Autoimagem corporal e prevalência de sobrepeso e obesidade em estudantes universitários

Michelle Alves Vasconcelos Ponte, Sandra Celina Fernandes Fonseca, Maria Isabel Martins Mourão Carvalhal, João José Saraiva da Fonseca

Resumo


Objetivo: Investigar o sobrepeso/obesidade, a autopercepção da imagem corporal de universitários e as associações entre essas variáveis com características sociodemográficas, vinculadas à Universidade e aos comportamentos relacionados à saúde. Métodos: Estudo transversal, exploratório e quantitativo, realizado entre janeiro e fevereiro de 2017, com 324 universitários das áreas da Saúde, Exatas e Humanas. Utilizou-se questionário de Indicadores de Saúde e Qualidade de Vida de Acadêmicos para avaliar características sociodemográficas, vínculo com a universidade e comportamentos relacionados à saúde. Avaliou-se a autopercepção da imagem corporal, através da escala de silhuetas, e o estado nutricional, pelo índice de massa corporal. Realizaram-se análises descritivas e regressão Logística Multinominal. Resultados: A prevalência de sobrepeso/obesidade foi de 43,2% (n= 141) e de insatisfação com a imagem corporal foi de 76,5% (n= 248). As universitárias apresentaram maiores chances de sobrepeso e obesidade (IC 95%:1,0-2,7; p 0,03). Os estudantes casados (IC 95%:1,8-5,9; p 0,01), que trabalham (IC 95%:1,4-3,7; p 0,01), com renda igual ou superior a um salário mínimo (IC 95%:1,4-4,8; p 0,01), tiveram maior chance de sobrepeso. O estado de saúde regular relacionou-se com maior insatisfação com a imagem corporal (IC 95%:1,4-5,7; p 0,01). A melhor aptidão física associou-se com menor chance de insatisfação corporal (IC 95%: 0,06-0,47; p 0,01). Conclusão: Elevada prevalência de sobrepeso/obesidade e de insatisfação com a imagem corporal entre os universitários. Existe associação da prevalência de sobrepeso com faixa etária, sexo, estado civil, trabalho, renda, consumo de carne vermelha, assim como entre a autopercepção da imagem corporal com a autopercepção do estado de saúde, aptidão física e turno de estudo.

Palavras-chave


Obesidade; Avaliação Nutricional; Imagem Corporal; Educação em Saúde; Universidades; Saúde Pública.

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


Ministério da Saúde (BR). Guia alimentar para a população brasileira. 2ª. ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Gardner RM, Stark K, Jackson NA, Friedman BN. Development and validation of two new scales for assessment of body image. Percept Mot Skills. 1999;89(3):981-93.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº. 2.446/GM, de 11 de novembro de 2014. Redefine a Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Genebra: World Health Organization; 2000.

Raynor HA, Champagne CM. Position of the Academy of Nutrition and Dietetics: interventions for the treatment of overweight and obesity in adults. J Acad Nutr Diet. 2016;116(1):129-47.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa nacional de saúde: 2013: ciclos de vida: Brasil e grandes regiões. Rio de Janeiro: IBGE; 2015.

Sousa TF, Fonseca AS, José HPM, Nahas MV. Validade e reprodutibilidade do questionário Indicadores de Saúde e Qualidade de Vida de Acadêmicos (Isaq-A). Arquivo de Ciências do Esporte. 2013;1(1):21-30.

Kakeshita IS, Almeida SS. Relação entre índice de massa corporal e a percepção da auto-imagem em universitários. Rev Saúde Pública [Internet]. 2006 [acesso em 2017 Abr 20];40(3):497-504. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102006000300019&lng=en

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras da pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília: Ministério da Saúde; 2012.

Silva SU, Barufaldi LA, Andrade SSCA, Santos MAS, Claro RM. Estado nutricional, imagem corporal e associação com comportamentos extremos para controle de peso em adolescentes brasileiros, Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar de 2015. Rev Bras Epidemiol [Internet]. 2018 [acesso em 2018 Dez 29];21(Suppl 1):e180011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2018000200411&lng=en

Alcântara da Silva P, Borrego R, Ferreira VS, Lavado E, Melo R, Rowland J, et al. Consumos e estilos de vida no ensino superior: o caso dos estudantes da ULisboa-2012. Lisboa: SICAD; 2015.

Ministério da Saúde (BR) Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigitel Brasil 2017: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2017. Brasília: Ministério da Saúde; 2018.

Sousa TF, Barbosa AR. Prevalências de excesso de peso corporal em universitários: análise de inquéritos repetidos. Rev Bras Epidemiol [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Dez 12];20(4):586-97. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2017000400586&lng=en

Silva DAS, Quadros TMB, Gordia AP, Petroski EL. Associação do sobrepeso com variáveis sócio-demográficas e estilo de vida em universitários. Ciênc Saúde Coletiva [internet]. 2011 [acesso em 2017 Mar 25]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232011001200020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Vieira EES, Nobre RS, Ulbrich AZ, Carvalho GCN, Cortez RMA, Silva ARV. Sobrepeso e obesidade: associação com o nível socioeconômico de universitários. Rev Enferm UFPE online [internet]. 2017 [acesso em 2018 Mar 18];11(10):3807-12. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/25195/24296

Lima CT, Ramos-Oliveira D, Barbosa C. Aspectos sociocognitivos da obesidade: Estereótipos do excesso de peso. Psic Saúde & Doenças [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Dez 29];18(3):681-98. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000300005&lng=pt. http://dx.doi.org/10.15309/17psd180305

Maciel V. Universidades terão até 10 milhões para prevenir e controlar a obesidade [Internet]. 2018 [acesso em 2018 Dez 10]. Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/44010-universidades-terao-ate-r-10-milhoes-para-prevenir-e-controlar-a-obesidade

Pires CGS, Mussi FC. Excesso de peso em universitários ingressantes e concluintes de um curso de Enfermagem. Esc Anna Nery [Internet]. 2016 [acesso em 2018 Dez 12];20(4):e20160098. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v20n4/1414-8145-ean-20-04-20160098.pdf

World Health Organization. Global health risks: Mortality and burden of disease attributable to selected major risks. Geneva: WHO; 2009.

Vieira CENK, Dantas DNA, Miranda LSMV, Araújo AKC, Monteiro AI, Enders BC. Programa de enfermagem saúde na escola: prevenção e controle de sobrepeso / obesidade em adolescentes. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2018 [acesso em 2018 Dez 11];52:e03339. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342018000100433&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/s1980-220x2017025403339




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2019.8510

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia