Algumas considerações teóricas acerca de uma experiência hospitalar

Daniela Scheinkman Chatelard

Resumo


A presente pesquisa apresenta como proposta principal pensar a questão da prevenção no âmbito da saúde mental do bebê a partir da experiência com a prática hospitalar, clínica e de pesquisa em psicanálise, observando o par mãe/bebê desde o início gestacional. O dispositivo em nossa prática de observação e intervenção é o Ambulatório Pré-natal e a UTI Neonatal, o Berçário e a Maternidade do Hospital Universitário de Brasília (HUB). Essa pesquisa foi desenvolvida em parceria com o Departamento de Psicologia Clínica no Instituto de Psicologia na UNB. O referencial teórico é a psicanálise, referencial que permeou a pesquisa e a supervisão da equipe, norteando nosso estudo, nossa práxis e escuta de uma experiência no âmbito hospitalar. Abordaremos para pensar esta prática a área da primeira infância; dando relevância às elaborações de estudos sobre o vínculo afetivo mãe/bebê e sobre suas interações. Palavras-chave: práxis; infans; prevenção; pulsão e desejo

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia