Aplicação de um modelo matemático de qualidade de água na concessão de outorga de lançamento de efluentes analisando os parâmetros DBO e CTT

Djayson Manuel da Conceição, Ingrid Fernandes de Oliveira Alencar, Regis Ribeiro Caminha Barbosa, Bruno Aragão Martins de Araújo, Raquel Jucá de Moraes Sales

Resumo


Este estudo trata da aplicação do modelo simplificado de Streeter-Phelps para analisar a qualidade das águas do rio Piranhas-Açu ao receber múltiplos lançamentos, bem como avaliar a condição do rio na concessão de outorga de lançamento. Para tanto, foram analisados os parâmetros DBO e CTT nos cenários: para vazões médias; comparação dos resultados do cenário 1 com os padrões estabelecidos em legislação; e vazões máximas e mínimas do rio. Pelos resultados, observou-se ser possível conceder outorga ao lançar efluentes com concentrações de 100 mg/L, enquanto que, para concentrações de 200 mg/L, só seria possível se fossem lançadas apenas duas fontes para que o rio não comprometa suas condições naturais, e para concentrações de até 300 mg/L apenas uma fonte. Quanto aos CTT, observou-se que, para vazões máximas, os lançamentos passíveis de concessão de outorga podem conter concentrações até 75000 NMP/100mL, enquanto que, para vazões mínimas, apenas até 15000 NMP/100mL.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180730.2017.V38.1.22-38

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia