Desenvolvimento/aquisiçao de potencialidades cognitivas em australopithecus

Jaílson Bonatti

Resumo


O presente artigo trata de uma investigação bibliográfica sobre evolução humana no desenvolvimento e aquisição de potenciais cognitivos no gênero Australopithecus da família dos hominídeos. O objetivo deste estudo é analisar a desabituação de modos de vida do gênero Australophitecus, bem como compreender esse fator na aquisição de potencialidades cognitivas que permitissem um sucesso adaptativo e evolutivo aos hominídeos. O estudo possibilita observar a desabituação provida por estímulos ambientais enquanto fator fundamental que organizou o complexo evolutivo dos hominídeos. Em algum ponto da evolução do gênero A., houve um processo que gerou a desabituação de habilidades anatômicas (podemos citar a transição da vida arborícola para uma vida terrícola em espaço aberto), favorecendo o uso de algum potencial anatômico, como o desenvolvimento e adaptação dos membros inferiores e um aumento significativo do volume cerebral. Os fatores analisados aqui foram fundamentais para a evolução no que diz respeito às funções de aquisição/desenvolvimento de potencialidades cognitivas no gênero Australopithecus. O estudo desses fatores contribui para o entendimento da evolução humana principalmente o que está ligado à área da compreensão das habilidades cognitivas.

Palavras-chave


Educação; Cultura; Evolução; Histórico. Afetivo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180714.2017.32.2.290-294

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista de Humanidades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0714

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia