Contribuições da socialização e das políticas públicas para a promoção do envelhecimento saudável: uma revisão de literatura

Mayane Carneiro Alves Pereira, Lúcia de Fátima da Silva Santos, Thais Norberta Bezerra de Moura, Layane Carneiro Alves Pereira, Maurício Batista Paes Landim

Resumo


Objetivo: Analisar a contribuição dos grupos de convivência e políticas públicas na promoção do envelhecimento saudável. Métodos: Trata-se de uma revisão de literatura realizada por meio de um levantamento bibliográfico, a partir de bancos e bases de dados disponíveis na internet, a exemplo da Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Electronic Library Online e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, além de documentos oficiais, de âmbito nacional, que abordem o envelhecimento saudável a partir das políticas públicas e da socialização do idoso em grupos de convivência. Resultados: Inicialmente, foram encontrados 27 artigos; destes, 9 contemplaram os critérios de inclusão e exclusão supracitados. Com relação aos documentos oficiais, foram encontrados 12; destes, 10 se relacionavam com a proposta principal do estudo. Os resultados encontrados apontaram que os idosos participantes dos grupos de convivência e de atividade física são constituídos, em sua maioria, por idosos do sexo feminino e aposentados; além disso, a maioria apresenta menos sintomas depressivos, maior satisfação com a vida e melhor condição física. Conclusão: Os grupos de convivência e de atividade física são reconhecidos como importantes espaços de interação social e socialização das emoções. Observou-se que diversas políticas públicas direcionadas à promoção do envelhecimento saudável são adotadas na realidade brasileira; com isso, foi possível notar a efetivação, nesses grupos, de medidas propostas nos documentos oficiais.

Palavras-chave


Saúde do Idoso; Centros de Convivência e Lazer; Comportamentos Saudáveis; Políticas Públicas.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Síntese de indicadores sociais. Rio de Janeiro: IBGE;2010.

Ciosak SI, Braz E, Costa MFBNA, Nakano NGR, Rodrigues J, Alencar RA et al. Senescência e senilidade: novo paradigma na Atenção Básica de Saúde. Rev Esc Enferm USP. 2011;45(2):1763-8.

Hernandes NA, Probst VS, Silva RAS Júnior, Januário RSB, Pitta F, Texeira DC. Physical activity in daily life in physically independent elderly participating in community-based exercise program. Braz J Phys Ther (Impr.). 2013;17(1):57-63.

Cavalli AS, Pogorelski LV, Domingues MR, Afonso MR, Ribeiro JAB, Cavalli MO. Motivação de pessoas idosas para a prática de atividade física: estudo comparativo entre dois programas universitários– Brasil e Portugal. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2014;17(2):255-64.

Beauvoir S. A velhice. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; 1990.

Bosi E. Memória e sociedade: lembranças de velho. 3ª ed. São Paulo: Companhia das Letras; 1994.

World Health Organization - WHO. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; 2005.

Santos I, Alves ACS, Silva AFL, Caldas CP, Berardinelli LMM, Santana RF. O grupo pesquisador construindo ações de autocuidado para o envelhecimento saudável: pesquisa sociopoética. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2011;15(4):746-54.

Silveira MM, Pasqualotti A, Colussi EL. Educação gerontológica, envelhecimento humano e tecnologias educacionais: reflexões sobre velhice ativa. Estud Interdiscip Envelhec. 2012;17(2):387-98.

Brasil. Lei nº. 8.842, de 04 de janeiro de 1994. Dispõe sobre a Política Nacional do Idoso (PNI), cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências. Diário Oficial da União, 5 jan 1994. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8842.htm

Brasil. Decreto nº. 1.948, de 03 de julho de 1996. Regulamenta a Lei 8.842, de 04 de janeiro de 1994. Dispõe sobre a Política Nacional do Idoso, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 4 jul 1996; Seção I. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ ccivil_03/decreto/d1948.htm.

Andrade AN, Nascimento MMP, Oliveira MMD, Queiroga RM, Fonseca FLA, Lacerda SNB, et al. Percepção de idosos sobre grupo de convivência: estudo na cidade de Cajazeiras-PB. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2014;17(1):39-48.

Silva HO, Carvalho MJAD, Lima FEL, Rodrigues LV. Perfil epidemiológico de idosos frequentadores de grupos de convivência no município de Iguatu, Ceará. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2011;14(1):123-33.

Freitas CMSM, Moura PV, Silva EAPC, Cartaxo HGO, Silva PPC, Carminha IO et al. Identidade do idoso: representações no discurso do corpo que envelhece. Estud Interdiscip Envelhec. 2012;17(1):19-35.

Costa M, Rocha L, Oliveira S. Educação em saúde: estratégia de promoção da qualidade de vida na terceira idade. Rev Lusófona Educação. 2012;22:123-40.

Nascimento RA Junior, Capelari JB, Vieira LF. Impacto da prática de atividade física no estresse percebido e na satisfação de vida de idosos. Rev Educ Fis. 2012;23(4):647-54.

Valduga R, Valduga LVA, Almeida JA, Carvalho GA. Relação entre o padrão postural e o nível de atividade física em idosas. Rev Bras Ciênc Mov. 2013;21(3):5-12.

Campos ACV, Cordeiro EC, Rezende GP, Vagas AMD, Ferreira EF. Qualidade de vida de idosos praticantes de atividade física no contexto da estratégia saúde da família. Texto & Contexto Enferm. 2014;23(4):889-97.

Ribeiro RM, Tribess S, Santos AS, Pinto LLT, Ribeiro MCL, Roza LB, Virtuoso JS Júnior. Barreiras no engajamento de idosos em serviços públicos de promoção de atividade física. Ciênc Saúde Coletiva. 2015;20(3):739-49.

Brasil. Constituição (1998). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal; 1988.

Brasil. Portaria 1.395, de 10 de dezembro de 1999. Aprova a Política Nacional de Saúde do Idoso. Diário Oficial da União, 1999.

Brasil.Portaria 702, de 12 de abril de 2002. Dispõe sobre a criação de mecanismos para a organização e implementação de Redes Estaduais de Assistência à Saúde do Idoso. Diário Oficial da União, 16 abr 2002. Disponível em: http://www.camara.gov.br/sileg/ integras/239984.pdf

Brasil. Lei 10.741, de 1 de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências. Diário Oficial da União, 3 out 2003; Seção 1. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ leis/2003/L10.741.htm

Brasil. Portaria 399/GM, de 22 de fevereiro de 2006. Divulga o Pacto pela Saúde 2006 - Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do Referido Pacto. Diário Oficial da União, 23 fev 2006a. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/

prt0399_22_02_2006.html

Brasil. Portaria n. 2.528, de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e determina outras providências. Diário Oficial da União, 16 out 2006b; Seção I. Disponível em: http://www.saudeidoso.icict.fiocruz.br/pdf/ PoliticaNacionaldeSaudedaPessoaIdosa.pdf

Brasil. Resolução Normativa 265, de 19 de agosto de 2011. Dispõe sobre a concessão de bonificação aos beneficiários de planos privados de assistência à saúde pela participação em programas de Promoção de Envelhecimento ativo ao longo do curso da vida. Diário Oficial da União, 22 ago 2011. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/ans/2011/

res0265_19_08_2011.html

Brasil. Decreto 8.114, de 30 de setembro de 2013. Estabelece o Compromisso Nacional para o envelhecimento ativo e institui comissão interministerial para monitorar e avaliar as ações em seu âmbito e promover a articulação de órgãos e entidades públicas envolvidas em sua implementação. Diário Oficial da União, 1 out 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/ Decreto/D8114.htm

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: princípios e diretrizes. Brasília: Ministério da Saúde; 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2016.p124

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia