Percepção da gestante sobre desnutrição infantil: enfoque nas particularidades da gestação - doi:10.5020/18061230.2009.p107

Mirna de Albuquerque Frota, Larissa Coelho Barbosa, Conceição de Maria de Albuquerque, Mariana Cavalcante Martins, Oswaldo Albuquerque Sousa Filho

Resumo


Objetivo: Compreender a percepção da gestante sobre desnutrição infantil e identificar hábitos alimentares e particularidades do período gestacional. Método: Estudo exploratório – descritivo com abordagem qualitativa, realizado no Núcleo de Atenção Médica Integrada – NAMI, em Fortaleza – Ceará - Brasil, no período de 2005 - 2006. As informantes foram sete gestantes desnutridas na faixa etária entre 15 e 35 anos. A coleta de dados realizouse por meio da consulta de pré-natal, entrevista semi-estruturada e visitas domiciliares. Ao aplicar a análise de conteúdo de Bardin, surgiram as seguintes categorias temáticas: “Hábitos alimentares irregulares”; “Retratando a gravidez” e “Desnutrição infantil como estigma”. Resultados: Os depoimentos revelaram desinformação quanto às alterações fisiológicas da gestação, além do envolvimento com vários parceiros e conflitos familiares, a não-aceitação paterna no cuidado com os filhos, o desconhecimento da gravidade da patologia e de condições para prevenção. Conclusão: A gestante percebe a desnutrição do filho como um estigma por necessitar de atendimento especial; bem como as crenças e os valores culturais influenciam na desnutrição gestacional, a qual está diretamente relacionada à condição social e econômica.

Palavras-chave


Desnutrição; Hábitos Alimentares; Cultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/354

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia