Práticas de aleitamento materno no município de IGUATU-CE - oi: 10.5020/18061230.2012.p476

Lúcia Vanda Teixeira de Freitas Cavalcante, Dafne Paiva Rodrigues, Francisco José Maia Pinto, Maria Veraci Oliveira Queiroz, Eysler Gonçalves Maia Brasil, Delane Uchoa Amorim

Resumo


Objetivo: Analisar as práticas de aleitamento materno na Estratégia Saúde da Família. Métodos: Estudo transversal, descritivo, de abordagem quantitativa, realizado em Unidades
de Saúde da Família da zona urbana do município de Iguatu-CE, Brasil, de agosto de 2008 a maio de 2009. Participaram da pesquisa 402 mães com filhos de até seis meses de idade
que realizaram consultas de pré-natal. Foi utilizado um formulário com perguntas referentes à amamentação, dificuldades na amamentação, introdução de outros alimentos, alimentação infantil, realização de consultas pré-natais e visitas puerperais realizadas pela equipe. Os dados foram digitados no Programa SPSS 16.0, sendo analisados descritivamente. Resultados: Dentre as mães entrevistadas (402), a maioria referiu que estava amamentando os bebês (N
= 343; 85,3%), mas introduzia outro alimento (N = 252; 62,6%), verificando-se prevalência baixa de aleitamento materno exclusivo. Das 252 entrevistadas que referiram oferecer outro alimento ao bebê, 158 (62,7%) ofereciam por conta própria, seguida daquelas que optavam por seguir a indicação de familiares e vizinhos (N = 63; 25%). Conclusões: O estudo revelou que as mães das Unidades de Saúde da Família de Iguatu-CE não amamentavam os filhos de forma exclusiva, mas com a introdução de outros alimentos (outro leite, mingau), demonstrando, assim, a baixa prevalência do aleitamento materno exclusivo.

Palavras-chave


Aleitamento Materno; Saúde da Família; Saúde da Criança

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/2552

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia