A Educação Inclusiva: buscando caminhos entre limites e possibilidades

Célia Maria Onofre Silva

Resumo


O presente artigo discute a Educação Inclusiva na Universidade e reafirma a importância estratégica de
ações pedagógicas integradoras no âmbito da sala de aula, tendo como referencial teórico estudos desenvolvidos
através de pesquisa bibliográfica. Evidencia o papel profissional do professor no mundo contemporâneo,
suas concepções e crenças a respeito do ensino-aprendizagem na perspectiva da diversidade, acessibilidade
e inserção social. Reflete também sobre modificações relacionadas ao currículo, práticas pedagógicas e
sistemas de avaliação para que se tornem mais inclusivos, com o intuito de fazer com que os alunos portadores
de necessidades educacionais especiais se sintam integrados e permaneçam na Universidade. Ressalta a
necessidade de uma equipe de apoio coordenadora dos trabalhos em direção à educação inclusiva. Apresenta alguns indicadores na busca
de caminhos que possam minimizar os limites e elevar as potencialidades da Universidade como promotora do desenvolvimento humano
e profissional. Analisa as contribuições de COLL (2003), MITTLER (2003), COLL; MARCHESI; PALACIOS (2004) no âmbito da
educação inclusiva, e ressalta a importância de suas reflexões sobre a necessidade de práticas educativas coerentes com princípios
pedagógicos integradores .
Palavras-chave: Educação inclusiva. Equipe de apoio. Diversidade. Ensino-aprendizagem.



DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180714.2006.21.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista de Humanidades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0714

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia