Prevalência de excesso de peso, obesidade central e risco de comorbidades metabólicas em adultos com HIV/AIDS sem terapia antirretroviral

Nathalia Sernizon Guimarães, Maria Arlene Fausto, Unaí Tupinambás

Resumo


Objetivo: Descrever a prevalência de excesso de peso, obesidade central e risco de comorbidades metabólicas em adultos com HIV/AIDS, sem terapia antirretroviral (ARV). Métodos: Estudo observacional, transversal, descritivo realizado em um Centro de Tratamento e Referência em Doenças Infecto-Parasitarias de Belo Horizonte, MG, com adultos com HIV/AIDS que não iniciaram o tratamento antirretroviral. Foram coletadas informações sobre o peso, altura, Índice de Massa Corporal (IMC) e circunferência abdominal (CA). A ingestão alimentar foi investigada por meio da aplicação de recordatório alimentar de 24 horas. Além disso, um questionário foi usado para coleta dos dados socioeconômicos. Resultados: Dos 100 voluntários, 76% eram homens com idade média igual a 37,1 anos. Aproximadamente um terço apresentou CD4 ≤ 200 e 64% denominaram-se como sedentários. Homens apresentaram maiores médias de peso (71,6 Kg versus 59,9 Kg) e altura (1,72 m versus 1,60 m) em comparação às mulheres. As prevalências de excesso de peso e obesidade central foram iguais a 4,1% e 35,7%, respectivamente. Risco de comorbidades metabólicas aumentado substancialmente esteve presente em 20,4% dos indivíduos. Metade da amostra consumia grande quantidade de alimentos industrializados e baixo consumo de frutas, verduras e legumes. Conclusão: Antes de iniciar a terapia ARV, os indivíduos com HIV/AIDS já apresentavam excesso de peso, obesidade central e consequente risco de comorbidades metabólicas. Portanto, são necessárias intervenções de educação em saúde pregressa à terapia com ARV, para prevenção primária de problemas metabólicos futuros.

Palavras-chave


Obesidade; Antropometria; Prevalência; HIV.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


UNAIDS. Global Report. Global AIDS Response Progress Reporting 2016. Geneva; 2016.

Ministério da Saúde (BR), Programa Nacional de DST e AIDS. Boletim epidemiológico: AIDS e DST 2015. Brasília: Secretaria de Vigilância em Saúde Brasília;2015.

Diaz CM, Segura ER, Luz PM, Clark JL, Ribeiro SR, De Boni R. Traditional and HIV-specific risk factors for cardiovascular morbidity and mortality among HIVinfected adults in Brazil: a retrospective cohort study. BMC Infect Dis. 2016; 16:376.

Deeks SG, Lewin SR, Havlir DV. The end of AIDS: HIV infection as a chronic disease. Lancet. 2013;382(9903):1525-33.

Ribeiro SR, Luz PM, Campos DP, Moreira RI, Coelho L, Japiassu A, et al. Incidence and determinants of severe morbidity among HIV-infected patients from Rio de Janeiro, Brazil, 2000–2010. Antivir Ther. 2014;19(4):387–97.

Thapa R, Amatya A, Pahari DP, Bam K, Newman MS. Nutritional status and its association with quality of life among people living with HIV attending public anti-retroviral therapy sites of Kathmandu Valley, Nepal. AIDS Res Ther. 2015;12:14.

Srinivasa S, Grinspoon SK. Metabolic and body composition effects of newer antiretrovirals in HIVinfected patients. Eur J Endocrinol. 2014;170(5):185-202.

Deeks SG. HIV Infection, Inflammation, Immunosenescence, and Aging. Annu Rev Med 2011;62:141–155.

Signorini DJ, Monteiro MC, Andrade MF, Signorini DH, Eyer-Silva WA.What should we know about metabolic syndrome and lipodystrophy in AIDS? Rev Assoc Med Bras 2012;58(1):70-5.

Núñez-Rocha GM, Wall KM, Chávez-Peralta M, Salinas-Martínez AM, Benavides-Torres RA. Nutritional care, time period since diagnosis, demographics and body mass index in HIV/AIDS patients. Rev Invest Clin. 2013;65(4):291-9.

Wang ZM, Pierson RN Jr, Heymsfield SB. The five live method: a new approach to organizing body composition research. Am J Clin Nutr. 1992;56(1):19-28.

Taylor BS, Liang Y, Garduño LS, Walter EA, Gerardi MB, Anstead GM, et al. High risk of obesity and weightgain for HIV-infected uninsured minorities. J Acquir Immune Defic Syndr. 2014;65(2):33-40.

Flegal KM, Kit BK, Orpana H, Graubard BI. Association of all-cause mortality with overweight and obesity using standard body mass index categories: a systematic review and meta-analysis. JAMA 2013;309(1):71–82.

Jaime PC, Florindo AA, Latorre MRDO, Brasil BG, Santos ECM, Segurado AAC. Prevalência de sobrepeso e obesidade abdominal em indivíduos portadores de HIV/AIDS, em uso de terapia antirretroviral de alta potência. Rev Bras Epidemiol. 2004;7(1):65-72.

World Health Organization. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva: WHO; 1995. (WHO Technical Report Series, 854).

World Health Organization. Waist Circumference and Waist-Hip Ratio. Geneva: WHO; 2008. (Report of a WHO Expert Consultation).

Monteiro JP, Pfrimer K, Tremeschin MH. Nutrição e metabolismo: consumo alimentar – visualizando porções. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2007.

Reinstem CSB. Diet Win Clínico. Software Avaliação Nutricional. Versão 2.1.8. Rio Grande do Sul; 2008.

Phillipi ST. Tabela de composição de alimentos: suporte para decisão nutricional. 2ª ed. São Paulo: Coronário; 2002.

Ministério da Saúde (BR). Guia Alimentar da população Brasileira [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2014 [acesso em 2016 Set 10]. Disponível em:http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2014/ novembro/05/Guia-Alimentar-para-a-pop-brasiliera- Miolo-PDF-Internet.pdf

Leite LHM, Sampaio ABDMM. Progression to overweight, obesity and associeted factors after antiretroviral therapy initiation among Brazilian persons with HIV/AIDS. Nutr Hosp. 2010;25(4):635-40.

Freitas P, Carvalho D, Santos AC, Madureira AJ, Martinez E, Pereira J, et al. Carotid intima media thickness is associated with body fat abnormalities in HIV-infected patients. BMC Infect Dis. 2014;14(348):1-9.

Koethe JR, Jenkins CA,Lau B. Rising Obesity Prevalence and Weight Gain Among Adults Starting Antiretroviral Therapy in the United States and Canada. AIDS Res Hum Retroviruses. 2016;32(1):50-8.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Pesquisa de orçamento familiares, 2008- 2009 [acesso em 2016 Set 20]. Disponível em:http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/ condicaodevida/pof/2008_2009_analise_consumo/pofanalise_2008_2009.pdf

Jaime PC, Florindo AA, Latorre MRDO, Segurado AAC. Central obesity and dietary intake in HIV/AIDS patients. Rev Saúde Pública. 2006;40(4):634-40.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2016.p399

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia