Diagnóstico da situação de saúde materno infantil no município de Tanque do Piauí-PI - doi:10.5020/18061230.2013.p79

Lorena Sousa Soares, Sylvia Leite Bento, Grazielle Roberta Freitas da Silva

Resumo


Objetivo: Descrever o diagnóstico da saúde maternoinfantil no município de Tanque do Piauí-PI. Métodos: Trata-se de um estudo transversal e descritivo realizado por meio de levantamento epidemiológico, mediante download das bases de dados referentes aos anos de 2007, 2008 e 2009, dos sistemas oficiais do Ministério da Saúde. As variáveis
pesquisadas foram: indicadores demográficos e socioeconômicos; de mortalidade; de morbidade e fatores de risco; de recurso e cobertura; e do SISPRENATAL. Resultados:
Com os resultados, observaram-se os principais números epidemiológicos do município,principalmente quanto à situação da saúde maternoinfantil. Notou-se que ele apresenta uma situação de vulnerabilidade social, com elevada taxa de analfabetismo, péssimas condições de saneamento básico, alta taxa de gravidez na adolescência e de partos cesáreos, índice de mortalidade infantil e de nascidos vivos com baixo peso proporcionalmente significante, e alimentação ineficiente dos sistemas de informação. Conclusão: Identificou-se aumento da mortalidade materna, do percentual de gravidez na adolescência, de nascidos vivos de baixo peso e de partos hospitalares.

Palavras-chave


Indicadores Básicos de Saúde; Saúde da Mulher; Mortalidade Materna.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Secretária de Saúde do Estado do Piauí. Portal deinformação em saúde. Piauí: Secretária de Saúde do Estado do Piauí; 2007.

Secretária de Saúde do Estado do Piauí.. Portal de informação em saúde. Piauí: Secretária de Saúde do Estado do Piauí; 2011.

Merighi MAB, Gualda DMR. O Cuidado à saúde materna no Brasil e o resgate do ensino de obstetrizes para a assistência ao parto. Revista Latinoam Enferm.2009;17(2):265-70.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Políticas de Saúde, Área técnica da saúde da mulher. Programa de Humanização do Pré-Natal e Nascimento: Informação para gestores e técnicos. Brasília: Ministério da Saúde;2000.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.Indicadores sócio-demográficos e de saúde. Brasília:IBGE; 2010.

Ministério da Saúde (BR). Indicadores e Dados básicos:IDB Brasil 2006. Brasília: Ministério da Saúde; 2006.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.Censo 2000. Brasília: IBGE; 2000.

Soares ES, Menezes GMS. Fatores associados à mortalidade neonatal precoce: análise de situação no nível local. Epidemiol Serv Saúde. 2010;19(1):51-60.

Fônseca LAC, Pádua LB, Valadares JDN. Avaliação da qualidade da assistência pré-natal prestada às gestantes usuárias do sistema único de saúde. Rev Interdisciplinar. 2011;4(2):40-45.

Amorim MMR, Lima LA, Lopes CV, Araújo DKL,Silva JGG, César LC et al. Fatores de risco para a gravidez na adolescência em uma maternidade-escola da Paraíba: estudo caso-controle. Rev Bras Ginecol Obstet. 2009;31(8):404-10.

Nóbrega LLR, Bezerra FPF. Percepções de puérperas adolescentes frente à assistência de enfermagem no alojamento conjunto. Rev Rene. 2010;11(Nesp):42-52.

Povoa L, Andrade MV. Distribuição geográfica dos médicos no Brasil: uma análise a partir de um modelo de escolha locacional. Cad Saúde Pública.2006;22(8):1555-63.

Rodrigues TMM, Vale LMO, Leitão RAR, Silva RMO, Rocha SS, Pedrosa JIS. A visita domiciliar do enfermeiro à puérpera e ao recém-nascido. Rev Interdisciplinar. 2011;4(2):21-6.

Henrique F, Calvo MCM. Grau de implantação do Programa Saúde da Família e indicadores sociais.Ciênc Saúde Coletiva. 2009;14(1):1359-65.

Araujo EC, Costa KSG, Silva RS, Azevedo VNG,Lima FAZ. Importância do pré-natal na prevenção da Sífilis Congênita. Rev Para Med. 2006;20(1):47-51.

Queiroz MVO, Silva NSB, Jorge MSB, Moreira TMMM. Incidência e características de cesáreas e de partos normais: estudo em uma cidade no interior do Ceará. Rev Bras Enferm. 2005;58(6):687-91.

Grangeiro GR, Diogenes MAR; Moura ERF. Atenção Pré-Natal no Município de Quixadá-CE segundo indicadores de processo do SISPRENATAL. Rev Esc Enferm USP. 2008;42(1):105-11.

Coimbra LC, Silva AAM, Mochel EG, Alves MTSS,Ribeiro VS, Aragão VMF, et al. Fatores associados à inadequação do uso da assistência pré-natal. Rev Saúde Pública. 2003;37(4):456-62.

Gurgel MGI, Alves MDS, Moura ERJ, Pinheiro PNC, Araújo MAL, Rêgo RMV. Ambiente favorável à saúde: concepções e práticas da enfermagem na prevenção da gravidez na adolescência. Rev Rene.2010;11(Nesp):82-91.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2627

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia