A construção da identidade da mulher no espaço público: um processo relacionado ao poder

Bianca Tams Diehl

Resumo


A presente pesquisa tem como escopo analisar a construção da identidade da mulher nos âmbitos público e privado. Ao longo dos anos, as mulheres foram sendo discriminadas, tendo como responsabilidades cuidar da família e do lar, sem poder se inserir no mercado de trabalho ou no espaço público. Contudo, em sociedades remotas, vivia-se em um sistema de parceria, o que significa que as diferenças entre as mulheres e os homens não eram consideradas desigualdades. Com o decorrer dos anos, através de uma construção social, as mulheres foramperdendo espaço e obrigadas a permanecer no âmbito privado, sendo submissas às vontades masculinas, cumprindo com os estereótipos estabelecidos. Por consequência, os homens tornaram-se dominadores, inseriram-se no âmbito público e assim permaneceram por um longo período, até o momento em que as mulheres perceberam que a situação na qual viviam era de extrema desigualdade. Por conseguinte, algumas mulheres se uniram e deram início aos movimentos feministas, a fim de buscar o reconhecimento de seus direitos e erradicar a desigualdade existente entre os sexos.

Palavras-chave


Mulheres. Igualdade. Âmbito Público.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180714.2016.31.1.23-41

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista de Humanidades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0714

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia