Análise da sustentabilidade da geração de eletricidade do Ceará

André Ribeiro da Costa, Elcid Rodrigues de Oliveira Filho, Bruna de Oliveira Busson, Bruno de Alencar Carneiro, Cláudio Wagner Santos Lima, Francisco Tarcísio G. de L. V. Neto, José Wilton Ferreira do Nascimento, Marcello Anderson F.B. Lima, Paulo Cesar Marques de Carvalho, Pedro Antoine Meireles Marsylle, Pedro Henrique Fonteles Dias, Pedro Hericson Machado Araújo, Ronier Mesquita Lopes, Wallason Farias de Souza

Resumo


A matriz elétrica cearense distingue-se da matriz elétrica brasileira por ser alicerçada, principalmente, em usinas eólicas e térmicas que fornecem, juntas, 99% da produção de eletricidade do estado. Em relação à demanda por eletricidade do Ceará, do ano de 1981 até 2015, houve um crescimento de cerca de 747%, com um crescimento médio de 21,34% ao ano. O presente artigo tem como objetivo analisar o comportamento de índices de sustentabilidade para o setor de geração de energia elétrica cearense. Para isso, os seguintes multicritérios de análise da sustentabilidade na matriz elétrica são considerados: emissão de gases de efeito estufa; área imobilizada; uso de recursos de combustível; uso de água; morbidade; confiabilidade da geração e eficiência energética. A proposta desenvolvida divide os pesos dos multicritérios no aspecto social e técnico (40%) e nos parâmetros ambientais (60%). No Ceará, dentro dos parâmetros ambientais, o índice referente ao consumo de água, devido à inconstância de chuvas, recebeu a maior ponderação de impactos na sustentabilidade (30%).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180730.2018.6766

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


”Licença
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia