Estratégia educativa sobre manejo de resíduos sólidos de saúde na unidade de terapia intensiva

Bruna Bianchi Bilo, Lívia Moreira Barros, Leonardo Alexandrino da Silva, Francisca de Melo Beserra, Joselany Áfio Caetano

Resumo


Objetivo: Avaliar a ação de estratégia educativa sobre o conhecimento de profissionais que atuam em Unidade de Terapia Intensiva quanto à segregação de resíduos sólidos de saúde. Métodos: Estudo experimental desenvolvido em 2015, em um hospital público de Fortaleza, Ceará, Brasil, com 41 profissionais de saúde submetidos à estratégia educativa, com álbum seriado sobre resíduos sólidos de saúde, comparando-se seu conhecimento com a realização de pré e pós-teste em formulário adaptado da literatura. Para a análise estatística, utilizou-se teste t, binomial e p<0,05. Resultados: Com a realização da estratégia educativa, observou-se diferença estatisticamente significante na média de acertos entre o pré-teste (19,6 ± 3,2) e pós-teste (24,1 ± 2,8), p=0,001. A categoria sobre os resíduos comuns foi a que teve um maior número de erros entre os profissionais de saúde. Conclusão: A estratégia educativa proporcionou o aumento do conhecimento dos profissionais sobre a segregação dos resíduos, o que poderá favorecer a redução de acidentes ocupacionais de saúde e a redução dos gastos com materiais.

Palavras-chave


Resíduos de Serviços de Saúde; Capacitação em Serviço; Unidades de Terapia Intensiva.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Whitehead D. Health promotion in the practice setting: findings from a review of clinical issues. Worldviews Evid Based Nurs. 2006;3(4):165-84.

Richard L, Gendron S, Beaudet N, Boisvert N, Soleil MS, Brodeur MHG. Health Promotion and Disease Prevention Among Nurses Working in Local Public Health Organizations in Montréal, Québec. Public Health Nurs. 2010;27(5):450-8.

Makajic-Nikolica D, Petrovica N, Belica A, Rokvica M, Radakovica JA, Tubicb V. The fault tree analysis of infectious medical waste management. J Clean Prod. 2016;113:365-73.

Windfeld ES, Brooks MS. Medical waste management: a review. J Environ Manage. 2015;163:98–108.

Prüss A, Giroult E, Rushbrook P. Safe management of wastes from health-care activities [Internet]. Geneva: World Health Organization; 2014 [acesso em 2015 Mar 3]. Disponível em: http://www.searo.who.int/srilanka/ documents/safe_management_of_wastes_from_ healthcare_activities.pdf

Sengodan VC. Segregation of biomedical waste in an South Indian tertiary care hospital. J Nat Sci Biol Med. 2014;5(2):378–82.

Diaz PS, Soares SGA, Camponogara S, Saldanha VS, Menegat RP, Rossato GC. Waste Management: A descriptive-exploratory study in the emergency room of a teaching hospital. Online Braz J Nurs (Online) [Internet]. 2013 [acesso em 2015 Mar 3];12(4):964-74. Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index. php/nursing/article/view/4090

Chudasama RK, Sheth A, Rangoonwala M, Joshi N, Zalavadiya D, Bhola C. Awareness and practice of biomedical waste management among different health care personnel at Tertiary Care Centre, Rajkot, India. Online J Health Allied Scs. 2014;13(1):1-6.

Kishore J, Agarwal R, Kohli C, Sharma PK, Kamat NV, Tyagi SC. Status of Biomedical Waste Management in Nursing Homes of Delhi, India. J Clin Diagn Res.2014;8(3):56–8.

Nunes TSP, Gutemberg ACB, Armando CB, Pinto FF, Lemos MC, Passos JP. Geren- ciamento de resíduos de serviços de saúde: uma revisão de literatura. Ver Pesqui Cuid Fundam (Online) [acesso em 2015 Mar 12]. 2012;4(Supl 1):57-60. Disponível em: http://www. seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/ view/1697/pdf_555

Ministério da Saúde (BR), Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução nº. 306 de 7 de dezembro de 2004. Regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos dos serviços de saúde [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2004 [acesso em 2015 Mar 3]. Disponível em: http://portal.anvisa. gov.br/wps/wcm/connect/10d6dd00474597439fb6df3 fbc4c6735/RDC+N%C2%BA+306,+DE+7+DE+DEZ EMBRO+DE+2004.pdf

Ministério da Saúde (BR), Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução n° 358/05. Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2005 [acesso em 2015 Mar 3]. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/ conama/res/res05/res35805.pdf

Povlsen L, Borup I. Health Promotion: A developing focus area over the years. Scand J Public Health. 2015;43(16 Suppl):46-50.

World Health Organization. What is health promotion? [acesso em 2016 Maio 5]. Disponível em: www.who. int/healthpromotion/en/

Hossain MS, Santhanam A, Nik Norulaini NA, Omar AK. Clinical solid waste management practices and its impact on human health and environment: a review. Waste Manag. 2011;31(4):754-66.

Oliveira LL, Souza PM, Clementino FS, Paiva SC, Rocha FDLJ. Resíduos dos serviços de saúde: desafios e perspectivas na atenção primária. Rev Enferm UERJ. 2014;22(1):29-34.

Caniato M, Tudor T, Vaccari M. International governance structures for health-care waste management: a systematic review of scientific literature. J Environ Manage. 2015;153:93-107.

Ministério da Saúde (BR), Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Manual de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2006 [acesso em 2015 Mar 3]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/ manuais/manual_gerenciamento_residuos.pdf

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação em Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2009 [acesso em 2015 Mar 3]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/ publicacoes/politica_nacional_educacao_permanente_ saude.pdf

Chethana T, Thapsey H, Gautham MS, Sreekantaiah P, Suryanarayana SP. Situation analysis and issues in management of biomedical waste in select small health care facilities in a ward under Bruhat Bengaluru Mahanagara Palike, Bangalore, India. J Community Health. 2014;39(2):310-5.

Ministério da Saúde (BR), Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução nº. 358, de 29 de abril de 2005. Sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e outras providências [Internet]. DOU, nº 84, 2005 Maio 4, Brasília; 2005. Seção 1:63-65358 [acesso em 2015 Mar 3]. Disponível em: http://www.feam.br/images/stories/2015/RSS/res%20 conama%20358%202005.pdf

Kumar R, Somrongthong R, Shaikh RT. Effectiveness of intensive healthcare waste management training model among health professionals at teaching hospitals of Pakistan: a quasi-experimental study. BMC Health Serv Res. 2015; 15:81.

Nkonge Njagi A, Mayabi Oloo A, Kithinji J, Magambo Kithinji J. Knowledge, attitude and practice of healthcare waste management and associated health risks in the two teaching and referral hospitals in Kenya. J Community Health. 2012;37(6):1172-7.

Basu M, Das P, Pal R. Assessment of future physicians on biomedical waste management in a tertiary care hospital of West Bengal. J Nat Sci Biol Med. 2012;3(1):38–42.

Aduan SA, Braga FS, Zandonade E, Salles D, Cussiol NAM, Lange LC. Avaliação dos resíduos de serviços de saúde do Grupo A em hospitais de Vitória (ES), Brasil. Eng Sanit Ambient. 2014;19(2):133-41.

Santos MA, Souza AO. Conhecimento de enfermeiros da estratégia Saúde da família sobre resíduos dos serviços de saúde. Rev Bras Enferm. 2012; 65(4):645-52.

Stehling MC, Cunha LM, Louredo LM, Camargo CG, Haddad JPA, Silva IJ, et al. Gestão de resíduos com risco biológico e perfurocortantes: conhecimento de estudantes de graduação das áreas biológicas e da saúde da Universidade Federal de Minas Gerais. REME Ver Min Enferm. 2013;17(3):601-7.

Kumar R, Gupta AK, Aggarwal AK, Kumar A. A descriptive study on evaluation of bio-medical waste management in a tertiary care public hospital of North India. J Environ Health Sci Eng. 2014;12:69. 29. Mendes AA, Veiga TB, Ribeiro TML, André SCS, Macedo JI, Penatti JT, et al . Resíduos de serviços de saúde em serviço de atendimento pré-hospitalar móvel. Rev Bras Enferm. 2015;68(6):1122-9.




DOI: https://doi.org/10.5020/18061230.2016.p163

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia