratégia de resistência. Apontou-se para a necessidade de valorização do território como lócus de cuidado das pessoas, com ações intersetoriais que visem promover a saúde da população. Conclusão: Reconhecem-se especificidades dos determinantes sociais na saúde de populações que apresentam condições de vida permeadas por iniquidades e expõem-se subsídios para elaborar medidas que contribuam para superação desses quadros, de forma a gerar equidade social.

Palavras-chave


Determinantes Sociais da Saúde; Sistema Único de Saúde; Promoção da Saúde.



DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2018.8778

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia