Origem e evolução do programa de Agentes Comunitários de Saúde no Ceará -

Maria Marlene Marques Ávila

Resumo


Objetivo: Delinear a origem e evolução do trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) no Ceará. Síntese dos dados: Uma revisão da literatura pertinente ao assunto e
entrevistas com técnicos da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (SESA-Ce) e da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-Ce) foram as fontes dos dados coletados. Inicialmente,
contextualizou-se o cenário sociopolítico em que se desenvolveu a atenção primária em saúde no estado, enfatizando-se a evolução dos indicadores socioeconômicos e de saúde infantil. A seguir, fez-se uma breve exposição do modelo assistencial em saúde e a partir daí, o enfoque no Programa de Agente Comunitários de Saúde, desde sua origem como um programa emergencial, sua integração à Estratégia Saúde da Família, as repercussões desta inserção no trabalho do agente comunitário e a necessidade de capacitação dos ACS. Conclusão: Uma reflexão sobre o processo de capacitação dos ACS foi apresentada, buscando dialogar com a formação necessária diante das novas necessidades de saúde da população e, sobretudo, fortalecer a atuação do ACS como mediador entre as famílias e a equipe de saúde no nível local.

Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Pessoal de Saúde; Educação em Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2067

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia