A narrativa na pesquisa social em saúde: perspectiva e método - doi: 10.5020/18061230.2003.p59

Geison Vasconcelos Lira

Resumo


A narrativa é uma técnica de pesquisa que tem sido utilizada no âmbito da Antropologia Médica como forma de acesso a e de reconstrução da experiência da doença. Esta última, de fato, tem sido reconhecida por autores da área como imprescindível ao estabelecimento de um diálogo mais empático e ético entre o profissional de saúde e o paciente e a sua rede de cuidados. Assim, no que concerne ao campo da pesquisa social em saúde, a valorização da experiência da doença está acompanhada da necessidade de aliciação de narrativas, tanto com respeito ao cuidado, quanto com respeito à pesquisa. Neste artigo, vinculamos o conceito e a estrutura da experiência da doença ao conceito e estrutura da narrativa, descrevendo suas contribuições ao campo da pesquisa, os tipos de pesquisa em que pode ser empregada, os tipos de narrativas em que são traduzidas as experiências humanas, os procedimentos para a sua eliciação, bem como as técnicas de análise do dados dela obtidos. Quanto a estas, descrevemos três: (1) a análise de narrativas proposta por Shütze; (2) a Análise Temática de Conteúdo; e (3) a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo

Palavras-chave


Narração, Relações médico-paciente, Pesquisa qualitativa, Comportamento verbal, Comunicação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/333

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia