A Criança Portadora de Sofrimento Psíquico enquanto Sujeito de Pesquisa do seu Processo de Adoecer

Yzy Maria Rabelo Câmara, João Joaquim Freitas do Amaral, Yls Rabelo Câmara

Resumo


Esta pesquisa visou à compreensão da criança enquanto sujeito de pesquisa e agente do seu processo de adoecer. O sofrimento psíquico foi analisado à luz da psicanálise winnitottiana, através da Teoria do Amadurecimento Humano, a partir da qual foi discutida a importância do suporte familiar e do meio saudável para um desenvolvimento emocional que tenda à integração do indivíduo, sendo o sofrimento psíquico da criança gerado pela falha dessa estrutura. Os sujeitos foram dez crianças de 7 a 11 anos. O local escolhido corresponde ao primeiro CAPS infantil do estado do Ceará, que atende ao público infanto-juvenil de 67 bairros do município de Fortaleza. Foram feitas anotações dos diários de campo, entrevistas semiestruturadas com as crianças colaboradoras e levantamento documental dos prontuários, no período de agosto a dezembro de 2011. Os resultados encontrados apontam para a propriedade que as crianças têm de reconhecer e expressas suas formas diversas de vivenciarem o sofrimento psíquico: agressividade, mudanças de humor, queixas de ansiedade, dificuldades escolares, dificuldade de aceitação da realidade, estigma, violência doméstica e sexual. A relevância deste trabalho encontra-se na compreensão do sofrimento psíquico pela ótica de quem o vivencia, e na contribuição para com pesquisas futuras, pois há na literatura pouco material sobre o sofrimento psíquico da criança e que respeite o seu discurso. A importância também é dada pelo conhecimento fornecido, que pode facilitar a reorientação de melhores práticas profissionais e de políticas públicas voltadas para a saúde mental infantil.

Palavras-chave


criança; sofrimento psíquico; psicanálise; teoria winnicottiana; narrativas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23590777.14.3.373-382

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia