Concentrações de nitrito e nitrato em salsichas

Denise Hentges, Nathalia Zart, Luana Gabriela Marmitt, Eniz Conceição Oliveira, Fernanda Scherer

Resumo


Objetivo: Determinar as concentrações de nitrito e nitrato, potencial hidrogeniônico (pH) e atividade de água (Aa) em salsichas comercializadas em uma região do sul do Brasil, e comparar essas concentrações entre as diferentes marcas. Métodos: Estudo experimental, transversal, quantitativo, realizado com 72 amostras de salsicha coletadas em dois municípios da Região do Vale do Taquari/RS, entre junho e agosto de 2015. Avaliaram-se três amostras de lotes diferentes, por meio das variáveis de nitrito, nitrato, pH e atividade de água, em triplicata, de cada uma das oito marcas de salsichas fiscalizadas pelo Serviço de Inspeção Federal. Dados submetidos aos testes ANOVA e Qui-quadrado, com p<0,05. Resultados: A totalidade das amostras apresentou-se dentro dos padrões para pH e Aa (6,33 ± 0,32 e 0,91 ± 0,01, respectivamente), enquanto 40,3% (29) e 50,0% (36) apresentaram níveis de nitrito e nitrato, respectivamente, significativamente acima do estabelecido pela legislação (p<0,05). A média de nitrito das amostras restantes apresentou-se significativamente inferior (p=0,001), e a média de nitrato, significativamente superior (p=0,009) ao valor estabelecido pela legislação. Conclusão: A totalidade das amostras estava adequada em relação aos níveis de pH e Aa. Do total das oito marcas avaliadas, três se encontravam em condições satisfatórias referente à adição do nitrato e nitrito. A média de nitrito e Aa foi significativamente inferior, e as médias do nitrato e pH, significativamente superior, enquanto os níveis de nitrato e nitrito apresentaram médias superiores aos valores estabelecidos legislação, em cinco marcas analisadas.

Palavras-chave


Nitrito de Sódio; Conservantes de Alimentos; Legislação sobre Alimentos

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Martins LL. Avaliação do perfil bacteriológico de salsichas tipo “hot dog” tradicional e de frango comercializadas nos municípios do Rio de Janeiro e Niterói-RJ com determinação de atividade de água e pH [dissertação]. Niterói: Universidade Federal Fluminense; 2006.

Melo AB Filho, Biscontini TMB, Andrade SAC. Níveis de nitrito e nitrato em salsichas comercializadas na região metropolitana do Recife. Ciênc Tecnol Aliment. 2004;24(3):390-2.

Battistella PMD. Análise de sobrevivência aplicada à estimativa de vida de prateleira de salsicha [dissertação]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina;2008.

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (BR). Instrução Normativa nº 4, de 31 de março de 2000. Regulamentos Técnicos de Identidade e Qualidade de carne mecanicamente separada, de mortadela, de linguiça e de salsicha, em conformidade com os anexos desta instrução normativa. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 2000 Abr 05; Seção 1. p. 6-10.

Guerreiro RS, Sá MS, Rodrigues LAP. Avaliação do teor de nitrito e nitrato em alimentos cárneos comercializados em Salvador. Revinter. 2012 ;5(1):77-91.

Ferguson LR. Meat and cancer. Meat Sci.2010;84(2):308-13.

Eskandari MH, Hosseinpour S, Mesbahi G, She Karforoush S. New composite nitrite-free and lownitrite meat-curing systems using natural colorants. Food Sci Nutr. 2013;1(5):392-405.

Duarte MT, Carrijo KF. Quantificação do teor de nitrito de sódio residual em linguiças cozidas tipo calabresa comercializadas no sul do estado do Rio de Janeiro, Brasil. Enciclopédia Biosfera. 2014;10(19):1606-15.

Jin SK, Kim YJ, Park JH, Hur IC, Nam SH, Shin D. Effects of purple-fleshed sweet potato (Ipomoera batatas Cultivar Ayamurasaki) powder addition on color and texture properties and sensory characteristics of cooked pork sausages during storage. Asian-Australas J Anim Sci. 2012;25(9):1329-37.

Santos JS, Beck L, Walte M, Sobczak M, Olivo CJ, Costabeber J et al. Nitrato e nitrito em leite produzido em sistemas em sistemas convencional e orgânico. Cienc Tecnol Aliment. 2005;25(2):304-9.

Zamrik MA. Determination of nitrate and nitrite contents of syrian white cheese. Pharmacology Pharmacy. 2013;4:171-5.

Wójciak KM, Karwowska M, Dolatowski ZJ. Use of acid whey and mustard seed to replace nitrites during cooked sausage production. Meat Sci. 2014;96(2 Part A):750-6.

Soares GM, Ferreira EC, Marchioro AA. Quantificação de nitrito e nitrato em diferentes produtos embutidos de carne, como bacon, mortadela, salsicha e linguiça. SaBios: Rev Saúde e Biol. (Campo Mourão Online).2014;9(3):85-92.

Ferreira HMF, Moreira EA, Freitas DF. Avaliação dos níveis de nitrato e nitrito em salsichas comercializadas na cidade de Lavras – MG. Rev Univ Vale Rio Verde. 2013;11(2):218-27.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância Sanitária. Portaria nº 1.004, de 11 de dezembro de 1998. Regulamento técnico sobre atribuição de função de aditivos, aditivos e seus limites máximos de uso para carne e produtos cárneos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 1998 Dez. 14. Brasília, n.239, 14 dez. 1998. Seção 1, p.28-32.

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (BR). Instrução Normativa nº 51 de 29 de dezembro de 2006. Regulamento Técnico de atribuição de aditivos, e seus limites das seguintes categorias de alimentos: carnes e produtos cárneos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 2007 Jan 04; Seção 1. p. 14.

Franco BDGM, Landgraf M. Microbiologia dos alimentos. São Paulo: Atheneu; 2008.

Bolzan ME, Silva J. Avaliação dos parâmetros físico-químicos e qualidade microbiológica de

salsichas acondicionadas em diferentes embalagens [monografia]. Francisco Beltrão: Universidade Tecnológica Federal do Paraná; 2012.

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (BR). Instrução Normativa nº 20, de 21 de julho de 1999. Métodos analíticos físico-químicos para controle de produtos cárneos e seus ingredientes – sal e salmoura. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 1999. Brasília, n.173, 9 set. 1999. Seção 1, p.30-31.

Lara WH, Takahashi MY, Silveira N. Determinação de nitritos e nitratos em conservas de carne. Rev Inst Adolfo Lutz. 1978;38(2):161-6.

Herrmann SS, Duedah-Olesen L, Christensen T, Olesen PT, Granby K. Dietary exposure to volatile and nonvolatile N-nitrosamines from processed meat products in Denmark. Food Chem Toxicol. 2015;80:137-43.

Bastide NM, Chenni F, Audebert M, Santarelli RL, Taché S, Naud N et al. A central role for heme iron in colon carcinogenesis associated with red meat intake. Cancer Res. 2015;75(5):870-9.

Vittozzi L. Toxicology of nitrates and nitrites. Food Addit Contam. 1992;9(5):579-85.

Adami FS, Giovanaz LS, Altenhofen G, Bosco SMD, Marcadenti A, Oliveira EC. Análise microbiológica e de nitrito e nitrato em linguiça. Sci Plena. 2015;11(5):2- 7.

Ferraccioli VR. Avaliação da qualidade de salsichas do tipo hot dog durante o armazenamento [dissertação]. São Caetano do Sul: Instituto Mauá de Tecnologia; 2012.

Oliveira MJ, Araújo WMC, Borgo LA. Riscos químicos em linguiça do tipo frescal: aspectos teóricos. Hig Aliment. 2005;19(130):24-9.

Iamarino LZ, Oliveira MC, Antunes MM, Oliveira M, Rodrigues RO, Zanin CICB, et al. Nitritos e nitratos em produtos cárneos enlatados e/ou embutidos. Gestão Foco. 2015;7:246-51.

Duncan CL, Foster EM. Role of curing agents in the preservation of shelf-stable canned meat products. Appl. Microbiol. 1968;16(2):401-5.

Harada MM, Silva ML. Nitratos e nitritos x segurança alimentar. Rev Nacional Carne. 2002;27(302):105-6.

Ministério da Saúde (BR). Guia alimentar da população brasileira. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Martins LL, Santos IF, Franco RM, Oliveira LAT, Bezz J. Determinação de pH e atividade de água (Aa) e sua inter-relação com o perfil bacteriológico de salsichas tipo “hot dog” comercializadas nos municípios do Rio de Janeiro e Niterói – RJ. Rev Bras Ciênc Vet. 2011;18(2/3):92-6.

Rahman MS, Guizani NG, Al-Ruzeiki MH. D- and Zvalues of microflora in tuna mince during moist and dry heating. Lebenson Wiss Technol. 2004;37(1):93-8.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2016.p27

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia