Papel moderador do suporte do parceiro em fumantes e ex-fumantes

Maria da Graça Pereira

Resumo


Objetivo: Analisar o efeito moderador do suporte do parceiro na relação entre a morbidade psicológica e a qualidade de vida em fumantes e ex-fumantes. Métodos: Este estudotransversal e observacional avaliou as variáveis “suporte do parceiro”, “morbidade psicológica” (depressão, ansiedade e estresse) e “qualidade de vida” em uma amostra de conveniência de 224 fumantes e 169 ex-fumantes, através do preenchimento de questionários validados e analisados por regressão e simple slopes. Resultados: Nos fumantes, o suporte do parceiro (positivo e negativo) mostrou-se moderador da relação entre a qualidade de vida física e a morbidade psicológica. Ao nível da qualidade de vida mental, o suporte do parceiro não teve um efeito moderador. Nos ex-fumantes, os resultados são semelhantes aos encontrados nos fumantes. Nas situações em que o suporte positivo do parceiro é alto, verifica-se uma relação oposta entre a morbidade psicológica e a qualidade de vida. Essa relação é mais forte quando o suporte negativo do parceiro é alto e, nesse caso, a relação entre a morbidade psicológica e a qualidade de vida é negativa. Conclusão: O suporte do parceiro, positivo ou negativo, mostrou ser um moderador importante na qualidade de vida e morbidade psicológica dos fumantes e ex-fumantes.


doi:10.5020/18061230.2013.p349

Palavras-chave


Hábito de fumar; Cuidadores; Desempenho de Papéis.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Araújo EDS, Blank N, Ramos JH. Comportamentos de risco à saúde de adolescentes. Rev Bras Promoç Saúde.2009;22(3):164-71.

Feitosa RCL, Pontes ERJC. Levantamento dos hábitos de vida e fatores associados à ocorrência de câncer de tabagistas do município de Sidrolândia (MS, Brasil).Ciênc Saúde Coletiva. 2011;16(2):605-13.

World Health Organization. WHO report on the global tobacco epidemic, 2008: the MPOWER package(Internet) [acesso em 2013 Mar 05]. Disponível emwww.who.int/tobacco7mpower/mpower_report_full.2008.pdf .

Dierker L, He J, Kalaydjian A, Swendsen J, Degenhardt L, Glantz M, Merikangas K. The importance of timing of transitions for risk of regular smoking and nicotine dependence. Ann Behav Med. 2008;36:87-92.

Calheiros PRV, Oliveira MS, Andretta I. Comorbidades psiquiátricas no tabagismo. Rev Aletheia. 2006; 23:65-74.

Zancan N, Colognese BT, Ghedini F, Both T.Intervenções Psicológicas em grupos de controle de tabagismo: relato de experiência. Rev Psic IMED[periódico na internet] 2001 [acesso em 2013 Mar05];3(2):534-44. Disponível em http://seer.imed.edu.br/index.php/revistapsico/article/view/132.354 Rev Bras Promoc Saude, Fortaleza, 26(3): 349-355, jul./set., 2013Afonso F, Pereira MG

Reichert J, Araújo AJ, Gonçalves CMC, Godoy I,Chatkin JM, Sales MPU, et al. Diretrizes para cessação do Tabagismo-2008. J Bras Pneumol. 2008;34(10):845-80.

Castro MR, Matsuo T, Nunes S. Características clínicas e qualidade de vida de fumantes em um centro de referência de abordagem e tratamento do tabagismo. J Bras Pneumol. 2010;36(1):67-74.

Silva G, Valente J, Malta D. Tendências do tabagismo na população adulta das capitais brasileiras: uma análise dos dados de inquéritos telefônicos de 2006 a 2009. Rev Bras Epidemiol. 2011;14(1):103-14.

Sales MPU, Oliveira MI, Mattos IM, Viana CM, Pereira ED. Impacto da cessação tabágica na qualidade de vidados pacientes. J Bras Pneumol. 2009;35(5):436-41.

Schmitz N, Kruse J, Kugler J. Disabilities, quality of life, and mental disorders associated with smoking and nicotine dependence. Am J Psychiatry. 2003;160(9):1670-6.

Martinez J, Motas G, Vianna E, Oliveira J. Impaired quality of life of healthy young smokers. Chest.2004;125(2):425-8.

Hays RD, Smith AW, Reeve BB, Spritzer KL, Marcus SE, Clauser SB. Cigarette smoking and health-related quality of life in Medicare beneficiaries. Health Care Financ R. 2008;29(4):57-68.

Echer I, Barreto S. Determinação e apoio como fatores de sucesso no abandono do tabagismo. Rev Latino-Am Enferm [periódico na internet]. 2008 [acesso em 2013Mar 05]; 16(3):445-51. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v16n3/pt_18.

Machain AC, Vélez NA, García FJ, Lugo EK, García SC, Mora ME. Relación entre el consumo de tabaco, salud mental y malestares físicos en hombres trabajadores de una empresa textil mexicana. Salud Ment. 2008;31(4):291-7.

Santos SR, Gonçalves MS, Leitão Filho FSS, Jardim JRPerfil dos fumantes que procuram um centro de cessaçãode tabagismo. J Bras Pneumol. 2008;34(9):695-701.

Rondina RC, Gorayeb R, Botelho C. Psychological characteristics associated with tobacco smoking behavior. J Bras Pneumol. 2007; 33(5):592-601.

Rebelo L. Consulta de cessação tabágica no Centro de Saúde de Alvalade: os primeiros 184 pacientes fumadores. Avaliação de resultados. Rev Port Clin Geral. 2008;24(1):3-20.

Costa V, Pereira MG, Pedras S. Partner Support, socialcognitive variables and their role on adherence to selfmonitoring of blood glucose in type 2 diabetes. Europ Diab Nurs. 2012;9(3):81-6.

Prochaska JO, DiClemente CC, Norcross JC. In search of how people change: Applications to addictive behavior. American Psych. 1992;47:1102–14.

Mermelstein R, Lichtenstein E, McIntyre K. Partner support and relapse in smoking cessation programs. J Consult Clin Psych. 1983;51(3):465-6.

May S, West R, Hajek P, McEwen A, McRobbie H. Social support and success at stopping smoking. J Smok Cess. 2008;2(2):47–53.

Westmaas JL, Wild TC, Ferrence R. Effects of gender in social control of smoking cessation. Health Psychol. 2002;21(4):368–76.

Mermelstein R, Cohen S, Lichtenstein E, Baer J, Kamarck T. Social support and smoking cessation and maintenance. Consult Clin Psych. 1986;54:447-53.

Rohrbaugh M, Shoham V, Dempsey C. Gender differences in quit support by partners of healthcompromised smokers. J Drug Issues. 2009;39(2):329- 36.

Motta G, Echer I, Lucena A. Fatores associados ao tabagismo na gestação. Rev. Latino-Am. Enferm [periódico na internet]. 2010 [acesso em 2013 Mar 05]; 18(4):809-15. Disponível em: www.ccrp.usp.br/rlac.

Stramari L, Kurtz M, Silva L. Prevalência e fatores associados ao tabagismo em estudantes de medicina de uma universidade em Passo Fundo (RS). J Bras Pneumol. 2009;35(5):442-8.

Turner L, Mermelstein R, Hitsman B. Warnecke R. Social support as a moderator of the relationship between recent history of depression and smoking cessation among lower-educated women. Nicotine Tob Res. 2007;10(1):201-12.

Cohen S, Lichtenstein E. Partner Behaviours that support quitting smoking. J Consult Clin Psych. 1990;58(3):304-09.

Pereira MG, Afonso F. Partner Interaction questionnaire: versão de investigação. Universidade do Minho; 2006.

Lovibond P, Lovibond S. The structure of negative emotional states: Comparison of the depression anxiety stress scales (DASS) with the Beck Depression and Anxiety Inventories. Behav Res Ther. 1995;33(3):335-43. Rev Bras Promoc Saude, Fortaleza, 26(3): 349-355, jul./set., 2013 355 Papel moderador em fumante e ex-fumantes

Pais-Ribeiro J, Honrado A, Leal I. Contribuição para o estudo da adaptação portuguesa das escalas de Depressão Ansiedade Estresse de Lovibond e Lovibond. Psychologica. 2004;36:235-46.

Ware J, Sherbourne C. The MOS 36-item short-form health survey (SF-36) conceptual framework and item selection. Med Care. 1992;30(6):473-83.

Ferreira PL, Santana P. Perceção de estado de saúde e de qualidade de vida da população ativa: Contributos para a definição de normas portuguesas. Rev Port Sau Pub. 2003;21(2):15-30.

Baron RM, Kenny DA. The Moderator-Mediator variable distinction in Social Psychological research: conceptual, strategic, and statistical considerations. J Pers Soc Psychol. 1986;51(6):1173-82.

Curran PJ, Bauer DJ, Willoughby MT. Testing main effects and interactions in latent curve analysis. Psychol Methods. 2004;9(2):220-37.

Maes S, Leventhal H, de Ridder D. Coping with chronic diseases. In: Ziender M, Endler N, editors. Handbook of Coping. Chichester: John Wiley & Sons; 1996. p. 221-245.

Ajzen I. The theory of planned behavior. Organ Behav Hum. 1991;50:179-211.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2937

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia