Estratégias de enfrentamento após o diagnóstico de câncer de mama

Karline Kelly da Silva, Francisca Adriana Barreto, Francisca Patrícia Barreto de Carvalho, Pablo Ramon da Silva Carvalho

Resumo


Objetivo: Descrever as estratégias de enfrentamento e de apoio às mulheres ocorridas após o diagnóstico de câncer de mama. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva e qualitativa, realizada de março a abril de 2019, na cidade de Pau dos Ferros, Rio Grande do Norte, Brasil, desenvolvida com sete mulheres vinculadas ao Núcleo de Apoio aos Portadores de Câncer. A coleta de dados foi realizada mediante entrevista semiestruturada, analisada através da análise de conteúdo, surgindo as categorias temáticas: Diagnóstico - Sentença de morte ou possiblidade de cura; Repercussões na vida cotidiana - principais mudanças e os seus aspectos diante do adoecimento; A importância das relações para o enfrentamento do câncer de mama - família, amigos e cônjuge; Núcleo de apoio aos portadores de câncer - Educação e promoção em saúde. Resultados: Diante do diagnóstico, as mulheres buscaram no cônjuge, na família, nos amigos e na religião/espiritualidade medidas de superação. Ocorreram mudanças de hábitos alimentares e a necessidade de afastamento do trabalho. Conclusão: O estudo permitiu conhecer as dificuldades ocorridas na vida de mulheres com o diagnóstico de câncer de mama, as quais são de ordem emocional, social e familiar. Evidenciou-se, ainda, que esta neoplasia promove mudanças no estilo de vida, negativas ou positivas.

Palavras-chave


Neoplasias da Mama; Ajustamento Emocional; Promoção da Saúde

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


Instituto Nacional de Câncer. Estatísticas de câncer [Internet]. 2019 [acesso em 2019 Set 8]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/numeros-de-cancer

Instituto Nacional de Câncer. Detecção precoce do câncer de mama [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Set 8]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/controle-do-cancer-de-mama/acoes-de-controle/deteccao-precoce

Ohl ICB, Ohl RIB, Chavaglia SRR, Goldman RE. Ações públicas para o controle do câncer de mama no Brasil: revisão integrativa. Rev Bras Enferm. 2016;793–803.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde: PNPS: Anexo I da Portaria de Consolidação nº 2, de 28 de setembro de 2017 [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2018 [acesso em 2019 Set 8]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_promocao_saude.pdf

Barbato S, Alves PP, Oliveira VM. Narrativas e dialogia em estudos qualitativos sobre a produção de si. Rev Valore. 2020;5(0):22-36.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010 [Internet]. [2011] [acesso em 2019 Set 8]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br

Manzini EJ. Considerações sobre a elaboração de roteiro para entrevista semi-estruturada. In: Marquezine MC, Almeida MA, Omote S, organizadores. Colóquios sobre pesquisa em Educação Especial. Londrina: eduel, 2003. p. 11-25.

Rhiry-Cherques RH. Saturação em pesquisa qualitativa: estimativa empírica de dimensionamento. Rev Bras Pesqui Market [Internet]. 2009 [acesso em 2016 Out 15];4(08):20-7. Disponível em: http://www.revistapmkt.com.br/Portals/9/Edicoes/Revista_PMKT_003_02.pdf

Bardin L. Análise de Conteúdo [Internet]. Lisboa: Edições 70; 2009 [acesso em 2016 Out 15]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/329399124_Analise_de_Conteudo_consideracoes_gerais_relacoes_com_a_pergunta_de_pesquisa_as_possibilidades_e_limitacoes_do_metodo

Instituto Nacional de Câncer. Conceito e Magnitude do câncer de mama [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Ago 24]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/controle-do-cancer-de-mama/conceito-e-magnitude

Hui D, Santos R, Chisholm G, Bansal S, Crovador CS, Bruera E. Bedside clinical signs associated with impending death in patients with advanced cancer: preliminary findings of a prospective, longitudinal cohort study. Cancer. 2015;121(6):960–7.

Prado E, Sales CA, Girardon-Perlini NMO, Matsuda LM, Benedetti GMS, Marcon SS, et al. Vivência de pessoas com câncer em estágio avançado ante a impossibilidade de cura: análise fenomenológica. Esc Anna Nery. 2020;24(2).

Otani MAP, Barros NF, Marin MJS. A experiência do câncer de mama: percepções e sentimentos. Rev Baiana Enferm‏. 2015;29(3):229–39.

Machado MX, Soares DA, Oliveira SB. Significados do câncer de mama para mulheres no contexto do tratamento quimioterápico. Physis. 2017;27(3):433-51.

Gobatto CA, Araujo TCCF. Religiosidade e espiritualidade em oncologia: concepções de profissionais da saúde. Psicol USP. 2013;24(1):11-34.

Oliveira VA, Oliveira TWN, Alencar MVOB, Cerqueira GS, Peron AP, Sousa JMC. Relação entre consumo alimentar da população nordestina e o alto índice de câncer gástrico nesta região [Internet]. 2014 [acesso em 2019 Set 13];7(3). Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10274

Lee OP, Cesario FC. Relação entre escolhas alimentares e o desenvolvimento de câncer gástrico: uma revisão sistemática. Braz J Health Rev. 2019;2(4):2640–56.

Instituto Nacional de Câncer. Alimentação [Internet]. 2019 [acesso em 2020 Mar 21]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/alimentacao

Xavier MF, Pereira PA, Pupo ACS, Silva MCR. Particularidades do enfrentamento psicológico a partir do diagnóstico de recidiva do câncer. Bol Acad Paul Psicol. 2015;35(89):409–23.

Arruda-Colli MNF, Lima RAG, Perina EM, Santos MA, Arruda-Colli MNF, Lima RAG, et al. A recidiva do câncer pediátrico: um estudo sobre a experiência materna. Psicol USP. 2016;27(2):307–14.

Morais ES, Muniz RM, Viegas AC, Cardoso DH, Santos BP, Pinto BK. Vivência da família na sobrevivência ao câncer: entre esperança de cura e medo da recidiva. Rev Enferm Atenção Saúde [Internet]. 2019 [acesso em 2019 Set 8];8(1). Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/view/3344

Oliveira DSA, Cavalcante LSB, Carvalho RT, Oliveira DSA, Cavalcante LSB, Carvalho RT. Sentimentos de Pacientes em Cuidados Paliativos sobre Modificações Corporais Ocasionadas pelo Câncer. Psicol Ciênc Prof [Internet]. 2019 [acesso em 2019 Set 17];39. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1414-98932019000100105&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Pereira AD. Percepção de mulheres frente ao diagnóstico e tratamento do câncer de colo uterino [dissertação] [Internet]. São Luís: UFMA; 2019 [acesso em 2019 Set 12]. Disponível em: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/2703

Silva JS. Trabalho, saúde e resiliência de cuidadores familiares de crianças e adolescentes em tratamento oncológico [dissertação] [Internet]. Santa Maria: UFSM; 2019 [acesso em 2019 Set 15]. Disponível em: http://repositorio.ufsm.br/handle/1/17093

Karkow MC, Girardon-Perlini NMO, Stamm B, Camponogara S, Terra MG, Viero V. Experiência de famílias frente à revelação do diagnóstico de câncer em um de seus integrantes. Rev Min Enferm. 2015;19(3):741–51.

Goulart SA, Oliveira ACGA, Scorsolini-Comin F, Santos MA. Fatores relacionados aos casamentos de longa duração: panorama a partir de uma revisão integrativa. Psico. 2019;50(2):30370.

Silva CT, Terra MG, Kruse MHL, Camponogara S, Xavier MS. Residência multiprofissional como espaço intercessor para a educação permanente em saúde. Texto & Contexto Emferm [Internet]. 2016 [acesso em 2019 Set 17];25(1). Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0104-07072016000100304&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Pereira TIMM, Silva CRDV, Galiza DDF, Silva BN, Alencar RM, Véras GCB. Mastectomia e o sistema de enfrentamento feminino: nuances do apoio social e familiar. Rev Enferm Atual InDerme [Internet]. 2019 [acesso em 2019 Set 8];87. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/152

Gonzalez P, Nuñez A, Wang-Letzkus M, Lim JW, Flores KF, Nápoles AM. Coping with Breast Cancer: Reflections from Chinese-, Korean-, and Mexican-American Women. Health Psychol. 2016;35(1):19-28.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2020.10022

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia