Análise funcional comparativa de trecho da BR-116 no estado do Ceará

Joyce Pascoal de Oliveira Silva, Francisco Heber Lacerda de Oliveira, Carla Beatriz Costa de Araújo

Resumo


Este trabalho consiste na realização de uma análise comparativa entre duas metodologias de avaliação funcional de pavimentos flexíveis, as quais foram executadas ao longo de um trecho da BR-116 no Estado do Ceará. Os métodos utilizados baseiam-se na execução de um inventário de patologias existentes na superfície da rodovia, com o objetivo de calcular índices que atribuem ao pavimento conceitos de degradação, são eles: o Índice de Gravidade Global (IGG) e o Índice do Estado da Superfície (IES). Enquanto o IGG é obtido mediante a classificação e contagem das ocorrências e a medição das flechas nas trilhas de roda, em superfícies de avaliação, o IES é obtido por meio de um Levantamento Visual Contínuo (LVC), em toda a extensão do trecho. Ao comparar os resultados obtidos para os dois índices, considerando segmentos aproximados, verificou-se divergência de conceitos em várias seções. Através do IES foi atribuída ao pavimento uma pior condição de degradação. Enquanto o IGG considerou 48% da extensão avaliada em estado Regular, 47% em estado Ruim e somente 5% em estado Péssimo; o IES considerou 51,6% em estado Ruim, 48,3% em estado Péssimo e apenas 0,1 em estado Regular. Esse fato pode estar relacionado à maior subjetividade do método LVC.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180730.2018.7427

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


”Licença
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia