Atribuições de uma organização de procura de órgãos nas atividades da comissão intrahospitalar de doação de órgãos

Dagoberto França da Rocha, Simone Travi Canabarro, Aline Winter Sudbrack

Resumo


Objetivo: Descrever a experiência de uma Organização de Procura de Órgãos (OPO) ao exercer as atividades da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT). Síntese dos dados: Relato de experiência de uma OPO, sediada em um hospital de grande porte localizado na região sul do Brasil, entre os anos 2011 e 2015. Concomitantemente à implementação da OPO no respectivo hospital, deu-se a criação das rotinas, protocolos, bem como o início do monitoramento dos indicadores de desempenho da respectiva organização. A partir disso, pode-se elaborar estratégias para potencializar as doações de órgãos. Conclusão: Ao assumir as atividades da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante, a Organização de Procura de Órgãos mostrouse efetiva, contribuindo para o aumento das doações de órgãos no hospital, o qual tornou-se referência no Estado.

Palavras-chave


Obtenção de Tecidos e Órgãos; Transplante; Doadores de Tecidos

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Razdan M, Degenholtz HB, Kahn JM, Driessen J. Breakdown in the organ donation process and its effect on organ availability. J Transplant. 2015;2015;831501.

Girlanda R. Deceased organ donation for transplantation: challenges and opportunities. World J Transplant. 2016;6(3):451-9.

Organ Procurament and Transplantation Network [Internet]. 2016 [acesso em 2016 Out 5]. Disponível em: http://optn.transplant.hrsa.gov

International Registry in Organ Donation and Transplantation. Preliminary Numbers 2015 [Internet].2016 [acesso em 2016 Out 5]. Disponível em:www.irodat.org/img/database/pdf/newsletter2016_secondedition.pdf

Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos. Registro Brasileiro de Transplantes 2015 [Internet]. São Paulo: ABTO; 2015 [acesso em 2016 Out 2]. Disponível em: www.abto.org.br/abto03/upload/file/rbt/2015/anual-n-associado.pdf

Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos. Registro Brasileiro de Transplantes janeiro/março 2014 [Internet]. São Paulo: ABTO; 2014 [acesso em 2016 Out 2]. Disponível em: http://www.abto.org.br/abtov03/Upload/file/RBT/2014/rbt2014-jan-mar.pdf

Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos. Registro Brasileiro de Transplantes janeiro/junho 2015[Internet]. São Paulo: ABTO; 2015 [acesso em 2016 Out 4]. Disponível em: www.abto.org.br/abtov03/Upload/file/RBT/2015/rbt2015-1sem-lib2907.pdf

Brasil. Portaria GM/MS no 1.752, de 23 de setembro de 2005. Determina a contituicão de Comissão Intra- Hospitalar de Doacão de Órgãos e Tecidos para Transplante em todos os hospitais públicos, privados e filantrópicos com mais de 80 leitos. Brasília; 2005.

Brasil. Portaria no 2.601, de 2009. Institui, no ambito do Sistema Nacional de Transplantes, o Plano Nacional de Implantacão de Organizacão de Procura de Órgãos – OPO [acesso em 2016 Out 4].Disponível em: http://www.saude.go.gov.br/public/ media/47H44m8ZpU8EQj/08180025008101121091.pdf

Garcia CD, Pereira JD, Zago MK, Garcia VD. Manual de Doação e Transplantes. 1a ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2013.

Brasil. Portaria GM/MS no 1.262 de 16 de junho de 2006. Aprova o Regulamento Técnico para Estabelecer as Atribuicões, Deveres e Indicadores de Eficiencia e do Potencial de Doacão e Tecidos Relativos as Comissões Intra-Hospitalares de Doacões de Órgãos e Tecidos [acesso em 2016 Out 4]. Disponível em:http://www.saude.mg.gov.br/index.php option=com_gmg&controller=document&id=854-portaria-gm-msn% C2%BA-1262-de-16-de-junho-de-2006-sesmg

Brasil. Portaria GM/MS n. 2.600, de 21 de outubro de 2009. Aprova o Regulamento Técnico do Sistema Nacional de Transplantes [acesso em 2016 Out 4].Disponível em: http://www.saude.mt.gov.br/upload/legislacao/2601-[3015-120110-SES-MT].pdf

Association of Organ Procurament Organization - AOPO [Internet]. Virgínia: AOPO [acesso em 2016 Out 5]. Disponível em: http://www.aopo.org

Atiemo K, Ladner DP. Active education, keeping it personal and making it easy: a potential path to increasing donors. Transplantation. 2015;99(12):2015–6.

Conselho Nacional da Saude (BR). Resolucão no 466, de 12 de dezembro de 2012 [Internet]. Brasília; 2012 [acesso em 2016 Out 4]. Disponível em:http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Knihs NS, Schirmer J, Roza BA. Tradução transcultural de instrumentos de qualidade do processo de doação de órgãos. Acta Paul Enferm. 2014;27(1):56-62.

Ferraz AS, Santos LG, Roza BA, Schirmer J, Knihs NS, Erbs JL. Revisão integrativa: indicadores de resultado processo de doação de órgãos e transplantes. J Bras Nefrol. 2013;35(3):220-8.

Arcanjo RA, Oliviera LC, Silva DD. Reflexões sobre a comissão intra-hospitalar de doacão de órgãos e tecidos para transplante. Rev Bioética. 2013;21(1):119-25.

Abidin ZLZ, Ming WT, Loch A, Hilme I, Hautmann O. Are health professionals responsible for the shortageof organs from deceased donors in Malaysia? Transpl Int.2013;26(2):187-94.

Douville F, Godin G, Vézina-Im LA. Organ and tissue donation in clinical settings: a systematic review of the impact of interventions aimed at health professionals. Transplant Res. 2014;3(1):8.

Jelinek GA, Marck CH, Weiland TJ, Neate SL, Hickey BB. Organ and tissue donation-related attitudes, education and practices of emergency department clinicians in Australia. Emerg Med Australas. 2012;24(3):244-50

Murakami M, Fukuma S, Ikezoe M, Nakamura M, Yamamoto Y, Yamazaki S, et al. Effect of an educational program on attitudes towards deceased organ donation. Ann Transplant. 2015;20:269-78

Burker EJ, Fingerhut D, Ebneter D, Giza M, Espey Weber R, Noone PG, et al. Emergency medical services knowledge and attitudes about non-heart-beating donors: effect of an educational intervention. J Heart Lung Transplant. 2015;34(2):204-12

Souza MA, Elizabeth S, Carrillo L. Experiência no projeto de vida: influência na concepção da doação de órgãos através de novas abordagens de ensino. Rev Extendere. 2013;2(1):78-87




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2016.p602

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia