Atributos da Atenção Primária à Saúde e fatores associados na perspectiva de cirurgiões-dentistas

Marthana de Maria Araújo Miranda, Igor Iuco Castro-Silva, Pollyanna Martins, Jacques Antonio Cavalcante Maciel

Resumo


Objetivo: Analisar o grau de extensão dos atributos da Atenção Primária à Saúde e fatores associados na perspectiva de cirurgiões-dentistas. Métodos: Trata-se de um estudo transversal realizado com cirurgiões-dentistas de Sobral, Ceará, Brasil, de abril a agosto de 2019, utilizando o Instrumento de Avaliação da Atenção Primária à Saúde (Primary Care Assessment Tool - versão profissional), validado para serviços de saúde bucal. Dados sociodemográficos e profissionais também foram coletados. Foi realizada análise de associação e regressão logística binária utilizando variáveis profissionais e o valor da extensão dos atributos. Resultados: A partir da amostra, constituída por 50 cirurgiões-dentistas vinculados à Atenção Primária à Saúde, os resultados indicaram: os serviços de saúde bucal têm forte orientação para a Atenção Primária à Saúde (7,22), com o menor escore para o atributo acesso (3,48) e o maior para o atributo integralidade - serviços prestados (9,70). O maior valor dos atributos esteve associado a um aumento do valor do salário bruto e a não possuir outra atividade remunerada. Ser do sexo feminino, não possuir outra atividade remunerada e estar satisfeito profissionalmente com o trabalho em Atenção Primária à Saúde foram fatores preditivos para o aumento do valor dos atributos. Conclusão: A Atenção Primária à Saúde foi bem avaliada pelos cirurgiões-dentistas, porém com baixo valor do acesso e aumento da satisfação profissional como valor preditivo para melhoria do desempenho com base nos atributos.

Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Pesquisa sobre Serviços de Saúde; Saúde Bucal.

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


Starfield B, Shi L, Macinko J. Contribution of Primary Care to Health Systems and Health. Milbank Q. 2005;83(3):457-502.

Conill EM. Ensaio histórico-conceitual sobre a Atenção Primária à Saúde: desafios para a organização de serviços básicos e da Estratégia Saúde da Família em centros urbanos no Brasil. Cad Saude Publica. 2008;24(suppl. 1):7–16.

Azevedo ALM, Costa AM. A estreita porta de entrada do sistema único de saúde (SUS): Uma avaliação do acesso na estratégia de saúde da família. Interface Commun Heal Educ. 2010;14(35):797–810.

Roselino PL, Damasceno JL, Figueiredo GLA. Saúde bucal na atenção primária à saúde: articulações entre o ensino e a estratégia de saúde da família. Rev Odontol da UNESP [Internet]. 2019;48:e20190081. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-25772019000100450&tlng=pt

Brasil. Ministério da Saúde. Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. Portal da Saúde [Internet]. 2004;16. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/diretrizes_da_politica_nacional_de_saude_bucal.pdf

Shi L, Starfield B, Xu J. Validating the adult primary care assessment tool. J Fam Pract [Internet]. 2001;50(2):161–75. Disponível em: http://go.galegroup.com/ps/i.do?id=GALE%257CA71403442&sid=googleScholar&v=2.1&it=r&linkaccess=fulltext&issn=00943509&p=AONE&sw=w

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n.° 2.436, de 21 de setembro de 2017. Brasil: Diário Oficial da União; 2017 p. 1–34.

D ’Avila OP. Avaliação de Serviços de Saúde Bucal na Atenção Primária a Saúde: análise psicométrica e exploratória [Internet]. Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2016. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/147161/000999280.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Harzheim E, Felipe Pinto L, D’Avila OP, Hauser L. Following the legacy of professors Barbara Starfield and Leiyu Shi in Brazil as health policy: The National Health Survey (PNS), led by the Brazilian National Institute of Geography and Statistics (IBGE) and the Primary Care Assessment Tool (PCAT). Int J Equity Health. 2019;18(1):19–21.

Levesque JF, Sutherland K. Combining patient, clinical and system perspectives in assessing performance in healthcare: An integrated measurement framework. BMC Health Serv Res. 2020;20(1):1–14.

Harzheim E, Pinto LF, Hauser L, Soranz D. Avaliação dos usuários crianças e adultos quanto ao grau de orientação para Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cienc e Saude Coletiva. 2016;21(5):1399–408.

Maia LG, da Silva LA, Guimarães RA, Pelazza BB, Leite GR, Barbosa MA. The quality of primary care services, vocational training and the more doctors program in a health region of southwest goiás. Rev Bras Epidemiol. 2020;23.

Nascimento AC, Moysés ST, Werneck RI, Gabardo MCL, Moysés SJ. Assessment of public oral healthcare services in Curitiba, Brazil: A cross-sectional study using the Primary Care Assessment Tool (PCATool). BMJ Open. 2019;9(1):4–6.

I JPA, Silveira C, Ii V, Rosana B, Oliveira G De, Aparecida M, et al. Avaliação dos atributos essenciais da Atenção Primária à Saúde da criança. 2018;71(suppl 3):1447–54.

Prates ML, Machado JC, Da Silva LS, Avelar PS, Prates LL, De Mendonça ET, et al. Desempenho da atenção primária à saúde segundo o instrumento PCATool: Uma revisão sistemática. Cienc e Saude Coletiva. 2017;22(6):1881–93.

Silvério ACP, Martins I, Nogueira DA, Mello MAS, Loyola EAC de, Graciano MM de C. Assessment of Primary Health Care for rural workers exposed to pesticides. Rev Saude Publica. 2020;54(9):1–9.

Al-Jaber A, Da’ar OB. Primary health care centers, extent of challenges and demand for oral health care in Riyadh, Saudi Arabia. BMC Health Serv Res [Internet]. 2016;16(1):1–8. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1186/s12913-016-1876-6

Vidal TB, Rocha SA, Harzheim E, Hauser L, Tesser CD. Scheduling models and primary health care quality: a multilevel and cross-sectional study. Rev Saude Publica. 2019;53(38):1–10.

Rolim LB, Monteiro JG, Meyer APGFV, Nuto S de AS, Araújo MFM de, Freitas RWJF. Evaluation of Primary Health Care attributes of Fortaleza city, Ceará State, Brazil. Rev Bras Enferm [Internet]. fevereiro de 2019;72(1):19–26. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672019000100019&tlng=en

Rech MRA, Hauser L, Wollmann L, Roman R, Mengue SS, Kemper ES, et al. Qualidade da atenção primária à saúde no Brasil e associação com o Programa Mais Médicos. Rev Panam Salud Pública. 2018;42:1–11.

Lima E de FA, Sousa AI, Leite FMC, Lima R de CD, Nascimento MH, Primo CC. Evaluation of the Family Healthcare Strategy from the Perspective of Health Professionals. Esc Anna Nery - Rev Enferm. 2016;20(2):275–80.

Ferreira VD, Oliveira JM de, Maia MAC, Santos JS, Andrade RD, Machado GAB. Assessment of Primary Healthcare attributes in one Municipality of Minas Gerais State. Esc Anna Nery - Rev Enferm. 2016;20(4):1–8.

Fagundes DM, Thomaz EBAF, Queiroz RC de S, Rocha TAH, da Silva NC, Vissoci JRN, et al. Dialogues on the work process in oral health in Brazil: An analysis based on the PMAQ-AB survey. Cad Saude Publica. 2018;34(9).

Paula WKAS de, Samico IC, Caminha M de FC, Batista Filho M, Silva SL da. Avaliação da atenção básica à saúde sob a ótica dos usuários: uma revisão sistemática. Rev da Esc Enferm da USP [Internet]. 2016;50(2):335–45. Disponível em: www.ee.usp.br/reeusphttp://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420160000200021autorcorrespondente:

Cubas MR, Faoro NT, Moysés ST, Carvalho DR. Avaliação da Atenção Primária à Saúde: validação de instrumento para análise de desempenho dos serviços. Saúde em Debate. 2017;41(113):471–85.

Kfouri M da G, Moysés ST, Gabardo MCL, Nascimento AC, da Rosa SV, Moysés SJ. The feminization of dentistry and the perceptions of public service users about gender issues in oral health. Cienc e Saude Coletiva. 2019;24(11):4285–96.

Filho ADS, Moysés SJ, Kusma SZ, Moysés ST. Potencial de efetividade das estratégias de promoção da saúde bucal na atenção primária à saúde: Estudo comparativo entre capitais e regiões do Brasil. Rev Bras Epidemiol. 2016;19(4):851–65.

Bangalore Sathyananda R, De Rijk A, Manjunath U, Krumeich A, Van Schayck CP. Primary health Centres’ performance assessment measures in developing countries: Review of the empirical literature. BMC Health Serv Res. 2018;18(1):1–13.

Maciel JAC, Farias MR de, Sampaio JJC, Guerrero JAP, Castro-Silva II. Satisfacción profesional y prevalencia del síndrome de burnout en equipos de salud bucal de atención primaria en el Municipio Sobral, Ceará-Brasil. Salud los Trab. 2018;26(1):34–44.

Brown JB, Ryan BL. Processes that influence the evolution of family health teams. Can Fam Physician. 2018;64(6):e283–9.




DOI: https://doi.org/10.5020/18061230.2021.11483

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia