Estado nutricional e qualidade de vida em adultos e idosos com depressão

Aline Rodrigues Godoy, Fernanda Scherer Adami

Resumo


Objetivo: Avaliar o estado nutricional e a qualidade de vida em adultos e idosos com e sem depressão.Métodos: Estudo quantitativo e transversal, com 79 usuários das Unidades Básicas de Saúde de municípios do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. Para determinar os escores dos domínios (físico, psicológico, ambiental e social) de qualidade de vida (QV) foi aplicado o questionário World Health Organization Quality of Life-Bref e um questionário socioeconômico (idade, renda, escolaridade e estado civil). A avaliação antropométrica contemplou peso, estatura, Índice de Massa Corporal, Circunferência da Cintura (CC) e Circunferência do Pescoço (CP). O diagnóstico de depressão foi realizado por psicólogas. O nível de significância máximo assumido foi 5% (p≤0,05), análise realizada através do software SPSS versão 22.0. Utilizaram- se os testes Mann-Whitney, correlação de Pearson e qui-quadrado. Resultados: Verificou-se correlação direta entre idade e domínio físico (p=0,017), psíquico (p<0,01), social (p=0,001) e ambiental (p=0,003). Os homens obtiveram média superior e significativa no domínio ambiental (p=0,009) em relação às mulheres. Os pacientes sem diagnóstico de depressão apresentaram média significativamente superior nos domínios físico (p=0,035) e psicológico (p=0,042). Em relação ao estado nutricional, a magreza e eutrofia apresentaram média superior no domínio físico (p=0,015). Conclusão: As melhores percepções sobre os domínios de QV foram observadas entre os homens, idosos e participantes sem diagnóstico de depressão. Verificou-se correlação direta entre a idade e todos os domínios e que os participantes depressivos eram, em sua maioria, obesos, com risco cardiovascular e sem risco de excesso de peso.

Palavras-chave


Estado Nutricional; Qualidade de Vida; Depressão.

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


Sezini AM, Gil CSGC. Nutrientes e depressão. Vita et Sanitas [Internet]. 2014;8(1):39-57. [acesso em 2017 Out 31]. Disponível em:http://www.fug.edu.br/revista/index.php/VitaetSanitas/article/view/29/21

Rodrigues LR, Tavares DMS, Silveira FCO, Dias FA, Martins NPF. Qualidade de vida, indicativo de depressão e número de morbidades de idosos da zona rural. Rev Enferm Atenção Saúde [Internet]. 2015;4(2):33-44. [acesso em 2017 Nov 14]. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/view/1122/pdf

Organização Pan-Americana da Saúde. Folha informativa – Depressão [Internet]. 2018; [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.phpoption=com_content&view=article&id=5635:folha-informativa-depressao&Itemid=822

Organização Pan-Americana da Saúde. Com depressão no topo da lista de causas de problemas de saúde, OMS lança a campanha “Vamos conversar” [Internet]. 2017; [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5385:com-depressao-no-topo-da-lista-de-causas-de-problemas-de-saude-oms-lanca-a-campanha-vamos-conversar&Itemid=839

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. 3a ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.

Máximo GC. Aspectos sociodemográficos da depressão e utilização de serviços de saúde no Brasil [tese]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais; 2010. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/AMSA-8BCKKK/geovane_maximo_versao_out_2010.pdf?sequence=1

Garcia PT, Reis RS, organizadores. Redes de atenção à saúde: Rede de Atenção Psicossocial – RAPS [Internet]. São Luís: EDUFMA; 2018. [acesso em 2017 Nov 05]. Disponível em: http://www.unasus.ufma.br/site/files/livros_isbn/isbn_redes06.pdf

Ribas-Prado MC, Calais SL, Cardoso HF. Stress, Depressão e qualidade de vida em beneficiários de programas de transferência de renda. Interação Psicol [Internet]. 2016;20(3):330-40. [acesso em 2017 Nov 05]. Disponível em: http://revistas.ufpr.br/psicologia/article/view/35133/31288

Lourenço LMP. A Influência da pobreza no estado de saúde da população idosa de Paredes de Coura [dissertação]. Portugal: Instituto Politécnico de Viana do Castelo; 2013. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: http://repositorio.ipvc.pt/bitstream/20.500.11960/1204/3/Liliana_Lourenco.pdf

Guerra A, Silva A, Sousa C, Ferreira L, Carvalho H, Silva S. A Componente mental: um aspeto positivo da qualidade de vida de uma população. Rev Port Enferm Saúde Mental [Internet]. 2017;5:75-80. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.19131/rpesm.0171

Politi R. Desigualdade na utilização de serviços de saúde entre adultos: uma análise dos fatores de concentração da demanda. Econ Aplic [Internet]. 2014;18(1):117-37. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-80502014000100006

Sousa AAD, Martins AMEBL, Silveira MF, Coutinho WLM, Freitas DA, Vasconcelos EL et al. Qualidade de vida e incapacidade funcional entre idosos cadastrados na estratégia de saúde da família. ABCS Health Sci [Internet]. 2018;43(1):14-24. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2018/06/883996/abcs-health-pdf.pdf

Pereira RJ, Cotta RMM, Franceschini SCC, Ribeiro RCL, Sampaio RF, Priore SE et al. Contribuição dos domínios físico, social, psicológico e ambiental para a qualidade de vida global de idosos. Rev Psiquiatr Rio Gd Sul [Internet]. 2006;28(1):27-38. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rprs/v28n1/v28n1a05.pdf

Pereira KCR, Alvarez AM, Traebert JL. Contribuição das condições sóciodemográficas para a percepção da qualidade de vida em idosos. Rev Bras Geriatr Gerontol [Internet]. 2011;14(1):85-95. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v14n1/a10v14n1.pdf

Interdonato GC, Greguol M. Qualidade de vida percebida por indivíduos fisicamente ativos e sedentários. Rev Bras Ciênc Mov [Internet]. 2010;18(1):61-7. [acesso em 2018 Set 07]. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/%20article/viewFile/1379/1727

World Health Organization. Physical status the use and interpretation of anthropometrics: report of a World Health Organization Expert Committee. Genebra: WHO; 1995.

Mussoi TD. Avaliação nutricional na prática clínica: da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2014.

Oliveira ERA, Garcia AL, Gomes MJ, Bittar TO, Pereira AC. Gênero e qualidade de vida percebida - estudo com professores da área de saúde. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2012;17(3):741-47. [acesso em 2018 Set 08]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012000300021

Santos RKF, Vital AVD. Perfil nutricional de idosos - relação obesidade e circunferência da cintura após sessenta anos. Revista Saúde.com [Internet]. 2014;10(3):254-62. [acesso em 2018 Set 08]. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/310/249

Frizon V, Boscaini C. Circunferência do pescoço, fatores de risco para doenças cardiovasculares e consumo alimentar. Rev Bras Cardiol [Internet]. 2013;26(6):426-34. [acesso em 2018 Set 08]. Disponível em: file:///C:/Users/730546923/Downloads/v26n6a03.pdf

Adami FS, Feil CC, Dal Bosco SM. Estado nutricional relacionado à qualidade de vida em idosos. Int J Aging Hum Dev. 2015;12(1):28-40.

Rocha RM, Martins WA, editores. Manual de prevenção cardiovascular. Rio de Janeiro: Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro; 2017.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde PNPS: revisão da Portaria MS/GM nº 687, de 30 de março de 2006. Brasília: Ministério da Saúde; 2015.

Moraes KD, Araújo AP, Santos AF, Barbosa JMA, Martins MLB. Correlação entre o índice de massa corporal e indicadores antropométricos de risco cardiovascularizar em mulheres. Rev Pesq Saúde [Internet]. 2015;16(3):175-81. [acesso em 2018 Set 08]. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahuufma/article/view/4517

Hirata RP, Cerra JC, Macedo CR, Favareto J, Leitão FSS Filho, Oliveira LVF. Prevalência de obesidade e hipertensão arterial em uma população de motoristas profissionais rodoviários interestaduais de ônibus. Conscientiae Saúde [Internet]. 2011;10(3):494-99. [acesso em 2018 Set 08]. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/929/92920013012.pdf

Almeida-Brasil CC, Silveira MR, Silva KR, Lima MG, Faria CDCM, Cardoso CL et al. Qualidade de vida e características associadas: aplicação do WHOQOL-BREF no contexto da Atenção Primária à Saúde. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2017;22(5):1705-16. [acesso 2018 Set 08]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232017002501705&script=sci_abstract

Souza DP, Melo TS, Reis LA, Lima PV. Qualidade de vida em idosos portadores de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Rev Psicol [Internet]. 2016;10(31):56-68. [acesso em 2018 Out 15]. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/547/733

Gonçalves AMC, Teixeira MTB, Gama JRA, Lopes CS, Silva GA, Gamarra CJ et al. Prevalência de depressão e fatores associados em mulheres atendidas pela Estratégia de Saúde da Família. J Bras Psiquiatr [Internet]. 2018;67(2):101-9. [acesso 2018 Out 15]. Disponível em: https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/7531/1/Preval%C3%Aancia%20de%20depress%C3%A3o%20e%20fatores%20associados%20em%20mulheres.pdf

Lopez MRA, Ribeiro JP, Ores LC, Jansen K, Souza LDM, Pinheiro RT et al. Depressão e qualidade de vida em jovens de 18 a 24 anos no sul do Brasil. Rev Psiquiatr Rio Gd Sul [Internet]. 2011;33(2):103-8. [acesso 2018 Set 08]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rprs/v33n2/1338.pdf

Loosli L, Pizeta FA, Loureiro SR. Escolares que convivem com a depressão materna recorrente: diferenças entre os sexos. Psicol Teor Pesqui [Internet]. 2016;32(3):1-10. [acesso 2018 Out 15]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ptp/v32n3/1806-3446-ptp-32-03-e32322.pdf

Vitorino LM, Vianna LAC, Paskulin LMG. Qualidade de vida de idosos em instituição de longa permanência. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2012;20(6). [acesso 2018 Set 08]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v20n6/pt_22.pdf

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Diretrizes para o cuidado das pessoas idosas no SUS: proposta de modelo de atenção integral. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Almeida LFF, Gomes IS, Salgado SML, Freitas EL, Almeida RWS, Oliveira WC et al. Promoção da saúde, qualidade de vida e envelhecimento - a experiência do projeto "Em Comum-Idade: uma proposta de ações integradas para a promoção da saúde de idosos das comunidades de Viçosa-MG". Rev Elo - Diálogo Extensão [Internet]. 2014;3(2):71-80. [acesso em 2018 Set 08]. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/ojs/elo/article/view/1027/575

Sonati JG, Vilarta R, Maciel ES, Modeneze DM, Vilela GB Jr., Lazari VO et al. Análise comparativa da qualidade de vida de adultos e idosos envolvidos com a prática regular de atividade física. Rev Bras Geriatr Gerontol [Internet]. 2014;17(4):731-39. [acesso em 2018 Out 16]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v17n4/1809-9823-rbgg-17-04-00731.pdf

Magalhães JM, Carvalho AMB, Carvalho SM, Alencar DC, Moreira WC, Parente ACM. Depressão em idosos na estratégia saúde da família: uma contribuição para a atenção primária. REME Rev Min Enferm [Internet]. 2016;20(e947):1-6. [acesso em 2018 Set 08] Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1080

Tavares DMS, Bolina AF, Dias FA, Ferreira PCS, Santos NMF. Excesso de peso em idosos rurais: associação com as condições de saúde e qualidade de vida. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2018;23(3):913-22. [acesso em 2018 Out 16]. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/ssm/content/raw/?resource_ssm_path=/media/assets/csc/v23n3/1413-8123-csc-23-03-0913.pdf.

Braccialli LMP, Bagagi PS, Sankako AN, Araújo RCT. Qualidade de vida de cuidadores de pessoas com necessidades especiais. Rev Bras Educ Espec [Internet]. 2012;18(1):113-26. [acesso em 2018 Out 16]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000100008.

Borros MBA, Lima MG, Azevedo RCS, Medina LBP, Lopes CS, Menezes PR et al. Depressão e comportamentos de saúde em adultos brasileiros – PNS 2013. Rev Saúde Publica [Internet]. 2017;51(1):1s-10s. [acesso em 2018 Set 08]. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=67251395009

Maria CC, Yaegashi SFR. Os traços de personalidade associados ao desenvolvimento da obesidade. Rev Bras Obesid Nutri Emagrec [Internet]. 2016;10(56):74-92. [acesso em 2018 Set 08]; Disponível em: http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/411/380




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2019.7354

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia