Alterações biopsicossociais da mulher no climatério - doi: 10.5020/18061230.2003.p28

Raimunda Magalhães da Silva, Cristiana Belchior de Araújo, Ângela Regina de Vasconcelos Silva

Resumo


Durante muito tempo, a compreensão e o tratamento dos sintomas e transtornos do climatério eram atribuídos às modificações de ordem física com reflexos emocionais. Assim procurou-se identificar as alterações biopsicossociais mais freqüentes no climatério, visando à adequação e eficácia das intervenções de enfermagem. É um estudo de caráter exploratório e descritivo, tendo como enfoque principal, conhecer e contribuir para a solução dos problemas de um grupo de mulheres no climatério. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas, das quais participaram 36 mulheres na fase do climatério e pós-climatério que freqüentavam o Centro de Saúde da rede pública, em Fortaleza – CE, selecionadas nas consultas de Enfermagem, durante os meses de novembro de 2001 a janeiro de 2002. Constatamos que 25 das mulheres disseram sentir irritabilidade, 23, fadiga; 22, ansiedade, 19, diminuição da libido; 21, estresse, 20, insônia e, 20, depressão. Por outro lado, percebemos que 24 mulheres sentiram mudanças diversas relacionadas ao companheiro, indicando a frigidez sexual do casal, abuso e isolamento do parceiro e diminuição da libido, associadas aos desconfortos no ato sexual. Além disso, observamos nos depoimentos que somente 05 mulheres entendiam que o climatério é uma fase de cuidados e tratamentos, enquanto 24 demonstraram total desconhecimento sobre o assunto. Isto nos leva a concluir que há deficiência de informações nos serviços de saúde e que, na prática de Enfermagem, devem ser implementadas medidas de prevenção e atenção às mulheres climatéricas, com base nas suas percepções e experiências, para ajudá-las a superar as dificuldades da situação.

Palavras-chave


Mulher; Climatério; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/328

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia