Análise da ação antimicrobiana de cremes dentais infantis do mercado brasileiro

Márcia Maria Negreiros Pinto Rocha, Sergio Luis da Silva Pereira, Giulianna Bezerra Gomes, Maria Laiz Moreira de Souza, Paula Borges Jacques

Resumo


Objetivo: Avaliar a ação antimicrobiana de cremes dentais infantis do mercado brasileiro. Métodos: Estudo laboratorial realizado em uma universidade de Fortaleza/CE, em 2014, utilizou 12 placas de Petri com meios de cultura Muller Hinton para Streptococcus mutans e Agar Sabouraud para Candida albicans, nas quais poços contendo quantidades iguais de cremes dentais (Tandy®, Colgate Barbie®, Oral B Stages®, Bitufo Ben 10®, Even Mônica®, Boni Looney Tunes® com flúor, Malvatrikids Baby®, Condor Tigor®, Even Baby®, Bitufo Cocoricó® e Sanifil Fase 1® sem flúor) foram semeados e incubados com Streotococcus mutans em jarra de anaerobiose, ambos em estufa bacteriológica a 37°C, por 48 horas. Após esse período, analisou-se a formação ou não de halos de inibição, que representa a ação antimicrobiana. Resultados: Os resultados obtidos dos cremes dentais fluoretados e não fluoretados apresentaram diferenças discretas de medidas de halos de inibição entre si, mas os fluoretados mostraram atividade antimicrobiana contra as cepas avaliadas. Malvatrikids Baby®, Even Baby® e Sanifil Fase 1® não mostraram atividade contra Streptococcus mutans e somente o Sanifil Fase 1® não apresentou contra Candida albicans. Conclusão: Todos os cremes dentais fluoretados avaliados e dois sem flúor (Condor Tigor® e Bitufo Cocoricó®) apresentaram atividade antimicrobiana contra as cepas avaliadas.

Palavras-chave


Dentifrícios; Produtos com Ação Antimicrobiana; Candida; Streptococcus mutans.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Reis J, Melo P. A cárie dentária, uma doença infecciosa. Rev Port Saúde Pública. 2003;21(1):35-40.

Hamati F, Rocha JS, Baldani MH. Prevalência de cárie, dor e uso de serviços odontológicos por crianças em áreas com e sem Equipes de saúde Bucal na Estratégia Saúde da Família no município de Ponta Grossa, Paraná, Brasil. Rev Bras Pesqui Saúde. 2014;16(3):48-57.

Maltz M, Jardim JJ, Alves LS. Health promotion and dental caries. Braz Oral Res. 2010;24(Suppl 1):18-25.

Stocco G, Baldani MH. O controle das consultas odontológicas dos bebês por meio da carteira de vacina: avaliação de um programa-piloto desenvolvido na Estratégia Saúde da Família em Ponta Grossa (PR, Brasil). Ciênc Saúde Coletiva. 2011;16(4):2311-21.

Narvai PC, Frazão P, Castellanos RA. Declínio na experiência de cárie em dentes permanentes de escolares brasileiros no final do século XX. Rev Odontol Soc. 1999;1(1/2):25-9.

Souza-Gugelmin MCM, Silva FWGP, Queiroz AM, Amaral THA. Avaliação da atividade antimicrobiana de dentifrícios infantis: estudo in vitro. Rev Fac Odontol Porto Alegre. 2006;47(3):10-3.

Bratthall D, Hänsel-Petersson G, Sundberg H. Reasons for the caries decline: what do the experts believe? Eur J Oral Sci. 1996;104(4 ( Pt 2):416-22.

Descritores em Ciências da Saúde - Biblioteca Virtual em Saúde. Descritor português: Dentifrício [acesso em 2015 Set 13]. Disponível em: http://decs.bvs.br/cgibin/wxis1660.exe/decsserver/

Marinho VC, Higgins JP, Sheiham A, Logan S. Fluoride toothpastes for preventing dental caries in children and adolescents. Cochrane Database Syst Rev. 2003;(1):CD002278.

Cury JA. Lima OB. Ingestão de flúor por crianças pela água e dentifrícios. Rev Saúde Pública. 2001;35(6):576- 81.

Zohoori FV, Duckworth RM, Omid N, O’Hare WT, Maguire A. Fluoridated toothpaste: usage and ingestion of fluoride by 4- to 6-yr-old children in England. Eur J Oral Sci. 2012;120(5):415-21.

Vieira DM, Hirata RJ, Schneider AR. Avaliação antimicrobiana de três dentifrícios para o uso infantil: estudo in vitro. Rev Bras Odontol. 2008;65(1):52-6.

Cury JA, Negri HMD. Efeito dose-resposta de uma formulação de dentifrício com concentração reduzida de fluoreto – estudo in vitro. Pesq Odontol Bras. 2002; 16(4):361-5.

Walsh T, Worthington HV, Glenny AM, Appelbe P, Marinho VC, Shi X. Fluoride toothpastes of different concentrations for preventing dental caries in children and adolescents. Cochrane Database Syst Rev. 2010;(1):CD007868.

Cury JA, Calderelli PG, Tenuta LMA. Necessity to review the Brazilian regulation about fluoridetoothpastes. Rev Saúde Pública. 2015;49(74):1-7.

Visser M. Warning: why you should atay away from most children’s tootpaste [acesso em 2014 Mar 14]. Disponível em: http://www.growingupherbal.com/dangers-of-childrens-toothpaste.

Modesto A, Lima KC, Uzeda M. Atividade antimicrobiana de três dentifrícios utilizados na higiene oral de bêbês: estudo in vitro. Rev Assoc Paul Cir Dent.2001;55(1):43-8.

Kneist S, Borutta A, Sigusch BW, Nietzsche S, Küpper H, Kostrzewa M, Callaway A. First-time

isolation of Candida dubliniensis from plaque and carious dentine of primary teeth. Eur Arch Paediatr Dent. 2015;16(4):365-70.

Carvalho FG, Silva DS, Hebling J, Spolidorio LC, Spolidorio DMP. Presence of mutans streptococci and Candida spp. in dental plaque/dentine of carious teeth and early childhood caries. Arch Oral Biol. 2006;51(11):1024-8.

Campos ASC, Fonseca L, Simões FXPC, Juiz PJL. Atividade antimicrobiana de dentifrícios fluoretados sobre streptococcus mutans: estudo in vitro. Rev Bras Pesqui Saúde. 2011;13(1):4-10.

Ramos IA, Cardoso AMR, Leite RB, Calvacanti YW, Calvacanti AL. Efeito inibitório de dentifrícios infantis sobre o crescimento de bactérias cariogênicas. Rev Ciências Médicas Biológicas. 2013;12(3):274-7.

Aquino DR, Cortelli JR, Faria IS. Ação antimicrobiana do triclosan sobre microbiota cariogênica. Rev Biociênc. 2004;10(1-2):79-86.

Sen BH, Akdeniz BG, Denizci AA. The effect of ethylenediamine-tetraacetic acid on Candida

albicans. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Endod. 2000;90(5):651–5.

Matos BM, Deco CP, Oliveira LD, Jorge AOC, Balducci I, Koga-Ito CY. Comparação da atividade antimicrobiana de soluções de peróxido de hidrogênio e malva sobre cândida albicans. Braz Dent Sci. 2009;12(2):24-8.

Wright JT, Hanson N, Ristic H, Whall CW, Estrich CG, Zentz RR. Fluoride toothpaste efficacy and safety in children younger than 6 years - A systematic review. J Am Dent Assoc. 2014;145(2):182-9.

Stovell AG, Newton BN, Lynch RJM. Important considerations in the development of toothpaste formulations for children. Int Dent J. 2013;63(Suppl.2):57-63.




DOI: https://doi.org/10.5020/18061230.2015.p553

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia