Associação de indicadores antropométricos e pressão arterial com a relação cintura/estatura em escolares

Luiza Christmann, Simone Morelo Dal Bosco, Fernanda Scherer Adami

Resumo


Objetivo: Associar os indicadores antropométricos e pressão arterial com a relação cintura/estatura em escolares. Métodos: Estudo transversal envolvendo 342 escolares de 6 a 11 anos, de um município do Rio Grande do Sul, Brasil, com coleta realizada de março a novembro de 2014, aferindo peso, altura, pressão arterial sistólica e diastólica (PAS/PAD), circunferência da cintura (CC) e relação cintura/estatura (RCE). Utilizaram-se os testes estatísticos de t-Student e Qui-quadrado, e nível de significância de 5% (p≤0,05). Resultados: Do total de escolares, 54,4% (n=186) eram do sexo feminino, 32,7% (n=112) estavam com sobrepeso e 5% (n=17) eram obesos, de acordo com a classificação do IMC; 11,1% (n=38) eram pré-hipertensos, 5% (n=17) estavam com HAS estágio I, na classificação da PAS/PAD geral; 37,1% (n=127) tinham CC elevada e 23,4% (n=80), RCE elevada. Não foram encontrados escolares com HAS estágios II e III na amostra estudada. Magreza e eutrofia (p≤0,01), PAS e PAD normal (p≤0,01) e CC normal (p≤0,01) foram significativamente associadas à classificação de RCE normal, assim como sobrepeso e obesidade (p≤0,01), pré-hipertensão (p≤0,01) e CC elevada (p≤0,01) foram significativamente associados à RCE elevada. Conclusão: Concluiu-se que o sexo masculino apresentou medidas antropométricas significativamente superiores às do sexo feminino. Magreza, eutrofia, pressão arterial sistêmica e circunferência de cintura normais foram associadas à relação cintura/estatura (RCE) normal, enquanto sobrepeso, obesidade, pré-hipertensão e circunferência de cintura elevada estiveram associados à classificação elevada de RCE.

Palavras-chave


Estado Nutricional; Circunferência da Cintura; Pressão Arterial.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Pereira FEF, Teixeira FDC, Rausch APDSB, Ribeiro BG. Prevalência de hipertensão arterial em escolares brasileiros: uma revisão sistemática. Nutr Clín Diet Hosp. 2016;36(1):85-93.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Pesquisa de orçamento familiar 2000-2009 [acesso em 26 Ago 2015]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/ home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/0000000108.pdf

Rezende B, Rodrigues R, Alves G, Almeida Alves P, Reis M, Moreira F. Fatores de risco cardiovascular em crianças de uma escola pública do município de Gurupi-TO. Amazônia. Science Health. 2014;2(4):2-8.

Halpern R, Rech R, Veber B, Casagrande J, Reis L. Correlação entre variáveis antropométricas em escolares na cidade de Caxias do Sul. Do Corpo Ciências Artes. 2013;1(3):1-7.

Schommer VA, Barbiero SM, Cesa CC, Silva AD, Pellanda LC. Excesso de Peso, Variáveis Antropométricas e Pressão Arterial em Escolares de 10 a 18 Anos. Arq Bras Cardiol. 2014;102(4):312-8.

Alves HA, Santos M, Monteiro M, Morais P, Melo F, Ribeiro. Análises dos Parâmetros Antropométricos da Cabeça dos Militares da Força Aérea Brasileira no Projeto de Capacetes Balísticos. Rev Bras Biom. 2011;29(3):472-92.

Tsioufis C, Kyvelou S, Tsiachris D, Tolis P, Hararis G, Koufakis N et al. Relation between physical activity and blood pressure levels in young Greek adolescents: the Leontio Lyceum Study. Eur J Public Health. 2011;21(1):63-8

Pereira PF, Serrano HMS, Carvalho GQ, Lamounier JA, Peluzio MDCG, Franceschini SC et al. Circunferência da cintura e relação cintura/estatura: úteis para identificar risco metabólico em adolescentes do sexo feminino. Rev Paul Pediatr. 2011;29(3):372-7.

World Health Organization - WHO. WHO Growht reference data for 5-19 years, 2007. [acesso em 2016 Jun 7]. Disponível em: http://www.who.int/growhtref/ en/

Ministério da Saúde (BR), Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN). Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde. Ministério da Saúde: Brasília; 2011.

Arnaiz P, Grob F, Cavada G, Domínguez A, Bancalar R, Cerda V, et al. La razón cintura estatura en escolares no varía con el género, la edad ni la maduración pubera. Rev Méd Chile. 2014;142(5):574-78.

Simão AF, Précoma DB, Andrade JP, Correia H Filho, Saraiva JFK, Oliveira GMM. I Diretriz de Prevenção Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Arq Bras Cardiol. 2014;102(5):420-31.

Sociedade Brasileira de Cardiologia, Sociedade Brasileira de Hipertensão Sociedade Brasileira de Nefrologia. VI Diretriz Brasileira de Hipertensão. Rev Bras Hipertens. 2010;17(1):4-64.

Sociedade Brasileira de Hipertensão, Sociedade Brasileira de Cardiologia, Sociedade Brasileira de Nefrologia. III Consenso Brasileiro de Hipertensão Arterial. Arq Bras Endocrinol Metab. 2010;43(1):257- 86.

Pedroni JL, Rech RR, Halpern R, Marin S, Roth LDR, Sirtoli M, et al. Prevalência de obesidade abdominal e excesso de gordura em escolares de uma cidade serrana no sul do Brasil. Ciênc Saúde Coletiva. 2013;18(5):1417-25.

Passos DR, Gigante DP, Maciel FV, Matijasevich A. Comportamento alimentar infantil: comparação entre crianças sem e com excesso de peso em uma escola do município de Pelotas, RS. Rev Paul Pediatr. 2015;33(1):42-9.

Miranda JMDQ, Palmeira MV, Polito LFT, Brandão MRF, Bocalini DS, Figueira AJ Junior et al. Prevalence of overweight and obesity in childhood in educational institutions: public vs private. Rev Bras Med Esporte. 2015;21(2):104-7.

Carrazzoni DS, Pretto ADB, Albernaz EP, Pastore CA. Prevalência de fatores na primeira infância relacionados à gênese da obesidade em crianças atendidas em um ambulatório de Nutrição. RBONE. 2015;9(50):74-81.

Khoury M, Manlhiot C, Mccrindle B. Role of the waist/ height ratio in the cardiometabolic risk assessment of children classified by body mass index. J Am Coll Cardiol. 2013;62(8):742-51.

Guilherme FR, Molena-Fernandes CA, Guilherme VR, Fávero MTM, Reis EJB, Rinaldi W. Inatividade física e medidas antropométricas em escolares de Paranavaí, Paraná, Brasil. Rev Paul Pediatr. 2015;33(1):50-5.

Moser DC, Giuliano IDCB, Titski ACK, Gaya AR, Leite N. Indicadores antropométricos e pressão arterial em escolares. J Pediatr (Rio J). 2013;89(3):243-9.

Clemente APG, Santos CDDL, Martins VJ, Albuquerque MP, Fachim MB, Sawaya AL. Lower waist circumference in mildly-stunted adolescents is associated with elevated insulin concentration. J Pediatr (Rio J). 2014;90(5):479-85.

Fujita Y, Kouda K, Nakamura H, Iki M. Cut-off values of body mass index, waist circumference, and waist-to-height ratio to identify excess abdominal fat: population based screening of Japanese schoolchildren. J Epidemiol. 2011;21(3):191-6.

Guilherme FR, Molena-Fernandes CA, Guilherme VR, Fávero MTM, Reis EJB, Rinaldi W. Body mass index, waist circumference, and arterial hypertension in students. Rev Bras Enferm. 2015;68(2):214-8.

Pinto SL, Silva RDCR, Priore SE, Assis AMO, Pinto EDJ. Prevalência de pré-hipertensão e de hipertensão arterial e avaliação de fatores associados em crianças e adolescentes de escolas públicas de Salvador, Bahia, Brasil. Cad Saúde Pública. 2011;27(6):1065-76.

Silva EL, Rosini N, Bruns EC, Camillo GD, Rosini RD, Machado MJ. Multiplicidade de Fatores de Risco Cardiovascular em Crianças e Adolescentes de Guabiruba-SC, Brasil. Rev Saúde Pública de Santa Catarina. 2014;7(3):33-45.

Rinaldi AEM, Nogueira PCK, Riyuzo MC, Olbrich- Neto J, Gabriel GFCP, Macedo CS, et al. Prevalência de pressão arterial elevada em crianças e adolescentes do ensino fundamental. Rev Paul Pediatr. 2012;30(1): 79-86.

Batista MS, Mill JG, Pereira TSS, Fernandes CDR, Molina MDCB. Factors associated with arterial stiffness in children aged 9-10 years. Rev Saúde Pública. 2015;49(1):1-8.

Mourato FA, Lima Filho JL, Silva SM. Comparação entre diferentes métodos de rastreamento para distúrbios da pressão arterial em crianças e adolescentes. J Pediatr (Rio J.). 2015;91(3):278-83.

Lopes L, Santos R, Moreira C, Pereira B, Lopes VP. Sensibilidade e especificidade de diferentes medidas de adiposidade para diferenciação entre pouca/ampla coordenação motora. J Pediatr (Rio J.). 2015;91(1): 44-51.

Ricardo GD, Gabriel CG, Corso ACT. Anthropometric profile and abdominal adiposity of school children aged between 6 and 10 years in southern Brazil. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2012;14(6):636-46.

Marrodán MD, Martínez-Álvarez JR, González- Montero DEM, López-Ejeda N, Cabañas MD, Prado C. Diagnostic accuracy of waist to height ratio in screening of overweight and infant obesity. Med Clin (Barc). 2013;140(7):296-301.

Ribeiro-Silva RDC, Florence T, Conceição-Machado MEPD, Fernandes GB, Couto RD. Anthropometric indicators for prediction of metabolic syndrome in children and adolescents: a population-based study. Rev Bras Saúde Matern Infant.2014;14(2):173-81.

Magalhães EIDS, Sant’Ana LFDR, Priore SE, Franceschini SDCC. Perímetro da cintura, relação cintura/estatura e perímetro do pescoço como parâmetros na avaliação da obesidade central em crianças. Rev Paul Pediatr. 2014;32(3):273-81.

Kuba VM. Avaliação da relação entre circunferência abdominal e altura como preditora de risco cardiometabólico em crianças de 6 a 10 anos [tese]. São Paulo: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; 2011.

Schommer VA, Barbiero SM, Cesa CC, Oliveira R, Silva AD, Pellanda LC. Excesso de Peso, Variáveis Antropométricas e Pressão Arterial em Escolares de 10 a 18 Anos. Arq Bras Cardiol. 2014;102(4):312-8.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2016.p219

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia