A construção do lugar na cidade planejada: um olhar sobre Nova Jaguaribara

Maria Anezilany Gomes do Nascimento

Resumo


Este artigo apresenta a cidade de Nova Jaguaribara sob o viés do lugar, conceito-chave da Geografia
Humanista, uma corrente da ciência geográfica que considera a importância da subjetividade, da percepção
espacial, dos sentimentos e das sensações na relação ser-mundo. Nova Jaguaribara foi planejada e construída
para reassentar os moradores de Jaguaribara, hoje inundada pelo açude Castanhão, construído no médio vale do
rio Jaguaribe, Ceará. A pergunta norteadora desse texto é: como se dá a construção do lugar, pelo jaguaribarense,
na nova cidade? Através da fala dos moradores, foi possível interpretar as percepções e os sentimentos com
relação à paisagem e ao território, nesse novo espaço. Constituindo-se em importante ferramenta metodológica,
sobretudo quando aliada às observações e à cartografia da cidade, os registros fotográficos e iconográficos obtidos no trabalho de campo.
A distância do rio Jaguaribe, importante variável da pesquisa, o aumento no custo de vida, em virtude dos novos serviços e equipamentos
urbanos e a falta de reestruturação econômica (embora este item estivesse assegurado no Projeto Nova Jaguaribara) resultaram em dificuldades
cotidianamente sentidas pelo jaguaribarense, ao se verem a braços com a necessidade de reconstruir o seu lugar, na nova cidade.
Palavras-chave: Lugar. Geografia Cultural. Território jaguaribarense.



DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180714.2005.20.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista de Humanidades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0714

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia