Análise estocástica de uma empresa do setor siderúrgico

Guilherme Freitas Cardoso, Guilherme Santos Souza, Luciano Ferreira Carvalho, Karem Cristina de Sousa Ribeiro

Resumo


Avaliar empresas se apresenta como uma função gerencial capaz de verificar como a tomada de decisões atua na criação de valor e na competitividade das empresas. A utilização de métodos estocásticos permite ampliar a análise, em relação aos métodos determinísticos, pois possibilita a mensuração da volatilidade do mercado por meio de fatores probabilísticos e aleatórios demonstrados em probabilidades de ocorrência. Sendo assim, este estudo tem como objetivo verificar o comportamento do valor presente do fluxo de caixa da Gerdau S.A. para os próximos cinco anos (2017-2021). A partir da aplicação da simulação de Monte Carlo foi possível atribuir aspectos estatísticos para evidenciar os fatores correspondentes aos riscos do setor siderúrgico. Após os choques de simulações de cenários aleatórios foi possível inferir que os métodos estocásticos permitem uma avaliação mais acurada. A mesma demonstrou uma probabilidade de ocorrência de fluxo de caixa descontado negativo de 24% e de a Gerdau S.A. superar a expectativa determinística em 50,21%, informações negligenciadas pelos métodos determinísticos.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia