O papel da religiosidade na promoção da saúde do idoso - doi:10.5020/18061230.2008.p201

Maria Fátima Maciel Araújo, Maria Irismar de Almeida, Marlene Lopes Cidrack, Hercilia Maria Carvalho Queiroz, Maria Clara Secundino Pereira, Zilaís Linhares Carneiro Menescal

Resumo


Objetivo: Verificar a importância da religiosidade entre os idosos e o perfil dos entrevistados, destacar a relação das tendências religiosas com o bem-estar do idoso e com a sua integração social e psicológica, despertando para uma reflexão sobre o papel da religiosidade junto à promoção da saúde do idoso. Métodos: Estudo transversal de abordagem quantitativa, sem abdicar do crivo qualitativo, nos municípios de Fortaleza, Baturité, Juazeiro do Norte e Quixadá. Foram entrevistados 419 indivíduos de 60 anos ou mais, em serviços de saúde, nos anos de 2005 e 2006, através de um questionário com perguntas objetivas abordando sexo, idade, atividades de lazer e religiosidade dos idosos. Resultados: Os resultados apontaram que um índice superior a 90% dos entrevistados rezam/oram, e mais de 70% reza diariamente em todos os municípios visitados. Também se observou que as mulheres idosas são mais afeitas aos aspectos religiosos em comparação com os homens idosos. Conclusões:
Considerou-se, portanto, que a religiosidade exerce um papel significativo na existência humana, proporcionando um amparo seguro para lidar com os desafios cotidianos do processo de envelhecimento.

Palavras-chave


Envelhecimento; Espiritualidade; Religião; Saúde do idoso.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/584

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia