Alterações nutricionais e metabólicas em diabéticos: desafios ao hiperdia de uma estratégia de saúde da família

Suzane Fatima Fuzinato, Jackline Freitas Brilhante de São José, Monise Viana Abranches, Tânia Ramos Silva Fonseca, Karize Tanita Martins de Souza, Fernanda Cristina Esteves de Oliveira

Resumo


Objetivo: Avaliar o perfil antropométrico, condições de saúde e estilo de vida de diabéticos cadastrados no HiperDia de uma Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Sinop-MT. Métodos: Tratou-se de um estudo transversal e descritivo realizado em uma ESF, localizada no centro de Sinop-MT, de junho a outubro de 2013, com diabéticos, de ambos os sexos e idade ≥18 anos. Avaliou-se peso, altura, níveis pressóricos, percentual de gordura corporal (%GC), circunferência da cintura (CC), glicemia jejum, Índice de Massa Corporal (IMC), aferição da pressão arterial e hábitos de vida. Resultados: Os participantes (n=54) apresentaram idade média de 64,2 ± 10,2 anos e IMC de 29,0 ± 5,4 kg/m2, sendo a maioria mulheres (n=34). Alterações nutricionais e metabólicas foram encontradas entre os avaliados: excesso de peso (77,8%), %GC elevado (92,0%), CC elevada pressupondo risco para complicações associadas à obesidade (85,5%), hipertensão (87,0%) e sedentarismo (66,7%). A glicemia apresentou-se alterada em ambos os sexos (p>0,05), e 16,7% dos diabéticos desconheciam seu diagnóstico. Dos participantes, 5,6% eram tabagistas, 29,6% consumiam bebidas alcoólicas, o fracionamento das refeições foi de 4,2 ± 0,9 vezes/dia e as horas diárias de sono de 7,7 ± 1,3. Conclusão: A maioria dos diabéticos apresentou excesso de peso, %GC e CC elevados e hiperglicemia. Esses resultados, associados à hipertensão, síndrome metabólica, sedentarismo, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas, baixo fracionamento de refeições e desconhecimento sobre seu diagnóstico, podem contribuir para a ocorrência de complicações graves.

Palavras-chave


Diabetes Mellitus Tipo 2; Obesidade; Estilo de Vida; Glicemia.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Oliveira FCE, Abranches MV, Bressan J. Incretinas e proteínas: nova opção no controle do diabetes mellitus e obesidade. Rev Bras Nutr Clin. 2010;25(1):66-72.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus. Brasília: Ministério da Saúde; 2013. (Cadernos de Atenção Básica, nº 36).

Rathmann W, Giani G. Global prevalence of diabetes: estimates for the year 2000 and projections for 2030. Diabetes Care. 2004;27(5):1047-53.

Oliveira FCE, Silva AC, Cruz ACM, Silva CLA, Fonseca MTC, Dias G et al. Avaliação da atenção destinada aos portadores de hipertensão arterial e diabetes mellitus pelo Programa Saúde da Família no município de Teixeira, MG. Nutrição Brasil. 2007;6(6):348-55.

Miralles CSW, Dal Bosco SM, Rempel C. Análise comparativa do perfil de diabéticos usuários de unidades básicas de saúde. ConScientiae Saúde (Imp). 2011;10(3):449-59.

Oliveira JEP, Vencio S, organizador. Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2015/2016). São Paulo: A.C. Farmacêutica; 2016.

Ministério da Saúde (BR). Portal da Saúde (SUS). HiperDia. [acesso 2013 Nov 10]. Disponível em: http://datasus.saude.gov.br/sistemas-e-aplicativos/ epidemiologicos/hiperdia

Ministério da Saúde (BR). Equipe de Saúde da Família [acesso em 2015 Dez 18]. Disponível em: http:// dab.saude.gov.br/portaldab/smp_como_funciona.php?conteudo=esf

Ministério da Saúde (BR). Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) [acesso em 2015 Dez 18]. Disponível em: http://dab.saude.gov.br/portaldab/ape_nasf.php

Carvalho GC. Assistência de enfermagem aos portadores de hipertensão arterial Sistêmica e diabetes mellitus. e-Scientia. 2012;5(1):39-46.

World Health Organization - WHO. Obesity: preventing and managing the global epidemic. report of a WHO Consulation. Geneva: WHO; 1998. (Technical Report Series, No. 894).

Lohamn TG, Roche AF, Martorell R. Anthropometric standardization reference manual. Champaign: Human Kinetics; 1988.

International Diabetes Federation -IDF. The IDF consensus worldwide definition of the metabolic syndrome. Promoting diabetes care, prevention and a cure worldwide. 2006. [acesso em 2015 Dez 22]. Disponível em: https://www.idf.org/webdata/docs/ MetS_def_update2006.pdf

Sociedade Brasileira de Cardiologia, Sociedade Brasileira de Hipertensão, Sociedade Brasileira de Nefrologia. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Arq Bras Cardiol. 2010;95(1 Supl 1):1-51.

Sociedade Brasileira de Diabetes. Critérios para o diagnóstico do diabetes e do pré-diabetes [acesso em 2015 Dez 22]. Disponível em: http://www.diabetes.org.br/ultimas/criterios-para-o-diagnostico-dodiabetes-e-do-pre-diabetes.

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Síndrome metabólica. [acesso em 2016 Jan 18]. Disponível em: http://www.endocrino.org.br/ sindrome-metabolica/

Callegari-Jaques SM. Bioestatística: princípios e aplicações. Porto Alegre: Artmed; 2003.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Política nacional de atenção básica. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. (Série pactos pela saúde; 4).

Moreschi C, Rempel C, Carreno I, Silva DS, Pombo CNF, Cano MRL. Prevalência e perfil das pessoas com diabetes cadastradas no sistema de informação da atenção básica (SIAB). Rev Bras Promoç Saúde. 2015;28(2):184-90.

Ferreira CLRA, Ferreira MG. Características epidemiológicas de pacientes diabéticos da rede pública de saúde análise a partir do sistema HiperDia. Arq Bras Endocrinol Metab. 2009;56(1):80-6.

Fernandes MGM, Macêdo-Costa KNF, Moreira MEA, Oliveira JS. Indicadores sociais e saúde autorreferida de idosos diabéticos: variações entre os sexos. Acta Sci Health Sci. 2013;35(1):59-66.

Magalhães BS, Ibiapina DF, Carvalho DR. Avaliação Nutricional e prevalência de diabetes e hipertensão em idosos. Rev Interdisciplinar. 2014;7(4):131-8.

Neumann B, Conde SR, Lemos JRN, Moreira TR. Associação entre o estado nutricional e a prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos residentes no município de Roca Sales-RS. RBCEH. 2014;11(2):166-77.

Abranches MV, Oliveira FCE, Conceição LL, Peluzio MCG. Obesity and diabetes: the link between adipose tissue dysfunction and glucose homeostasis. Nutr Res Rev. 2015;28(2):121-32.

Flor LS, Campo MR, Olveira AF, Schramn JMA. Carga de diabetes no Brasil: fração atribuível ao sobrepeso, obesidade e excesso de peso. Rev Saúde Pública. 2015;49(29):1-11.

Mazzini MCR, Blumer MG, Hoehne EL, Guimarães KRLSLQ, Caramelli B, Fornari L, et al. Rastreamento do risco de desenvolvimento de diabetes mellitus em pais de estudantes de uma escola privada na cidade de Jundiaí, São Paulo. AMB Rev Assoc Med Bras. 2013;59(2):136-42.

Menezes TN, Sousa NDS, Moreira AS, Pedraza DF. Diabetes mellitus referido e fatores associados em idosos residentes em Campina Grande, Paraíba. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2014;17(4):829-39.

Corrêa FHS, Taboada GF, Andrade CRM Júnior, Faria AM, Clemente ELS, Fuks AG, et al. Influência da gordura corporal no controle clínico e metabólico de pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Arq Bras Endocrinol Metab. 2003;47(1):62-8.

Toth MJ, Tchernof A, Sites CK, Poehlman ET. Effect of menopausal status on body composition and fat distribuition. Int J Obes Relat Metab Disord. 2000;24(2):226-31.

Umbelino AF, Serrano HMS, Cruz NR. Avaliação nutricional e clínica em pacientes diabéticos hospitalizados. Rev Digital Nutrição [Internet]. 2008 [acesso em 2015 Dez 21];2(2). Disponível em: http:// www.unilestemg.br/nutrirgerais/downloads/artigos/ avaliacao_nutricional.pdf.

Falsarella GR, Gasparotto LPR, Coimbra IB, Coimbra AMV. Envelhecimento e os fenótipos da composição corporal. Rev Kairós Gerontologia. 2014;17(2):57-77.

Sousa RLP, Santos HHDS, Campos C, Aversi-Ferre TA. Análise da glicemia em jejum em pacientes provenientes do município de Terezópolis (Goiás-Brasil) associada com hipertensão arterial, circunferência abdominal e uso de medicamentos. Rev Eletrônica Farm. 2007;4(1):66-78.

Sociedade Brasileira de Diabetes - SBD. Oliveira JEP, Vencio S, organizadores. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2014-2015. São Paulo: AC Farmacêutica; 2015.

Soeiro AM, Mansur AP, Schaan BD, Caramelli B, Rochitte CE, Serrano CV Jr, et al. I Diretriz sobre Aspectos Específicos de Diabetes (tipo 2) Relacionados à Cardiologia. Arq Bras Cardiol. 2014;102(5 Supl 1):1-41.

Junqueira ASM, Romeo LJM Filho, Junqueira CLC. Avaliação do grau de inflamação vascular em pacientes com síndrome metabólica. Arq Bras Cardiol.2009,93(4):360-6.

Souza AES, Cruz AM, Araújo JLA, Aguiar IP, Souza DS. Conhecimento sobre diabetes mellitus de pacientes diabéticos atendidos em unidades de saúde do município de Santarém-Pará. Revista de Publicação Acadêmica da Pós-Graduação do IESPES. 2016; 2(24). [acesso em 2016 Jun 5]. Disponível em: file:///C:/ Users/Usuario/Downloads/52-119-2-PB.pdf.

Molena-Fernandes CA, Nardo N Junior, Tasca RS, Pelloso SM, Cuman RKN. A importância da associação da dieta e de atividade física na prevenção e controle do diabetes mellitus tipo 2. Acta Sci Health Sci. 2005;27(2):195-205.

Batista MCR, Priore SE, Rosado LEFPL, Tinôco ALA, Franceschini SCC. Avaliação dietética dos pacientes detectados com hiperglicemia na “Campanha de detecção de casos suspeitos de diabetes” no município de Viçosa, MG. Arq Bras Endocrinol Metab. 2006;50(6):1041-9.

Oliveira BHD, Yassuda MS, Cupertino APFB, Neri AL. Relações entre padrão do sono, saúde percebida e variáveis socioeconômicas em uma amostra de idosos residentes na comunidade - Estudo PENSA. Ciênc Saúde Coletiva. 2010;15(3):851-60.

Mishel MH. Reconceptualization of the uncertainty in illness theory. Image J Nurs Sch. 1990;22(40):256-62.




DOI: https://doi.org/10.5020/18061230.2016.p268

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia