Respostas cardiovasculares a partir da imersão na fase de recuperação do protocolo de reabilitação cardíaca - doi:10.5020/18061230.2011.p123

Jaqueline Vieira Sales, Heleno Carneiro Rolim de Moraes, Framartinho Carlos Silva Araújo

Resumo


Objetivo: Descrever as respostas cardiovasculares aplicando a imersão na fase de recuperação do protocolo de reabilitação cardíaca. Métodos: Trata-se de um estudo intervencional, descritivo, prospectivo, com abordagem quantitativa. A amostra constou de 20 pacientes com diagnósticos de cardiopatias e hipertensão com Classificação Funcional da.
Insuficiência Cardíaca da New York Heart Association (NYHA), os quais vêm-se mantendo estáveis clinicamente e participam do Programa de Reabilitação Cardíaca da Universidade
de Fortaleza. As variáveis frequência cardíaca, pressão arterial, saturação e dispnéia foram investigadas, sendo estas verificadas no repouso, pós-exercício e pós-imersão. As coletas
de dados ocorreram durante três atendimentos, com intervalo de uma semana. Resultados: Evidenciou-se resposta significativa da frequência cardíaca e da dispnéia, após a aplicação da imersão na fase de recuperação (p<0,05), diferentemente da pressão arterial e da saturação
(p>0,05). Conclusão: Não foi observada nenhuma repercussão clínica decorrente do método aplicado, havendo melhoras significativas na sintomatologia, com aderência ao programa de
reabilitação cardíaca após a inclusão da imersão como complemento terapêutico.

Palavras-chave


Reabilitação; Imersão; Modalidades de Fisioterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2062

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia