Nível de atividade física em mulheres idosas -

Nelyse de Araújo Alencar, Márcia de Assunção Ferreira, Rodrigo Gomes de Sousa Vale, Estélio Henrique Martin Dantas

Resumo


Objetivo: Avaliar os níveis de atividade física (NAF) em mulheres idosas praticantes de atividades físicas acompanhadas por uma equipe de Saúde da Família da cidade do Crato-CE, Brasil. Métodos: Para determinar o nível de atividade física, utilizou-se o Questionário Baecke Modificado para Idosos (QBMI). Na avaliação estatística das diferenças obtidas utilizou-se o teste “t” de Student, com nível de significância de p<0,05 e o tamanho-efeito. Resultados: Comparando-se o nível de atividade física, conforme classificação do QBMI, das idosas que praticavam caminhada (67,2% do total, NAF = 4,45, classificado como alto) com as idosas que realizavam somente atividades domésticas (54.1%, NAF = 1,71, baixo), observou-se um D% = 160, 24%, p<0,001. O índice d de Conhen que expressa a magnitude desta diferença foi de 6,23 (alto). Conclusão: De acordo com os resultados, infere-se que a prática de atividade física regular, como a caminhada, é capaz de melhorar os níveis de atividade motora em pessoas idosas.

Palavras-chave


Saúde; Idoso; Atividade Física.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2079

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia