Análise da efetividade da fisioterapia através da psicomotricidade em idosos institucionalizados

Sofia Banzatto, Camila Martins da Silva, Ana Giselle Rego Castro Alves, Maira de Oliveira Viana, José Nilson Rodrigues de Menezes, Ivana Marinho Paiva Freitas

Resumo


Objetivo: Analisar a percepção dos idosos a respeito da efetividade da fisioterapia através de atividades psicomotoras. Métodos: Tratou-se de um estudo de natureza descritiva, com abordagem qualitativa, realizado com 19 idosos, independentemente do sexo, que praticavam atividades psicomotoras regularmente no Lar Torres de Melo, uma instituição filantrópica localizada em Fortaleza-CE. As informações foram coletadas a partir de uma entrevista semiestruturada entre o período de fevereiro a maio de 2013. Após transcrição, leitura e releitura das entrevistas, emergiram as seguintes categorias temáticas: percepção dos benefícios; sensação percebida após as atividades psicomotoras; percebendo a importância da fisioterapia; e contribuição da psicomotricidade para o emocional. Resultados: Pode-se observar nas falas dos idosos que as atividades psicomotoras estabelecem uma melhora na sua qualidade de vida, ajudando-os a manter suas capacidades funcionais com autonomia e independência, criando forças para enfrentar suas limitações e superá-las. Há uma melhora do bem-estar geral, ajuda na preservação do viver independente e minimiza as consequências de certas incapacidades. Os idosos percebem também a importância da fisioterapia para sua capacidade funcional, e que a psicomotricidade contribui para o seu emocional. Conclusão: Os idosos institucionalizados sentem que a psicomotricidade contribui para o emocional deles e que as atividades auxiliam o desempenho físico e mental, melhorando a autonomia e capacidade de enfrentar suas limitações, proporcionando uma melhor condição de vida.

Palavras-chave


Fisioterapia; Transtornos Psicomotores; Idoso.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Piovesan AC, Pivetta HMF, Peixoto JMB. Fatores que predispõem a quedas em idosos residentes na região oeste de Santa Maria, RS. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2011;14(1):75-84.

IBGE. Censo Demográfico 2011, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2011.

Souza ER, Minayo MCS, Ximenes LF, Deslandes SF. O Idoso sob o Olhar do Outro. In: Minayo MCS, Coimbra Jr EAC (org.) Antropologia, saúde e envelhecimento. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ; 2002. 191-209 p.

Aires M, Paz AA, Perosa CT. Situação de saúde e grau de dependência de pessoas idosas institucionalizadas. Rev Gaúcha Enferm.2009;30(3):492-9

Lopes MNSS, Passerini CG, Travensolo FT. Eficácia de um protocolo fisioterapêutica para equilíbrio em idosos institucionalizados. Semina Cienc Biol Saude. 2010;31(2):143-52.

Buss PM. Uma introdução ao conceito de promoção da saúde, pp. 15-38. In: Czeresnia C, Freitas CM (orgs.). Promoção da Saúde. Conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2003.

Costa M, Rocha L, Oliveira S. Educação em saúde: estratégia de promoção da qualidade de vida na terceira idade. Revista Lusófona de Educação. 2012;22:123-140.

Pracidelli F, Izzo H, Aranha VC, Fernandes YCMC. A imagem corporal dos idosos internados na enfermaria do serviço de Geriatria: uma visão fisioterápica e psicológica. Mundo Saúde. 2001:25(4):404-410.

Ovando MK, Couto TV. Atividades psicomotoras como intervenção no desempenho funcional de idosos hospitalizados. Mundo Saúde. 2010;34(2):176-182.

Boemer LS et al. Aplicação de um programa de atividades psicomotoras em idosos institucionalizados, como medida preventiva e analítica. Disponível em: . Acesso em: 11 set. 2012.

Castiglia RC, Pires MM, Boccardi D. Interação social do idoso frente a um programa de formação pessoal. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano. 2006;3(1):38-50.

Minayo MC, Deslandes SF, Cruz Neto O, Gomes R (orgs.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 23ª ed. Petrópolis: Vozes; 2004.

Ministério da Saúde (BR). Resolução CNS nº 466/12. Dispõe sobre diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília: Conselho Nacional de Saúde; 2012.

Santos, SL, Soares, MJGO, Ravagni E, Costa MML, Fernandes, MGM. Desempenho da marcha de idosos praticantes de psicomotricidade. Rev Bras Enferm. 2014; 67(4):617-22.

Vital CT. A importância das atividades psicomotoras nas aulas de educação física na educação infantil. Rio de Janeiro; 2007.

Menezes RJ, Hartmann AS. Psicomotricidade auxiliando nos tratamentos: Neurológicos, Fisioterápicos e nas Atividades Físicas. Neurobiologia, 2009;72:(4):163-73.

Gonçalves FIJ, Cavalari N. Desenvolvimento da psicomotricidade. Caderno multidisciplinar de Pós – Graduação da UCP. 2010;1(4):89-101.

Meneses SRF, Burke TN, Marques AP. Equilíbrio, controle postural e força muscular em idosas osteoporóticas com e sem quedas. Fisioter Pesq. 2012;19(1):26-31.

Rubira APFA, Silva MG, Carvalho TG, Sene M, Harakawa LSK, Rubira LA, Consolim-Colombo FM, Rubira MC. Efeito de exercícios psicomotores no equilíbrio de idosos. ConScientiae Saúde, 2014;13(1):54-61.

Padoin PG, Gonçalves MP, Comaru T, Silva AMV. Análise comparativa entre idosos praticantes de exercício físico e sedentários quanto ao risco de quedas. Mundo Saúde. 2010;34(2):158-64.

Hernandez SSS, Coelho FGM, Gobbi S, Stella F. Efeitos de um programa de atividade física nas funções cognitivas, equilíbrio e risco de quedas em idosos com demência de Alzheimer. Rev Bras Fisioter. 2010;14(1):68-74.

Chianca TCM, Andrade CR, Albuquerque J, Wenceslau LCC, Tadeu LFR, Macieira TGR, et al. Prevalência de quedas em idosos cadastrados em um Centro de Saúde de Belo Horizonte-MG. Rev Bras Enferm. 2013;66(2):234-40.

Prata MG, Scheicher ME. Correlation between balance and the level of functional independence among elderly people. São Paulo Med J. 2012;130(2):97-101.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2015.p119

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia