Desafios do financiamento da atenção primária à saúde: revisão integrativa

Ivanise Brito da Silva

Resumo


Objetivo: Avaliar como ocorre o financiamento da Atenção Primária à Saúde (APS) no Brasil, refletindo sobre os avanços e entraves existentes. Método: Trata-se de uma revisão integrativa realizada no período de junho e julho de 2016. A busca dos estudos foi realizada nas bases de dados eletrônicas Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME) e na Biblioteca Virtual Scientific Eletronic Library Online (SciELO), utilizando-se como descritores de assunto “primary health care” e “financing”. Os critérios de elegibilidade do estudo foram artigos científicos brasileiros, indexados no período de 1994 a 2016, escritos nos idiomas inglês, português ou espanhol, e que estivessem disponíveis na íntegra. Foram excluídas as publicações no formato de tese, dissertação, capítulo de livro e as que não tinham relação com o tema da pesquisa, bem como as que tratavam de estudos sobre financiamento APS realizados fora do Brasil. Resultado: Foram encontradas 290 publicações. Após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, obteve-se 15 artigos dos quais emergiram duas categorias temáticas: “Subfinanciamento: um desafio para a APS” e “Descentralização e os entraves no financiamento da APS”. Conclusão: Os achados desta revisão identificaram diferentes entraves no financiamento e no estabelecimento de políticas de fortalecimento da atenção primária do país, evidenciando que os repasses e alocações dos recursos devem ser analisados de forma mais criteriosa e reflexiva. Os artigos avaliados apresentam como principais problemas enfrentados no financiamento: verbas insuficientes, necessidade de serem estabelecidos parâmetros mais claros para os repasses intergovernamentais, criação de uma gestão que entenda e dialogue com as dificuldades locais, e maior autonomia dos municípios na definição de prioridades em contrapartida aos financiamentos destinados ao custeio de programas específicos.

Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Financiamento; SUS.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Scatena JHG, Tanaka OY. Utilização do Sistema de Informações hospitalares (SIH-SUS) e do Sistema de Informações Ambulatoriais (SIA-SUS) na Análise da Descentralização da Saúde em Mato Grosso. Inf Epidemiol SUS [Internet]. 2001 [acesso em 2016 Jul 25 ];10(1):19-30. Disponível em: http://scielo.iec.pa.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-16732001000100003

Castro ALB, Machado CV. A política de atenção primária à saúde no Brasil: notas sobre a regulação e o financiamento federal. Cad Saúde Pública [Internet]. 2010 [acesso em 2016 Maio 15];26(4):693-705. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2010000400012

Oliveira MAC, Pereira IC. Atributos essenciais da Atenção Primária e a Estratégia Saúde da Família. Rev Bras Enferm [Internet]. 2013 [acesso em 2016 Ago 26];66(1):58-64. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672013000700020

Marques RM, Mendes A. política de incentivos do Ministério da Saúde para a atenção básica: uma ameaça à autonomia dos gestores municipais e ao princípio da integralidade? Cad Saúde Pública [Internet]. 2002 [acesso em 2016 Set 15];18(Supl):163-71. Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2002000700016

Mendes A, Leite, MG, Marques RS. Discutindo uma metodologia para a alocação equitativa de recursos federais para o Sistema Único de Saúde. Saúde Soc [Internet]. 2011 [acesso em 2016 Ago 26];20(3):673-90. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902011000300013

Vazquez DA. Efeitos da regulação federal sobre o financiamento da saúde. Cad Saúde Pública [Internet]. 2011 [acesso em 2016 Jun 02];27(6):1201-12. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2011000600017

Brasil. Emenda Constitucional nº 29. Ministério da Saúde [acesso em 2016 Jun 10]. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/web_sus20anos/20anossus/legislacao/emendaconstitucionaln29.pdf

Bursztyn I, Kushnir R, Giovanella L, Stolkiner A, Sterman-Heimann L, Riveros MI, et al. Notas para el estudio de la atención primaria en contextos de sistemas de salud segmentados. Rev Salud Pública [Internet]. 2010 [acesso em 2016 Jun 20];12(1):77-88. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/rsap/v12s1/v12s1a06.pdf

Elias PE. Atenção Básica em Saúde: comparação entre PSF e UBS por estrato de exclusão social no município de São Paulo. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2006 [acesso em 2016 Mar 15];11(3):633-41. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232006000300012

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein [Internet]. 2003 [acesso em 2016 Set 12];2010(8):102-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/eins/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102.pdf

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enferm [Internet]. 2008 [acesso em 2016 Out 12];17(4):758-64. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf

Santos NR. SUS, política pública de Estado: seu desenvolvimento instituído e instituinte e a busca de saídas. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2013 [acesso em 2016 Out 15];18(1):273-80. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/csc/v18n1/28.pdf

Andrade R. Uma análise do impacto do programa saúde da família sobre a taxa de mortalidade infantil nos municípios do estado de alagoas. Economia Rev [Internet]. 2013 [acesso em 2016 Jun 24];21(2):17-35. Disponível em: http://ojs.uem.br/ojs/index.php/EconRev/article/view/21346/pdf

Mendes EV. 25 anos do Sistema Único de Saúde: resultados e desafios. Estud Av [Internet]. 2013 [acesso em 2016 Set 04];27(78):27-34. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ea/v27n78/03.pdf

Castro ALB, Machado CV. A política federal de atenção básica à saúde no Brasil nos anos 2000. Physis (Rio de J) [Internet]. 2012 [acesso em 2016 Set 28];22(2):477-506. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/physis/v22n2/05.pdf

Lima L, Andrade CLT. Condições de financiamento em saúde nos grandes municípios do Brasil. Cad Saúde Pública [Internet]. 2009 [acesso em 2016 Set 28];25(10):2237-48. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/physis/v22n2/05.pdf

Rosa MRR, Coelho TCB. O que dizem os gastos com o Programa Saúde da Família em um município da Bahia? Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2011 [acesso em 2016 Ago 04];16(3):1863-73. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v16n3/21.pdf

Scatena JHG, Takana OY. A descentralização da saúde no Estado de Mato Grosso, Brasil: financiamento e modelo de atenção. Rev Panam Salud Publica [Internet]. 2000 [acesso em 2016 Set 04];8(4):242-9. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/rpsp/v8n4/3550.pdf

Campos GW. Reforma política e sanitária: a sustentabilidade do sus em questão? Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2007 [acesso em 2016 Jul 27];12(2):301-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v12n2/a02v12n2.pdf

Heimann LS, Ibanhes LC, Boaretto RC, Castro IEN, Telesi E Júnior, Cortizo CT, et al. Atenção primária em saúde: um estudo multidimensional sobre os desafios e potencialidades na Região Metropolitana de São Paulo (SP, Brasil). Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2011 [acesso em 2016 Set 10];16(6):2877-87. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v16n6/25.pdf

Domingos CM, Nunes EFPA, Carvalho BG, Mendonça FF. A legislação da atenção básica do Sistema Único de Saúde: uma análise documental. Cad Saúde Pública [Internet]. 2016 [acesso em 2016 Set 10];32(3):1-13. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v32n3/0102-311X-csp-32-03-e00181314.pdf

Sousa MF. O Programa Saúde da Família no Brasil: análise do acesso à atenção básica análise do acesso à atenção básica. Rev Bras Enferm [Internet]. 2007[acesso em 2016 Set 12];61(2):153-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v61n2/a02v61n2.pdf

Porto SM,Santos IS, Ugá MAD. A utilização de serviços de saúde por sistema de financiamento. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2006 [acesso em 2016 Ago 10];11(4):895-910. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v11n4/32328.pdf

Portela GZ, Ribeiro JM. A sustentabilidade econômico-financeira da Estratégia Saúde da Família em municípios de grande porte. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2011 [acesso em 2016 Ago 10];16(3):1719-32. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v16n3/09.pdf

Almeida PF, Giovanella, L. Avaliação em Atenção Básica à Saúde no Brasil: mapeamento e análise das pesquisas realizadas e/ou financiadas pelo Ministério da Saúde entre os anos de 2000 e 2006. Cad Saúde Pública [Internet]. 2008 [acesso em 2016 Jul 18];24(8):1727-42. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v24n8/02.pdf




DOI: https://doi.org/10.5020/18061230.2017.p110

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia