Teatro como recurso terapêutico na prevenção ao uso de drogas: percepção de adolescentes

Edyr Marcelo Costa Hermeto, Lidiane Luzia de Araújo Fernandes, Nágela Maria da Silva, Isabel Cristina Luck Coelho de Holanda

Resumo


Objetivo: Compreender a importância da atividade teatral como recurso terapêutico ocupacional na prevenção ao uso de drogas ilícitas por adolescentes inseridos em um projeto psicossocial comunitário. Métodos: Estudo de natureza qualitativa, do tipo descritivo, sob a perspectiva crítico-reflexiva, realizado em um centro comunitário na Comunidade do Dendê, em Fortaleza-CE, cuja coleta de dados ocorreu de março a maio de 2009, tendo como sujeitos dez (10) adolescentes de ambos os sexos, na faixa etária de 12 a 18 anos, em situação de vunerabilidade social, vinculados ao Grupo de Expressões Sócio-Teatrais em Terapia Ocupacional (GESTTO). Utilizou-se entrevista estruturada, observação simples dos grupos de atividades teatrais e diário de campo. A análise do material empírico se baseou na análise do discurso de Orlandi. Resultados: Evidenciou-se que as atividades teatrais, utilizadas como recurso terapêutico ocupacional, favorecem o aumento da autoestima, a reestruturação do modelo de identidade social e a descoberta de potencialidades e capacidades por parte dos adolescentes, para serem agentes multiplicadores na prevenção ao uso de drogas na comunidade. Conclusão: A atividade teatral proporcionou aos adolescentes esclarecimentos quanto ao uso e abuso de drogas ilícitas, tornando-os sensíveis à prevenção e autoidentidade, transformando seu cotidiano.


doi:10.5020/18061230.2013.p333

Palavras-chave


Drogas Ilícitas; Adolescente; Terapia Ocupacional.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Sampaio JJC, Hermeto EMC, Carneiro C. Atividades socioculturais e abandono do uso de drogas ilícitas: percepção de adolescentes em estudo de caso. Rev Baiana Saúde Pública. 2009;33(03):453-60.

Drummond MCC, Drummond FHC. Drogas: a busca de respostas. São Paulo: Loyola; 2008.

Rosenthal D. O elemento material como agente social. Rev. do Departamento de Artes Plásticas-ARS.2011;9(18):118-22.

Minayo MCS. Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Rev Cienc Saúde Coletiva.2012;7(3):589-94.

Minayo MCS. O Desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12ª ed. São Paulo: Hucitec; 2010.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.Estimativa populacional e demográfica da comunidade do Dendê, Secretaria Executiva Regional VI [acessoem 2013 Set 29]. Disponível em http://.ibge.gov.br/Rev Bras Promoc Saude, Fortaleza, 26(3): 333-339, jul./set., 2013 339 Teatro como prevenção ao uso de drogas ilícitas home/noticia-estimativapopulacionalsecretariaexecutiva regionalVI

Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Lei Federal nº 8.069,1999 [acesso em 2013 Set 29].Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

Leopardi MT. Metodologia da Pesquisa na Saúde.Florianópolis: Fiocruz; 2003.

Orlandi EP. Análise de discurso, princípios e procedimentos. 2ª ed. Campinas: Pontes; 2000.

Oliveira YC. A clínica terapeutica ocupacional com usuários de substancias psicoativas: o desafio da práxis.Rev Bras Promoç Saúde. 2006;19(4):229-33.

Velho G. Urban Anthropology Interdisciplinary and Boundaries of Knowledge. Rev Vibrant. 2011;8(02):460-5.

Ministério da Saúde (BR), Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 196, de 10 de outubro de 1996.Brasilia; 1996.

Carline CB, Gazal CC, Gouveia N. Comportamento de saúde entre jovens estudantes das redes pública e privada da área metropolitana do estado de São Paulo.Rev Saúde Pública. 2000;34(6):555-7.

Hermeto EMC, Sampaio JJC, Carneiro C. Abandono do uso de drogas ilícitas por adolescentes: importância do suporte familiar. Rev Baiana de Saúde Pública. 2010;34(3):639-42.

Castro ED, Lima EMFA, Isoda NMT. Processos de criação e de escrita: a experiência das Exposições IN PACTO. Interface Comun Saúde Educ.2012;16(40):230-6.

Martins AF. A arte no contexto escolar: um espaço de exercício da cidadania e, nela, de alteridade. Revista Integração–Ministério da Educação/Secretaria de Educação Especial. 2000;(12):330-5.

Almeida MVM. A Selvagem Dança do Corpo. Rio de Janeiro: CRV; 2011.

Liberman F. O corpo como pulso. Interface Comun Saúde Educ. 2010;14(33):449-60.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2935

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia