Escolha Profissional na Adolescência: Um Estudo Psicanalítico

Juvaneide Régia Costa, Cynthia Pereira de Medeiros, Cynara Teixeira Ribeiro

Resumo


As profundas transformações de ordem política, econômica e social nas sociedades capitalistas e globalizadas, geradas pelos avanços da ciência, da indústria eletrônica, da informática e da robótica, refletem-se na coletividade e nos modos de organização do mundo do trabalho. Adolescentes e jovens são afetados por essas transformações, apresentando manifestações psíquicas diversas frente à escolha de suas profissões, que denunciam o mal-estar e o sofrimento vivenciado diante das vicissitudes desse processo e das expectativas por ele geradas. Trata-se de um artigo teórico no qual articulamos as dificuldades e os impasses que envolvem a escolha profissional na adolescência às determinações psíquicas inconscientes desse processo e aos lutos que o adolescente precisará fazer para poder optar por uma profissão. A partir do referencial freudiano e lacaniano, realizou-se um estudo do conceito de adolescência que, articulado ao processo de escolha profissional e a fragmentos de casos clínicos, evidenciou as seguintes conclusões: 1. Nas escolhas humanas estão implicados processos psíquicos diversos, que, iniciados na infância, são atualizados na adolescência, determinando as escolhas do adolescente, inclusive a profissional; 2. É necessária a elaboração simbólica da separação dos pais da infância, e dos lutos relativos às perdas e renúncias relacionadas às mudanças corporais e aos objetos infantis, para que o adolescente possa aceder ao seu desejo e sustentar suas possibilidades de escolha; 3. A escuta da dimensão inconsciente, presente nas escolhas do sujeito no campo profissional, é fundamental para uma análise das dificuldades aí surgidas, bem como para o encontro de saídas singulares para elas.


Palavras-chave


identificações, adolescente, psicanálise, Freud, Lacan

Texto completo:

PDF/A

Referências


Alberti, S. (2010). O adolescente e o outro (Coleção Passo a Passo). Rio de Janeiro: Zahar.

Ariès, P. (1981). História social da criança e da família (2ª ed.). Rio de Janeiro: LTC.

Backes, C. (2011). O que consome o adolescente? (Tese de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

Bohoslavsky, R. (1993). Orientação vocacional: A estratégia clínica (9a ed.). São Paulo: Martins Fontes.

Calligaris, C. (2000). A adolescência. São Paulo: Publifolha.

Costa, N. G. B. (2007). Adolescência e escolha profissional: A escuta de um impasse (Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Social, Universidade Federal do Pará).

Coutinho, L. G. (2009). Adolescência, cultura contemporânea e educação. Revista estilos da clínica, 14(27), 134-149.

Dantas, N. M. (2002). Adolescência e Psicanálise: Uma possibilidade teórica (Dissertação de Mestrado, Programa de Mestrado em Psicologia Clínica, Universidade Católica de Pernambuco).

Freud, S. (1987a). Três ensaios sobre a Teoria da Sexualidade. In Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud (Vol. 7, pp. 119-231). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1905).

Freud, S. (1987b). Conferência XXI: O desenvolvimento da libido e as organizações sexuais. In Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud (Vol. 16, pp. 375-395). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1916-1917).

Freud, S. (1987c). Psicologia de grupo e análise do ego. In Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud (Vol. 18, pp. 89-179). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1921).

Freud, S. (1987d). O mal-estar na civilização. In Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud (Vol. 21, pp. 81-178). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1930/[1929]).

Freud, S. (1987e). Moisés e o monoteísmo: Três ensaios. In Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud (Vol. 23, pp. 13-161). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1939 [1934-1938]).

Lacan, J. (1999). O seminário, livro 5: As formações do inconsciente (1957-1958). Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Lacan, J. (1998). O estádio do espelho como formador da função do eu tal como nos é revelada na experiência psicanalítica. In J. Lacan, Escritos (pp. 96-103). Rio de Janeiro, Jorge Zahar. (Obra original publicada em 1966).

Levenfus, R. S. (1997). Os lutos da escolha profissional. In R. S. Levenfus (Org.), Psicodinâmica da escolha profissional (pp. 163-173). Porto alegre: Artes Médicas.

Lima, C. P. (2012). O declínio do mestre e sua relação com o saber na adolescência. In R. Gurski, M. D. Rosa, & M. C. Poli (Orgs.), Debates sobre a adolescência contemporânea e o laço social (pp. 161-170). Curitiba: Juruá.

Mannoni, M. (1996). Apresentação do texto de Octave Mannoni. In A. I. Corrêa (Org.), Mais tarde... é agora!: Ensaios sobre a adolescência (pp. 13-19). Salvador: Ágalma.

Poli, M. C., & Becker, A. L. (2004). Adolescência: uma abordagem na psicanálise lacaniana. In M. M. K. Macedo (Org.). Adolescência e Psicanálise: Intersecções possíveis (pp. 133-153). Porto Alegre: EDIPUCRS.

Rassial, J. (1997). A passagem adolescente: Da família ao laço social. Porto Alegre: Artes e Ofícios.

Rodulfo, R. (1990). O brincar e o significante. Porto Alegre: Artes Médicas.

Roudinesco, E., & Plon, M. (1998). Dicionário de psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Torres, M. L. C. (1998). O processo clínico de orientação profissional. Rev. ABOP, 2, 29-37.

Torres, M. L. C. (2001). Orientação profissional clínica: Uma interlocução com conceitos psicanalíticos. Belo Horizonte: Autêntica.

Viola, D. T. D., & Vorcaro, A. M. R. (2015). O problema do saber na adolescência e o real da puberdade. Revista Psicologia USP, 26(1), 62-70.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23590777.rs.v17i3.5924

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia