Saúde e qualidade de vida de policiais militares

Thiago Roberto Arroyo, Marcio Andrade Borges, Luciano Garcia Lourenção

Resumo


Objetivo: Avaliar a qualidade de vida de policiais militares e comparar com as variáveis sexo, tempo de atuação profissional, turno e carga horária de trabalho. Métodos: Estudo transversal com 506 policiais, realizado no Comando de Policiamento do Interior - 5ª Região do Estado de São Paulo, entre junho e novembro de 2015, com um instrumento para coleta de dados sociodemográficos e o WHOQOL-Bref, da Organização Mundial de Saúde. Calculou-se a média dos escores do WHOQOL-Bref conforme modelo estatístico disponibilizado pelo Grupo WHOQOL. Resultados: Sexo masculino (449;88,7%), idade mediana de 36 anos, casados (338;66,8%), soldados (195; 38,5%) e cabos (161; 31,8%), mais de 10 anos de atuação policial (283; 55,9%), qualidade de vida boa ou muito boa (414; 81,8%), satisfeitos ou muito satisfeitos com a saúde (383; 75,7%). Maior escore de qualidade de vida para o domínio Relações Sociais (75,1) e menor para Meio Ambiente (62,2). Comprometimento das facetas Recursos financeiros (49,8) e Recreação e lazer (48,8). Conclusão: Os policiais militares avaliados consideram a qualidade de vida boa ou muito boa e encontram-se satisfeitos com a saúde. Há, no entanto, comprometimento da qualidade de vida dos profissionais nos fatores relacionados ao domínio Meio Ambiente.

Palavras-chave


Qualidade de Vida; Promoção da Saúde; Militares; Saúde do Trabalhador.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Cardoso MCB. Os centros de referência em saúde do trabalhador e as ações em saúde mental relacionadas ao trabalho [dissertação] [Internet]. Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana; 2015 [acesso em 2018 Out 13]. Disponível em: http://tede2.uefs.br:8080/bitstream/tede/363/2/DISSERTA%C3%87%C3%83O%20CARDOSO%2C%20MARIANA.pdf

Almeida DM, Lopes LFD, Costa VMF, Santos RCT, Corrêa JS. Satisfação no trabalho dos policiais militares do Rio Grande do Sul: um estudo quantitativo. Psicol Cienc Prof. 2016;36(4):801-15. doi: https://dx.doi.org/10.1590/1982-3703000362016

Alexopoulos EC, Palatsidi V, Tigani X, Darviri C. Exploring stress levels, job satisfaction, and quality of life in a sample of police officers in Greece. Saf Health Work. 2014;5(4):210-5. doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.shaw.2014.07.004

Souza MJ Filho, Noce F, Andrade AGP, Calixto RM, Albuquerque MR, Costa VT. Avaliação da qualidade de vida de policiais militares. R Bras Ci e Mov [Internet]. 2015 [acesso em 2017 Nov 15];23(4):159-69. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/5551/4099

Oliveira LCN, Quemelo PRV. Qualidade de vida de policiais militares. Arq Ciên Saúde [Internet]. 2014 [acesso em 2017 Nov 15];21(3):72-5. Disponível em: http://repositorio-racs.famerp.br/racs_ol/vol-21-3/v21-3.htm

Guimarães LAM, Mayer VM, Bueno HPV, Minari MRT, Martins LF. Síndrome de Burnout e qualidade de vida de policiais militares e civis. Rev Sul-Am Psicol [Internet]. 2014 [acesso em 2017 Nov 15];2(1):98-122. Disponível em: http://www.revista.unisal.br/am/index.php/psico/article/view/32/44

Schneider D, Signorelli MC, Pereira PPG. Mulheres da segurança pública do litoral do Paraná, Brasil: intersecções entre gênero, trabalho, violência(s) e saúde. Ciênc Saúde Colet. 2017;22(9):3003-11. doi: https://doi.org/10.1590/1413-81232017229.07892016

Ferreira MO, Dutra FCMS. Avaliação dos fatores psicossociais, saúde mental e capacidade para o trabalho em policiais militares de Uberaba/MG. Rev Psicologia: Saúde Mental e Seg Pública [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Out 18];3(6):133-51. Disponível em: https://revista.policiamilitar.mg.gov.br/index.php/psicologia/article/view/98/198

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde: revisão da Portaria MS/GM nº 687, de 30 de março de 2006 [Internet]. Brasília, DF; 2014 [acesso em 2018 Out 13]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pnps_revisao_portaria_687.pdf

Assembléia Legislativa do Estado (SP). Decreto nº 60.175, de 25 de fevereiro de 2014 [Internet]. 2014 [acesso em 2017 Nov 15]. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/2014/decreto-60175-25.02.2014.html

Governo do Estado (SP), Secretaria de Segurança Pública, Polícia Militar. Insígnias [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Out 13]. Disponível em: http://www.policiamilitar.sp.gov.br/institucional/insignias

Fleck MPA, Louzada S, Xavier M, Chachamovich E, Vieira G, Santos L, et al. Aplicação da versão em português do instrumento abreviado de avaliação da qualidade de vida "WHOQOL-bref". Rev Saúde Pública. 2000;34(2):178-83. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102000000200012

Pereira RJ, Cotta RMM, Franceschini SCC, Ribeiro RCL, Sampaio RF, Priore SE, et al. Contribuição dos domínios físico, social, psicológico e ambiental para a qualidade de vida global de idosos. Rev Psiquiatr RS [Internet]. 2006 [acesso em 2006 Fev 23];28(1):27-38. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rprs/v28n1/v28n1a05

Pedroso B, Pilatti LA, Gutierrez GL, Picinin CT. Cálculo dos escores e estatística descritiva do WHOQOL-bref através do Microsoft Excel. Rev Bras Qual Vida [Internet]. 2010 [acesso em 2019 Fev 23];2(1):31-6. doi: http://dx.doi.org/10.3895/S2175-08582010000100004

Brasil VP, Lourenção LG. Qualidade de vida de policiais militares do interior do estado de São Paulo. Arq Ciênc Saúde. 2017;24(1):81-5. doi: https://doi.org/10.17696/2318-3691.24.1.2017.511

Pelegrini A, Cardoso TE, Claumann GS, Pinto AA, Felden EPG. Percepção das condições de trabalho e estresse ocupacional em policiais civis e militares de unidades de operações especiais. Cad Bras Ter Ocup [Internet]. 2018 [acesso em 2018 Out 13];26(2):423-30. doi: https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1160

Pinto LW, Figueiredo AEB, Souza ER. Sofrimento psíquico em policiais civis do Estado do Rio de Janeiro. Ciênc Saúde Coletiva. 2013;18(3):633-44. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232013000300009

Jesus GM, Jesus EFA. Nível de atividade física e barreiras percebidas para a prática de atividades físicas entre policiais militares. Rev Bras Ciênc Esporte. 2012;34(2):433-48. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-32892012000200013

Souza CFC. Avaliação da qualidade de vida no trabalho: um estudo entre policiais militares do 8º comando de policiamento de área de Sorriso - MT. RHM [Internet]. 2012 [acesso em 2017 Nov 15];8(1):26-47. Disponível em: http://revistacientifica.pm.mt.gov.br/ojs/index.php/semanal/article/view/180/pdf_78

Kaur R, Chodagiri VK, Reddi NK. A psychological study of stress, personality and coping in police personnel. Indian J Psychol Med. 2013;35(2):141-47. doi: http://dx.doi.org/10.4103/0253-7176.116240

Pinto JN, Perin C, Dick NRM, Lazzarotto AR. Avaliação do sono em um grupo de policiais militares de elite. Acta Paul Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 2018 Out 13];31(2):153-61. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201800023

Liz CM, Silva LC, Arab C, Viana MS, Brandt R, Vasconcellos DIC, et al. Características ocupacionais e sociodemográficas relacionadas ao estresse percebido de policiais militares. Rev Cub Med Mil [Internet]. 2014 [acesso em 2017 Nov 15];43(4):467-80. Disponível em: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0138-65572014000400007

Alcanfor LM, Costa VA. Qualidade de vida no trabalho policial: as estratégias organizacionais para minimizar os impactos da privação de sono à saúde do policial militar que desempenha a radiopatrulha noturna. REBESP [Internet]. 2016 [acesso em 2017 Nov 15];9(1):1-19. Disponível em: http://revista.ssp.go.gov.br/index.php?journal=rebesp&page=article&op=view&path%5B%5D=224

Dorileo AW, Souza CFC. Qualidade de vida no trabalho: um estudo entre policiais militares do 12º Batalhão de Polícia Militar. RHM [Internet]. 2017 [acesso em 2017 Nov 15];17(3):161-90. Disponível em: http://revistacientifica.pm.mt.gov.br/ojs/index.php/semanal/article/view/381/pdf




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2019.7738

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia