Percepção de profissionais da educação inclusiva acerca da terapia ocupacional - doi:10.5020/18061230.2009.p143

Andrezza Fernandes de Andrade, Ana Paula Morais Braga

Resumo


Objetivo: Investigar o nível de conhecimento de dois diretores e quatro professores de duas escolas públicas de um município do Ceará, acerca da Terapia Ocupacional no processo de inclusão escolar, apontando o nível de formação desses profissionais a respeito da educação inclusiva. Método: Caracterizou-se por ser uma pesquisa de campo, com abordagem qualitativa, intervencionista, utilizando-se o método comparativo. Foram realizadas entrevistas, além de intervenções por meio de palestras e dinâmicas de grupo abordandose os temas referentes à Terapia Ocupacional na inclusão educacional, sendo os dados avaliados pela técnica de análise de conteúdo. Resultados: Os resultados mostraram que, após as intervenções realizadas, os sujeitos participantes passaram a conhecer e identificar a profissão, principalmente suas ações frente ao campo da educação inclusiva. Ressalta-se a necessidade de aperfeiçoamento, bem como especialização dos profissionais participantes, visto que não recebem capacitação suficiente para atuarem nessa nova área de inclusão educacional. Conclusão: Na amostra estudada, os sujeitos são conhecedores do processo de inclusão escolar, porém não têm aprofundamento na área, tampouco formação para as práticas de inclusivistas.

Palavras-chave


Educação Especial; Educação do Deficiente Mental; Terapia Ocupacional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/553

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia