Perfil antropométrico e clínico de escolares e sua relação com a síndrome metabólica na infância - doi: 10.5020/18061230.2012.p202

Mário Augusto Paschoal, Júlio Ferraz de Campos, Fabiana Moraes de Moraes

Resumo


valiar o perfil antropométrico e clínico de escolares e verificar sua relação com a síndrome metabólica. Métodos: Foram estudados 91 alunos, de 7 a 8 anos de idade, pertencentes a escolas públicas de Campinas-SP, Brasil. Todos foram submetidos à avaliação da pressão arterial (PA) e antropométrica, destacando-se a aferição de peso, estatura,
circunferência abdominal e braquial. Para avaliar a incidência da síndrome metabólica nessas crianças, elas foram divididas em grupos, de acordo com o estado nutricional e distribuição do índice de massa corpórea. Resultados: 45 crianças (49,4%) foram consideradas eutróficas, 12 estavam em sobrepeso (13,1%) e 34 eram obesas (37,3%). As comparações das circunferências abdominais e braquiais, foram estatisticamente diferentes entre os grupos
eutróficos (55,5±3,5 e 18,6±1,3), sobrepesos (62,9±4,0 e 21,4±1,7) e obesos (76,3±8,1 e 26,5±2,6). A PA sistólica (PAS) foi menor no grupo eutrófico comparado ao obeso, com
valores respectivos de 88,2±4,0 e 93,4±7,2 mmHg. Os valores de PAS e PA diastólica (PAD) se correlacionaram com os valores de circunferência abdominal de todos os grupos, no
entanto somente a PAS se correlacionou com a circunferência braquial em todos os grupos. Conclusão: Como há significativa correlação entre os valores de PAS e PAD com os valores de circunferência abdominal; e os valores de PAS com os de circunferência braquial, concluise que exames antropométricos e clínicos detectam precocemente e controlam o risco para o desenvolvimento da síndrome metabólica nas crianças avaliadas.

Palavras-chave


Sobrepeso; Obesidade; Antropometria.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2230

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia