Associação entre medidas antropométricas, de composição corporal, bioquímicas e de consumo alimentar em indivíduos com excesso de peso

Camila de Oliveira Ramos, Arthur da Silva Gomes, Helena Dória Ribeiro de Andrade Previato, Ana Carolina Pinheiro Volp

Resumo


Objetivo: Avaliar a associação entre medidas antropométricas, de composição corporal, bioquímicas e de consumo alimentar em indivíduos com excesso de peso. Métodos: Estudo do tipo transversal, com amostra de conveniência composta por 31 indivíduos, com idade entre 19 e 59 anos. Foram realizadas avaliações antropométricas, bioquímicas e análise da composição da dieta. Após, foi calculado o índice de qualidade da dieta (IQD). Na análise estatística, o teste de Shapiro-Wilk verificou a distribuição das variáveis, Wilcoxon-Mann- Whitney-U as diferenças entre as variáveis e correlação de Spearman/Pearson rastreou a associação entre os valores. Foi adotado um p com 5% de probabilidade. Resultados: A análise da composição da dieta permitiu observar uma média de consumo acima das Dietary Reference Intakes para carboidrato (323,31±33,11g), proteína (80,15±29,84g), lipídeo (77,42±31,87g) e sódio (2896,99±1119,05mg). Os valores para o IQD variaram entre 2 e 12 pontos, apresentando valor médio de 6,5±2,2. Foram encontradas correlações entre IQD e prega cutânea suprailíaca, colesterol total, e LDL-c (mg/dL), dentre outras. Conclusão: A amostra estudada apresentou um perfil de ingestão alimentar composto por alimentos ricos em carboidratos, lipídeos e sódio. A elevada média da pontuação do IQD (dieta pobre) reflete a importância de medidas de intervenção visando à melhoria do padrão alimentar desses indivíduos.


doi:10.5020/18061230.2013.p157

Palavras-chave


Estado Nutricional; Consumo de Alimentos; Composição Corporal.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Sarturi JB, Neves J, Peres KG. Obesidade em adultos: estudo de base populacional num município de pequeno porte no sul do Brasil em 2005. Ciência & Saúde Coletiva. 2010;15(1):105-13.

Romero CEM, Zanesco A. O papel dos hormônios leptina e grelina na gênese da obesidade. Rev Nutr. 2006;19(1):85-1.

York DA, Rossner S, Caterson I, Chen CM, James WPT, Kumanyika S, et al. Obesity, a worldwide related to heart disease and stroke group I: worldwide demographics of obesity. Circulation. 2004;110(18):463-70.

Haslam DW, James WPT. Obesity. Lancet. 2005;

(9492):1197-209.

Buzzachera CF, Krause MP, Elsangedy HM, Hallage T, Granato P, Krinski K, Campos W, Silva SG. Prevalência de sobrepeso e obesidade geral e central em mulheres idosas da cidade de Curitiba, Paraná. Rev Nutr. 2008;21(5):525-33.

Conde WL, Borges C. O risco de incidência e persistência da obesidade entre adultos brasileiros segundo seu estado nutricional ao final da adolescência. Rev Bras Epidemiol. 2011;14(1):71-9.

Mariath AB, Grillo LP, Silva RO, Schmitz P, Campos IC, Medina JRP, Kruger RM. Obesidade e fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis entre usuários de unidade de alimentação. Cad Saúde Pública. 2007; 23(4):897-05.

Lerario DDG, Gimine SG, Franco LJ, Iunes M, Ferreira SRG. Excesso de peso e gordura abdominal para a síndrome metabólica em nipo-brasileiros. Rev Saúde Pública. 2002; 36(1):4-11.

Oliveira LPM, Assis AMO, Silva MCM, Santana MLP, Santos NS, Pinheiro SMC, Barreto ML, Souza CO. Fatores associados a excesso de peso e concentração de gordura abdominal em adultos na cidade de Salvador, Bahia, Brasil. Cad Saúde Pública. 2009; 25(3):570-82.

Volp ACP, Alfenas RCG, Costa NMB, Minim VPR, Strigueta PC, Bressan J. Índices dietéticos para avaliação da qualidade de dietas. Rev Nutr. 2010;

(2):281-96.

Volp ACP. Revisão sobre os índices e instrumentos dietéticos para a determinação da qualidade de dietas. Rev Bras Promoç Saúde. 2011; 24(4):401-14.

Pattersson RE, Haines OS, Popkin BM. Diet quality index: capturing a multidimensional behavior. J Am Diet Assoc. 1994; 94(1):57-64.

Sales RL, Silva MMS, Costa NMB, Euclydes MP, Eckhardt VF, Rodrigues CMA, Tinoco ALA. Desenvolvimento de um inquérito para avaliação da ingestão alimentar de grupos populacionais. Rev Nutr.

;19(5):539-52.

World Health Organization -WHO. Physical status: the use and interpretation of antropometry. Geneva: World Health Organization; 1995.

World Health Organization - WHO. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a WHO Consultation on Obesity. Geneva: World Health Organization; 1998.

World Health Organization – WHO. WHO technical report series 854. Geneva: World Health Organization;

Frisancho AR. Anthropometric standards for the assessments of growth and nutritional status. Ann. Arbor, Michigan, University of Michigan Press; 1990.

Cuppari L. Nutrição clínica no adulto: guias de medicina ambulatorial e hospitalar. 2ª ed. São Paulo: Manole; 2005.

Silva PC, Zaffari D. Prevalência de excesso de peso e associação com outras variáveis e em indivíduos adultos atendidos em unidade básica de saúde. Scientia Medica. 2009;19(1):17-26.

Moock M, Mataloun SE, Pandolfi M, Coelho J, Novo N, Compri PC. O impacto da obesidade no tratamento intensivo de adulto. Rev Bras Ter Intensiva.

;22(2):133-37.

Calvacanti CBS, Carvalho SCBE, Barros MVG.

Indicadores atnropométricos de obesidade abdominal: revisão dos artigos indexados na biblioteca Scielo. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum.

;11(2):217-25.

Coelho MSPH, Assis MAA, Moura EC. Aumento do índice de massa corporal após os 20 anos de idade e associação com indicadores de risco ou de proteção para doenças crônicas não transmissíveis. Arq Bras Endocrinol Metab. 2009;53(9):1146-56.

Ramos JN, Damacena LC, Stringgini MLF, Fornés NS. Perfil socioeconômico, antropométrico, bioquímico e estilo de vida de pacientes atendidos no programa “controle de peso”. Comum Ciênc Saúde.

;17(3):185-92.

Porto MCV, Brito IC, Calfa ADF, Amoras M, Villela MB, Araújo LMB. Perfil do Obeso Classe III do Ambulatório de Obesidade de Um Hospital Universitário de Salvador, Bahia. Arq Bras Endocrinol Metab. 2002;46(6):668-73.

Lima L.P, Sampaio HAC. Caracterização socioeconômica, antropométrica e alimentar de obesos graves. Ciênc Saúde Coletiva. 2007;12(4):1011-20.

Sauer P, Oliveira KS, Carvalho L, Ferraro JLS, Alves MK. Perfil alimentar de pacientes com sobrepeso e obesidade atendidos em uma clínica de Porto Alegre entre os anos de 2000 a 2006. X Salão de Iniciação Científica PUCRS. 2009; 881-83.

Nespeca M, Cyrillo DC. Avaliação da qualidade da

dieta por meio do índice de alimentação saudável de

funcionários de uma universidade pública. Rev Soc

Bras Alim Nutr. 2010; 35(2):81-90.

Mello VD, Laaksonen DE. Fibras na dieta: tendências atuais e benefícios à saúde na síndrome metabólica e no diabetes mellitus tipo 2. Arq Bras Endocrinol Metab.

;53(5):509-18.

Fernandes M, Paes C, Nogueira C, Souza G, Aquino L, Borges F, Ramalho A. Perfil de consumo de nutrientes antioxidantes em pacientes com síndrome metabólica. Rev Ciênc Méd. 2007;16(4-6):209-19.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de orçamentos familiares. POF 2008 – 2009: Aquisição alimentar domiciliar per capta. Rio de Janeiro; 2010.

Sauer P, Navarro S, Dias RL, Pizzato AC. Análise da qualidade da dieta dos participantes de um Programa de Reeducação Alimentar. Rev Grad. 2010;3(2):1-11.

Manfroi G.F, Santos RS, Teixeira AS, Feoli ANP, Silva VL. Consumo de sódio em usuários com Síndrome Metabólica de uma Unidade de Saúde. Rev Grad.

;2(2):1-17.

Fisberg FM, Marchioni DML, Colucci ACA. Avaliação do consumo alimentar e da ingestão de nutrientes na prática clínica. Arq Bras Endocrinol Metab.

;53(5):617-24.

Ribeiro AC, Sávio KEO, Rodrigues MLCF, Costa THM, Schmithz BAS. Validação de um questionário de frequência de consumo alimentar para população adulta. Rev Nutr Campinas. 2006;19(5):553-62.

Pereira GAP, Genaro PS, Pinheiro MM, Szejnfeld VL, Martini LA. Cálcio dietético: Estratégias para otimizar o consumo. Rev Bras Reumatol. 2009;49(2):164-80.

Ramires AD, Canale FS, Filho NC. A ação do cálcio no controle do ganho de peso corporal: Uma abordagem experimental com leite de soja enriquecido. Anuário da Produção da Iniciação Científica Discente.

;13(16):21-8.

Marimoto J.M, Latorre MRDO, César CLG, Carandina L, Barros MBA, Goldbaum M, Fisberg RM. Fatores associados à qualidade da dieta de adultos residentes na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil, 2002. Cad Saúde Pública. 2008; 24(1):169-78.

Bressan J, Hermsdorff HHM, Zulet MA, Martinez JÁ. Impacto hormonal e inflamatório de diferentes composições dietéticas: ênfase em padrões alimentares e fatores dietéticos específicos. Arq. Bras. Endocrinol. Metab. 2009;53(5):572-81.

Fisberg RM, Slater B, Barros RR, Lima FD, Cesar CLG, Carandina L, Barros MBA, Goldbaum M. Índice de qualidade da dieta: Avaliação da adaptação e aplicabilidade. Rev Nut. 2004;17(3):301-8.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2893

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia