Saúde sexual, reprodutiva e aspectos socioculturais de mulheres indígenas

Erica Ribeiro Pereira, Lavínia Santos de Souza Oliveira, Lucélia Chiemi Ito, Leidiane Maria da Silva, Mariza de Jesus Moura Schmitz, Heloisa Pagliaro

Resumo


Objetivo: Conhecer o perfil da saúde sexual, reprodutiva e aspectos socioculturais de mulheres indígenas. Métodos: Estudo observacional, transversal e descritivo, realizado em ambulatório de referência em saúde indígena, durante o período de 2010 a 2013. Aplicou-se um formulário semiestruturado contendo dados socioculturais, histórico de vida sexual e reprodutiva. Coletou-se o esfregaço cervicovaginal. Utilizou-se a análise descritiva, com apresentação de média e desvio padrão (DP) para variáveis quantitativas, e números absolutos e relativos para variáveis qualitativas. Resultados: A amostra constituiu-se de 90 indígenas, com idade média de 36 anos (± DP 13,41), pertencentes a 35 etnias. Para 75 mulheres (83,4%), a coitarca ocorreu na faixa etária de 12 a 19 anos, 74 (82,2 %) estavam em período reprodutivo e 36 (48,6%) usavam método contraceptivo, como o anticoncepcional hormonal e a laqueadura tubária. A média de partos foi de 4,6 por mulher; a idade média no primeiro parto foi de 17,3 anos (± DP 3,23); 23 delas (26,8%) tiveram de 1 a 3 abortamentos e 26 (31,2%) tiveram um ou mais partos cesáreas. Em oito mulheres (8,9%), identificaramse alterações para atipias citológicas e doenças sexualmente transmissíveis (Trichomonas vaginalis e Papilomavírus humano) no exame colpocitológico. Conclusão: Foram observadas condições de vulnerabilidade das mulheres indígenas a partir do seu perfil sexual e reprodutivo, com exposição às doenças sexualmente transmissíveis, câncer do colo do útero, início precoce da vida sexual e pouco acesso à informação e prevenção.

doi: 10.5020/18061230.2014.p445

Palavras-chave


Saúde Sexual e Reprodutiva; Saúde de Populações Indígenas; Neoplasias do Colo do Útero; Índios Sul-Americanos.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Censo demográfico 2010: características gerais dos indígenas [acesso em 2015 Jan 23]. Disponível em: ftp:// ftp.ibge.gov.br/Censos/Censo_Demografico_2010/ C a r a c t e r i s t i c a s _ G e r a i s _ d o s _ I n d i g e n a s / p d f / Publicacao_completa.pdf

Ministério da Saúde (BR). Decreto nº 3.156, de 27 de Agosto de 1999. Dispõe sobre as condições para a prestação de assistência à saúde dos povos indígenas, no âmbito do Sistema Único de Saúde, pelo Ministério da Saúde. Diário Oficial da União; Brasília 1999 Ago 28 [acesso em 2015 Jan 23]. Disponível em: http:// www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/D3156.htm

.Ministério da Saúde (BR). Lei nº 9.836, de 23 de setembro de 1999. Acrescenta dispositivos à Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que “dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências”, instituindo o Subsistema de Atenção à Saúde Indígena. Diário Oficial da União; Brasília 1999 Ago 24 [acesso em 2015 Jan 25]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9836.htm

Speck NMG, Pereira ER, Schaper M, Rodrigues D, Almeida P, Sakano CR, et al. Cytopathological screening in indigenous women from Parque Indígena do Xingu. Eur J Gynaec Oncol. 2009;30(5):512-3.

.Fonseca AJ, Amorim LDC, Murari RSW, Arcoverde LC, Ferreira LCL. Prevalência de alterações citológicas cervicais em indígenas do Extremo Norte da Amazônia Brasileira. Rev Bras Cancerol. 2014;60(2):101-8.

.Maggi RS. A saúde indígena no Brasil. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2014;14(1):13-4.

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. 3ª ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.

Pagliaro H, Mendonça S, Baruzzi R. Fecundidade e saúde reprodutiva das mulheres Suyá (Kisêdjê): aspectos demográficos e culturais. Cad CRH. 2009;22(57):479-90.

Souza LG, Santos RV, Pagliaro H, Carvalho MS, Flowers NM, Coimbra CE Jr. Demography and health of the Xavante Indians of Central Brazil. Cad Saúde Pública. 2011;27(10):1891-905.

Moliterno ACM, Borghi AC, Orlandi LHSF, Faustino RC, Serafim D, Carreira L. Processo de gestar e parir entre as mulheres Kaingang. Texto Contexto & Enferm. [periódico na Internet]. 2013 [acesso em 2015 Jan 25];22(2):293-301. Disponível em: http:// www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid =S0104-07072013000200004

Rodrigues DA, Pereira ER, Oliveira LSS, Speck NMG, Gimeno SGA. Prevalência de atipias citológicas e infecção pelo papilomavírus humano de alto risco em mulheres indígenas Panará, povo indígena do Brasil Central. Cad Saúde Pública. 2014;30(12):2587-93.

Vasilevska M, Ross SA, Gesink D, Fisman DN. Relative risk of cervical cancer in indigenous women in Australia, Canada, New Zealand, and the United States: a systematic review and meta-analysis. J Public Health Policy. 2012;33(12):148-64.

Vinodhini K, Shanmughapriya S, Das BC, Natarajaseenivasan K. Prevalence and risk factors of HPV infection among women of various provinces of the world. Arch Gynecol Obstet. 2012; 285(3):771-7.

Kightlinger RS, Irvin WP, Archer KJ, Huang NW, Wilson RA, Doran JR, et al. Cervicalcancer and human papillomavirus in indigenous Guyanese women. Am J Obstet Gynecol. 2010; 202(6):626-7

Pereira ER, Biruel EP, Oliveira LSS, Rodrigues DA. A experiência de um serviço de saúde especializado no atendimento a pacientes indígenas. Saúde Soc. 2014;23(3):1077-90.

Langdon EJ. Diversidade cultural e os desafios da política brasileira de saúde do índio. Saúde Soc. 2007;16(2):7-9.

Pereira ER, Bastos NSW, Silva LM, Oliveira LSSO. Perfil de morbidade de indígenas em serviço especializado. RIES. 2014;3(1):144-57.

Junqueira C, Camargo CPF, Pagliaro H. Reflexões acerca do mundo cultural e do comportamento reprodutivo dos Kamaiurá ontem e hoje. In: Pagliaro H, Azevedo MM, Santos RV, organizadores. Demografia dos Povos Indígenas no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz e Associação Brasileira de Estudos Populacionais/ Abep; 2005. p. 119-34.

Pagliaro H, Azevedo H. Comportamento reprodutivo de povos indígenas no Brasil, interface entre a demografia e a antropologia. In: Wong LR, organizador. Población y salud sexual y reproductiva em América Latina. Rio de Janeiro: Série Investigaciones; 2008. p. 415-33.

Carvalho NS, Cho R, Flores LP. DST em populações indígenas no Brasil: análise crítica e revisão da literatura. DST J Bras Doenças Sex Transm. 2011;23(3):142-5.

Pagliaro H, Junqueira C. Recuperação populacional e fecundidade dos Kamaiurá, Povo Tupi do Alto Xingu, Brasil Central, 1970-2003. Saúde Soc. 2007;16(2):37- 47.

Picoli RP, Carandina L, Ribas DLB. Saúde maternoinfantil e nutrição de crianças Kaiowá e Guaraní, Área Indígena de Caarapó, Mato Grosso do Sul, Brasil. Cad Saúde Pública. 2006;22(1):223-7.

Freitas PF, Savi EP. Desigualdades sociais nas complicações da cesariana: uma análise hierarquizada. Cad Saúde Pública. 2011;27(10):2009-20.

Ferreira LO. Saúde e relações de gênero: uma reflexão sobre os desafios para a implantação de políticas públicas de atenção à saúde da mulher indígena. Ciênc Saúde Coletiva. 2013;18(4):1151-9.

Freitas PF, Drachler ML, Leite JCC, Grassi PR. Desigualdade social nas taxas de cesariana em

primíparas no Rio Grande do Sul. Rev Saúde Pública. 2005;39(5):761-7.

Dias Junior CS, Verona APA, Pena JL, Moreira LE, Machado-Coelho GLL. Fecundidade e usos de métodos contraceptivos entre as mulheres Krenak, Minas Gerais, Brasil [acesso em 2015 Jan 27]. Disponível em: http://web.cedeplar.ufmg.br/cedeplar/seminarios/ ecn/ecn-mineira/2012/arquivos/Fecundidade%20 e % 2 0 u s o s % 2 0 d e % 2 0 m % C 3 % A 9 t o d o s % 2 0 contraceptivos%20entre%20as%20mulheres%20 Krenak.pdf

Azevedo M. Saúde reprodutiva e mulheres indígenas do Alto Rio Negro. Cad CRH. 2009;22(57):463-77.

Oliveira RCC, Silva AO, Maciel SC, Melo JRF. Situação de vida, saúde e doença da população indígena Potiguara. REME Rev Min Enferm. 2012;16(1):81-90.

Maciel SC, Oliveira RCCM, Felix JR. Alcoolismo em Indígenas Potiguara: representações sociais dos profissionais de saúde. Psicol Ciênc Prof. 2012;32(1):98-111.

Speck NMG, Pereira ER, Schaper M, Tso FK, Freitas VG, Ribalta JC. Uterine cervical neoplasia prevention in Parque Indígena do Xingu. Eur J Gynaec Oncol. 2009; 30(4):415-7.




DOI: https://doi.org/10.5020/2829

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia