Caracterização de parâmetros e estratégias do desmame difícil da ventilação mecânica adotados por fisioterapeutas - doi:10.5020/18061230.2013.p51

Fabíola Maria Sabino Meireles, Isabel Oliveira Barbosa, Márcia Cardinalle Correia Viana, Cymara Pessoa Kuehner

Resumo


Objetivos: Caracterizar as principais estratégias e parâmetros adotados por fisioterapeutas no desmame difícil da ventilação mecânica. Métodos: Estudo transversal incluindo todos os fisioterapeutas que atuam nas Unidades de Terapia Intensiva adulto em três hospitais públicos da cidade de Fortaleza-CE. Utilizou-se um questionário com perguntas objetivas, relacionadas ao desmame difícil da ventilação mecânica, havendo itens com possibilidade de respostas múltiplas. Os dados foram tratados de forma descritiva e não paramétrica. Resultados: Dentre os principais parâmetros adotados para o desmame difícil pelos 56 fisioterapeutas entrevistados, encontrou-se: redução do volume corrente (26 - 46,4%) e dessaturação durante aspiração (17 - 30,4%). Observou-se que 38 (67,9%) afirmam intercalar pressão positiva contínua em vias aérea (CPAP) e tubo T como estratégia adotada no desmame difícil, e 28 (50%) responderam redução da pressão de suporte. Não houve significância estatística entre as estratégias adotadas nos hospitais estudados, assim como na correlação entre estratégias e parâmetros. Conclusão: Constatou-se que os fisioterapeutas têm realizado estratégias semelhantes entre si e correspondentes à literatura, mas não em relação aos parâmetros. Os parâmetros adotados não corroboram com os descritos pelos estudos científicos.

Palavras-chave


Diafragma; Fadiga Muscular; Fisioterapia; Força Muscular; Unidade de Terapia Intensiva; Respiração Artificial.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Scarpinella-Bueno MA.Desmame da ventilação mecânica. In: Knobel E. Terapia intensiva: pneumologia e fisioterapia respiratória. São Paulo: Atheneu; 2004.

Boles JM, Bion J, Connors A, Herridge M, Marsh B,Melot C, et al. Weaning from mechanical ventilation.Eur Respir J. 2007;29(5):1033-56.

Blackwood B, Alderice F, Burns KE.; Cardwell CR,Lavery GG, O’Halloran P. Protocolized vs. nonprotocolized weaning for reducing the duration of mechanical ventilation in critically ill adult patients:cochrane review protocol. J Adv Nurs. 2009;65(5):957-64.

Blackwood B, Alderdice F, Burns K, Cardwell C,Lavery G, O’Halloran P. Use of weaning protocols for reducing duration of mechanical ventilation in critically ill adult patients: Cochrane systematic review and meta-analysis. Br Med J. 2011;342:7790-214.

Costa AD, Rieder MM, Vieira SRR. Desmame da ventilação mecânica utilizando pressão de suporte ou tubo t. comparação entre pacientes cardiopatas e não cardiopatas. Arq Bras Cardiol. 2005;85(1):65.

Presto B, Presto LDN. Fisioterapia respiratória: uma nova visão. 3ª ed. Rio de Janeiro: BP; 2007.

Goldwasser R, Farias A, Freitas EE, Saddy F, Amado V, Okamoto VN. Desmame e interrupção da ventilação mecânica. Rev Bras Ter Intensiva. 2007;19(3):384-92.

Brasil. Resolução CSN nº 196 de 10 de Outubro de 1996. Aprova diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União, Brasília, DF, n. 201, 16 out. 1996. Sessão 1, p.21º82

Azeredo CAC. Fisioterapia Respiratória Moderna. 4ªed. Barueri: Manole; 2002.

Polycarpo MR, Souza LC. Desmame em ventilação mecânica. In: Sousa LC. Fisioterapia intensiva. São Paulo: Atheneu; 2007.

Goldwasser RS, David MC. desmame da ventilação mecânica: promova uma estratégia. Rev Bras Ter Intensiva. 2007;19(1):107-12.

Condessa RL. Avaliação do Treinamento Muscular Inspiratório por Threshold IMT no processo de aceleração do desmame da ventilação mecânica[dissertação]. Rio Grande do Sul: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2008.

Guimaraes FS, Alves FF, Constantino SS, Dias CM,Menezes SLS. Avaliação da pressão inspiratória máxima em pacientes críticos não-cooperativos:comparação entre dois métodos. Rev Bras Fisioter.2007;11(3):233-8.

Eric E, Eric D, Stéphane G, Christophe V, Dominique P, Pierre G, et al. Weaning from mechanical ventilation with pressure support in patients failing a T-tube trial of spontaneous breathing. Intensive Care Med.2006;32(1):165-9.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2618

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia