Fatores de risco para perda auditiva em idosos - doi: 10.5020/18061230.2012.p176

Kelly Vasconcelos Chaves Martins, Marília Fontenele e Silva Câmara

Resumo


Identificar os fatores de risco relacionados à perda auditiva sensorioneural em idosos. Métodos: Casuística constituída por 60 pacientes idosos separados em dois grupos: o Grupo de Caso, composto por 30 idosos, 21 do sexo feminino e 9 do sexo masculino, com idade mínima de 60 anos de idade, apresentando perda auditiva sensorioneural; e o Grupo Controle, composto por 30 idosos, pareados por gênero e idade, apresentando audição normal. Os pacientes foram submetidos à anamnese audiológica e audiometria tonal. O
comprometimento auditivo foi definido de acordo com média de limiar maior que 35dBNA, nas frequências de 1000, 2000 e 4000 Hz, na melhor orelha. Resultados: As razões de chances
estatisticamente significantes foram: a) para história audiológica: exposição a ruído e história familiar de surdez; b) para situações de dificuldade auditiva: televisão, igreja, telefone, ambiente silencioso, localizar sons, dificuldade com vozes e ambiente ruidoso; c) para história otológica: zumbido, otorréia e nauseas; e d) para história médica: problemas visuais, fumo, álcool, problemas na tireóide e doenças renais. Conclusão: Os achados do estudo evidenciaram, para a perda auditiva sensorioneural no idoso, fatores de risco relacionados à história audiológica, otológica e médica, e às situações de dificuldade auditiva.

Palavras-chave


Presbiacusia; Idoso; Perda Auditiva; Surdez; Zumbido

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2226

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia