A Concentração e a Competitividade no Mercado Atacadista: a diminuição da importância do preço como forma de concorrência

Marcio Ferretti, Lucas Frazão Silva

Resumo


Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE sobre o comércio atacadista
no Brasil caracterizam que este tipo de atividade está perdendo margens de rentabilidade
e alguns fatores podem contribuir para este resultado: aumento da competitividade por
meio da entrada de mais concorrentes no mercado e a centralização dos negócios em
grandes empresas. Esses fatores influenciam as margens das empresas, pois em mercados
acirrados com um crescente número de ofertas e aumento do poder de barganha dos
grandes atacadistas, as empresas são induzidas a competirem pela oferta do menor preço.
As empresas que comprometem suas margens não conseguem sobreviver por muito
tempo, outros procuram diferenciar suas ofertas e competem com outros atributos que
vão além de um preço mais baixo.



DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.15.2.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia