Avaliação do consumo de frutas e hortaliças entre famílias de usuários do Programa Academia da Saúde (PAS)

Tais Rocha Figueira, Aline Cristine Souza Lopes, Celina Maria Modena

Resumo


Objetivo: Investigar o consumo de frutas e hortaliças (F&H) entre famílias de usuários de um polo do Programa Academia da Saúde (PAS). Métodos: Tratou-se de um estudo exploratório, com abordagem qualitativa, do qual participaram quatro usuários de um pólo do PAS de Belo Horizonte-MG. Os dados foram coletados durante o mês de julho de 2012, por meio de entrevista semiestruturada, e analisados pela técnica de análise de conteúdo. As categorias de análise que emergiram do estudo foram: frutas e hortaliças são primordiais para a saúde; aprendendo a comer e a gostar de frutas e hortaliças; e a aquisição de frutas e hortaliças. Resultados: O consumo de frutas e hortaliças foi influenciado pelo efeito benéfico à saúde e pelo paladar, além de um valor transmitido intergeracionalmente. O conhecimento sobre quantidades recomendadas para ingestão não estava estabelecido na população investigada. As frutas e hortaliças eram adquiridas em comércios próximos à moradia, havendo necessidade de melhoria desses estabelecimentos em relação à qualidade, preço e higiene, principais critérios utilizados para definição das compras. Conclusão: Os resultados revelam a necessidade do desenvolvimento de intervenções educativas direcionadas às famílias e comerciantes visando estimular o consumo de frutas e hortaliças e garantir acesso a esses alimentos com melhor qualidade.

10.5020/18061230.2014.p518

Palavras-chave


Consumo de Alimentos; Frutas; Hortaliças; Família.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Jaime PC, Figueiredo ICR, Moura EC, Malta DC. Fatores associados ao consumo de frutas e hortaliças no Brasil, 2006. Rev Saúde Pública. 2009;24(Supl2):57-64.

World Health Organization - WHO. The World Health Report 2002: reducing risks, promoting healthy life. Geneva: WHO; 2002.

World Health Organization – WHO. Global status report on noncommunicable diseases 2010. Geneva: WHO; 2011.

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (BR), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009: avaliação nutricional da disponibilidade domiciliar de alimentos no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE; 2010.

Figueiredo ICR, Jaime PC, Monteiro CA. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo. Rev Saúde Pública. 2008;42(5):777-85.

Neutzling MB, Rombaldi AJ, Azevedo MR, Hallal PC. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos de uma cidade do sul do Brasil. Cad Saúde Pública. 2009;25(11):2365-74.

Campos VC, Bastos JL, Gauche H, Boing AF, Assis MAA. Fatores associados ao consumo adequado de frutas, legumes e verduras em adultos de Florianópolis. Rev Bras Epidemiol. 2010;13(2):352-62.

Mondini L, Moraes AS, Freitas ICM, Gimeno SGA. Consumo de frutas e hortaliças por adultos em Ribeirão Preto, SP. Rev Saúde Pública.2010;44(4):686-94.

World Health Organization - WHO. Fruit and Vegetables for Health. Report of a Joint FAO/WHO Workshop 1-3 September 2004. Japan: WHO; 2004.

World Health Organization - WHO. Global strategy on diet, physical activity and health. Geneva: WHO; 2004.

Dias MAS, Giatti L, Guimarães VR, Amorim MA, Rodrigues CS, Lansky S et al. Projeto promoção de 2006;16(3):21-4.

Ministério da Saúde (BR). Portaria n° 719, de 7 de abril de 2011. Institui o Programa Academia da Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde [acesso em 2011 Set 21]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/ portal/ arquivos/pdf/portaria_academia_saude_719.pdf

Lima NA. Fatores associados ao excesso de peso entre os usuários do Serviço de Promoção à Saúde: Academia da Cidade do Distrito Sanitário Leste de Belo Horizonte, Minas Gerais [dissertação]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais; 2009.

Costa BVL, Mendonça RD, Santos LC, Peixoto SV, Alves M, Lopes ACS. Academia da Cidade: um serviço de promoção da saúde na rede assistencial do Sistema Único de Saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2013;18(1):95- 102.

Prefeitura de Belo Horizonte (BR). Índice de vulnerabilidade da saúde. Belo Horizonte: Prefeitura de Belo Horizonte; 2013.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 11ª ed. São Paulo: Hucitec; 2008.

Silva DO, Recine EGIG, Queiroz EFO. Concepções de profissionais de saúde da atenção básica sobre a alimentação saudável no Distrito Federal, Brasil. Cad Saúde Pública. 2002;18(5):1367-77.

Garcia RWD. Representações sociais da alimentação e saúde e suas repercussões no comportamento alimentar. Physis (Rio J.).1997;7(2):51-68.

Zaluar AA. A máquina e a revolta. São Paulo: Brasiliense; 1985.

Alves HJ, Boog MCF. Representações sobre o consumo de frutas, verduras e legumes entre fruticultores de zona rural. Rev Nutr. 2008;21(6):705-15.

Schätzer M, Rust P, Elmadfa I. Fruit and vegetable intake in Austrian adults: intake frequency, serving sizes, reasons for and barriers to consumption, and for increasing consumption. Public Health Nutr. 2010;13(4):480-7.

Lucan SC, Barg FK, Long JA. Promoters and barriers to fruit, vegetable, and fast-food consumption among urban, low-income African Americans: a qualitative approach. Am J Public Health. 2010;100(4):631-5.

Meléndez L, Olivares S, Lera L, Mediano F. Etapas del cambio, motivaciones y barreras relacionadas com el consumo de frutas y verduras y la actividad física em madres de pré-escolares atendidas em centros de atención primaria de la salud. Rev Chil Nutr. 2011;38(4):466-75.

Silva CL, Costa THM. Barreiras e facilitadores do consumo de frutas e hortaliças em adultos de Brasília. Sci Med. 2013;23(2):68-74.

Gough B, Conner MT. Barriers to healthy eating amongst men: A qualitative analysis. Soc Sci Med. 2006;62(2):387-95.

World Health Organization - WHO. Diet, nutrition and the prevention of chronic diseases. Report of a joint WHO/FAO expert consultation. Geneva: WHO; 2003. (Technical Report Series n.916.)

Boog MCF, Fonseca MCP, Alves HJ, Voorpostel CR. Agricultores consomem frutas, verduras e legumes? Bases para ações educativas. SAN. 2008;15(2):85-97.

Bagrichevsky M, Castiel LD, Vasconcelos-Silva PR, Estevão A. Discursos sobre comportamento de risco à saúde e a moralização da vida cotidiana. Ciênc Saúde Coletiva. 2010;15(Supl 1):1699-1708.

Jomori MM, Proença RPC, Calvo MCM. Determinantes de escolha alimentar. Rev Nutr. 2008;21(1):63-73.

Toral N, Slater B, Silva MV. Consumo alimentar e excesso de peso de adolescentes de Piracicaba, São Paulo. Rev Nutr. 2007;20(5):449-59.

Bigio RS, Verly Junior E, Castro MA, César CLG, Fisberg RM, Marchioni DML. Determinantes do consumo de frutas e hortaliças em adolescentes por regressão quantílica. Rev Saúde Pública. 2011;45(3):448-56.

Muniz LC, Zanini RV, Schneider BC, Tassitano RM, Feitosa WMN, González-Chica DA. Prevalência e fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras entre adolescentes de escolas públicas de Caruaru, PE. Ciênc Saúde Coletiva. 2013;18(2):393- 404.

Toral N, Conti MA, Slater B. A alimentação saudável na ótica dos adolescentes: percepções e barreiras à sua implementação e características esperadas em materiais educativos. Cad Saúde Pública. 2009;25(11):2386-94.

Leal GVS, Philippi ST, Matsudo SMM, Toassa EC. Consumo alimentar e padrão de refeições de adolescentes, São Paulo, Brasil. Rev Bras Epidemiol. 2010;13(3):457-67.

Assis SG, Avanci JQ, Silva CMFP, Malaquisa JV, Santos NC, Oliveira RVC. A representação social do ser adolescente: um passo decisivo na promoção da saúde. Ciênc Saúde Coletiva.2003;8(3):669-80

Cromack LMF, Bursztyn I, Tura LFR. O olhar do adolescente sobre saúde: um estudo de representações sociais. Ciênc Saúde Coletiva. 2009;14(2):627-34.

Weber LND, Selig GA, Bernardi MG. Continuidade dos estilos parenterais através das gerações: transmissão intergeracional de estilos parenterais. Paidéia (Ribeirão Preto). 2006;16(35):407-14.

Andreuccetti C, Ferreira MD, Tavares M. Perfil dos compradores de tomate de mesa em supermercados da região de Campinas. Hortic Bras. 2005;23(1):148-53.

Souza RS, ArbageI AP, Neumann PS, Froehlich JM, Diese V, Silveira PR et al. Comportamento de compra dos consumidores de frutas, legumes e verduras na região central do Rio Grande do Sul. Ciênc Rural. 2008;38(2):511-7.

Souza Neta ML, Silva RT, Souza AAT, Pamplona JP, Oliveira FA, Oliveira MKT. Perfil dos consumidores de hortaliças do município de Apodi-RN. Rev ACSA. 2013;9(1):50-6.




DOI: https://doi.org/10.5020/2852

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia