Doenças crônicas degenerativas em idosos: dados fisioterapêuticos - doi:10.5020/18061230.2011.p221

Lais Keylla Felipe, Anita Zimmermann

Resumo


Objetivo: Analisar as doenças crônicas mais frequentes na população de idosos de uma clínica particular de Fisioterapia. Métodos: Analisaram-se os prontuários dos clientes que realizaram tratamento numa clínica de Fisioterapia, no período de 2005 a 2008, em busca de doenças crônicas como diagnóstico e/ou associadas às mesmas. Destes selecionaram-se os que continham data de nascimento e/ou idade igual ou superior a sessenta e cinco anos. Um instrumento tipo check-list, desenvolvido pelas pesquisadoras, identificou: quantidade, gênero, diagnóstico médico e comorbidades associadas; sendo os dados submetidos ao cálculo de porcentagem simples para quantificação das variáveis. Resultados: No período proposto, havia quatrocentos e cinquenta e oito prontuários, dos quais quarenta e nove corresponderam aos critérios de inclusão da pesquisa. A maioria 59,2% (n=29) se referia ao ano de 2008; sendo 26,6% (n=13) indivíduos do sexo masculino e 73,4% (n=36) do sexo feminino. Os diagnósticos mais encontrados compreenderam osteoartrose 57,1% (n=28); fratura e/ou história de fratura 24,4% (n=12); e outros diagnósticos 48,9% (n=24). As doenças crônicas associadas incluíram diabetes mellitus 18,3% (n=9) e hipertensão arterial sistêmica 57,1% (n=23). Conclusão: Doenças crônicas degenerativas em idosos têm merecido cada vez mais atenção dos profissionais de saúde, sendo a osteoartrose o diagnóstico mais encontrado neste estudo, seguido de fratura e/ou história de fratura. As comorbidades encontradas representaram impacto negativo maior sobre a qualidade de vida dos idosos.

Palavras-chave


Doença Crônica; Idoso; Qualidade de Vida; Fisioterapia (Especialidade).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2075

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia