Notificações de óbitos por causas externas e violência contra idosos: uma realidade velada

Rubens Correa Meirelles Junior, Julia de Oliveira Castro, Lina Faria, Clarice Lima Alvares da Silva, Waneska Alexandra Alves

Resumo


Objetivo: Descrever o perfil da morbimortalidade da violência contra a pessoa idosa. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo e retrospectivo de 14.900 notificações extraídas do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e de 18.228 casos do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), de 2012 a 2017, do estado de Minas Gerais, Brasil. Analisaram-se as notificações de violência segundo características das vítimas (sexo, faixa etária, raça/cor e escolaridade), da ocorrência (local, tipo de violência, características do agressor) e as variáveis referentes ao óbito (sexo, faixa etária, raça/cor, estado civil, local de ocorrência e causa do óbito). Resultados: Das notificações analisadas, 54,5% (8.116) das vítimas eram mulheres, 42,8% (6.384) brancos e 47,6% (7.082) com ensino fundamental incompleto/analfabeto. A violência física deu-se em 69,5% (10.356) dos casos, e o filho apresenta maior frequência no perfil de agressor, com 26,4% (3.928). Em relação aos óbitos por causas externas, 60,9% (11.096) eram homens, 37,4% (6.815) com mais de 80 anos, 54,9% (10.011) brancos e 37,7% (6.867) casados. O hospital é o local de óbito mais relatado, 64% (11.664). Óbitos por outras causas externas: 42,5% (7.741), sendo as quedas 32,4% (5.897) do total. Conclusão: As principais vítimas são as mulheres idosas, com baixa escolaridade, e de violência física perpetrada, principalmente, pelo filho, porém aqueles que vêm a óbito com mais frequência são os homens idosos, tendo como principal causa as quedas e os acidentes de transporte.

Palavras-chave


Maus-Tratos ao Idoso; Causas Externas; Sistemas de Informação em Saúde.

Texto completo:

PDF/A PDF (English)

Referências


Dantas IC, Pinto EP Jr, Medeiros KKAS, Souza EA. Perfil de morbimortalidade e os desafios para a atenção domiciliar do idoso brasileiro. Rev Kairós [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Mar 18];20(1):93-108. Disponível em:https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/32058.

Miranda GMD, Mendes ACG, Silva ALA. O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Rev Bras Geriatr Gerontol [Internet]. 2016 [acesso em 2018 Mar 20];19(3):507-19. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v19n3/pt_1809-9823-rbgg-19-03-00507.pdf.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa nacional por domicílio continuada [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2018 [acesso em 2019 Mar 21]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/sociais/populacao/9171-pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios-continua-mensal.html?=&t=downloads.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese de indicadores sociais [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2018 [acesso em 2019 Mar 21]. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/media/com_mediaibge/arquivos/ce915924b20133cf3f9ec2d45c2542b0.pdf.

Alcântara AO, Camarano AA, Giacomin KC, organizadores. Política nacional do idoso: velhas e novas questões. Rio de Janeiro: Ipea; 2016.

Sanches APRA, Lebrão ML, Duarte YAO. Violência contra idosos: uma questão nova?. Saude Soc [Internet]. 2008 [acesso em 2018 Mar 20];17(3):90-100.

Organização Mundial da Saúde. Relatório mundial sobre a prevenção da violência. São Paulo: OMS; 2014.

Barcelos EM, Madureira MDS. Violência contra o idoso. In: Chaimowicz F, editor. Saúde do idoso. Belo Horizonte: UFMG; 2013, p. 132-41.

Yon Y, Mikton CR, Gassoumis ZD, Wilber KH. Elder abuse prevalence in community settings: a systematic review and meta-analysis. Lancet Glob Health [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Out 5];5(2):e147-56. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S2214-109X(17)30006-2.

Minayo MCS, Souza ER, Paula DR. Revisão sistemática da produção acadêmica brasileira sobre causas externas e violências contra a pessoa idosa. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2010 [acesso em 2018 Jun 20];15(6):2719-28. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000600010.

Santos FS, Saintrain MVL, Vieira LJES, Sampaio EGM. Characterization and prevalence of elder abuse in Brazil. J Interpers Violence [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Mar 29];00(0):1-17. Disponível em: https://doi.org/10.1177%2F0886260518781806.

Zakar R, Zakar MZ, Abbas S. Domestic violence against rural women in Pakistan: an issue of health and human rights. J Fam Violence [Internet]. 2016 [acesso em 2018 Out 5];31(1):15-25. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s10896-015-9742-6.

Ministério da Saúde (BR). Departamento de Informática do SUS. Classificação Internacional de Doenças. 10ª ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2015.

Gonsaga RAT, Rimoli CF, Pires EA, Zogheib FS, Fujino MVT, Cunha MB. Avaliação da mortalidade por causas externas. Rev Col Bras Cir [Internet]. 2012 [acesso em 2018 Abr 10];39(4):263-7. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912012000400004

Minayo MCS, Souza ER. É possível prevenir a violência? Reflexões a partir do campo da saúde pública. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 1999 [acesso em 2018 Abr 15];4(1):7-23. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81231999000100002

Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (BR). Manual de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa. É possível prevenir. É necessário superar. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; 2013.

Cooper C, Livingston G. Intervening to reduce elder abuse: challenges for research. Age Ageing [Internet]. 2016 [acesso em 2018 Jun 6];45(2):184-5. Disponível em: https://doi.org/10.1093/ageing/afw007.

Gomes LMX, Barbosa TLA, Caldeira AP. Mortalidade por causas externas em idosos em Minas Gerais, Brasil. Esc Anna Nery [Internet]. 2010 [acesso em 2018 Abr 15];14(4):779-86. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452010000400018.

Rocha RC, Cortes MCJW, Dias EC, Gontijo ED. Violência velada e revelada contra idosos em Minas Gerais-Brasil: análise de denúncias e notificações. Saúde Debate [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Mar 29]; 42(spe4):81-94. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-11042018s406.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.528, de 8 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa [Internet]. 2006 [acesso em 2019 Mar 24]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html

Gawryszewski VP, Jorge MHPM, Koizumi MS. Mortes e internações por causas externas entre os idosos no Brasil: o desafio de integrar a saúde coletiva e atenção individual. Rev Assoc Med Bras [Internet]. 2004 [acesso em 2018 Out 18];50(1):97-103. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302004000100044.

Guedes DT, Curcio CL, Llano BA, Zunzunegui MV, Guerra R. La brecha de género en violencia doméstica en adultos mayores en América Latina: el Estudio IMIAS [The gender gap in domestic violence in older adults in Latin America: the IMIAS Study]. Rev Panam Salud Pública [Internet]. 2015 [acesso em 2018 Jun 8];37(4/5):293-300. Disponível em:

https://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892015000400016.

Hirt MC, Costa MC, Arboit J, Leite MT, Hesler LZ, Silva EB. Representações sociais da violência contra mulheres rurais para um grupo de idosas. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Out 18];38(4):e68209. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2017.04.68209.

Rodrigues RAP, Monteiro EA, Santos AMR, Pontes MLF, Fhon JRS, Bolina AF, et al. Violência contra idosos em três municípios brasileiros. Rev Bras Enferm [Internet]. 2017 [acesso em 2018 Out 20];70(4):816-24. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v70n4/pt_0034-7167-reben-70-04-0783.pdf.

Alves WA, Faria L, Meirelle RCJ. Violência contra o idoso: uma realidade velada. In: Faria L, Calábria L, Alves W, organizadores. Envelhecimento: um olhar interdisciplinar. São Paulo: Editora Hucitec; 2016. p. 160-87.

Torres-Castro S, Szlejf C, Parra-Rodríguez L, Rosas-Carrasco O. Association between frailty and elder abuse in community-dwelling older adults in Mexico City. J Am Geriatr Soc [Internet]. 2018 [acesso em 2018 Out 5];66(9):1773-78. Disponível em: https://doi.org/10.1111/jgs.15489.

Oliveira MLC, Gomes ACG, Amaral CPM, Santos LB. Características dos idosos vítimas de violência doméstica no Distrito Federal. Rev Bras Geriatr Gerontol [Internet]. 2012 [acesso em 2018 Out 20];15(3):555-66. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n8/30.pdf.

Duque AM, Leal MCC, Marques APO, Eskinazi FMV, Duque AM. Violência contra idosos no ambiente doméstico: prevalência e fatores associados (Recife/PE). Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2012 [acesso em 2018 Jun 20];17(8):2199-208. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v15n3/v15n3a16.pdf.

Lacher S, Wettstein A, Senn O, Rosemann T, Hasler S. Types of abuse and risk factors associated with elder abuse. Swiss Med Wkly [Internet]. 2016 [acesso 2018 Set 10];146:w14273. Disponível em: https: https://smw.ch/article/doi/smw.2016.14273.

Mascarenhas MDM, Andrade SSCA, Neves ACM, Pedrosa AAG, Silva MMA, Malta DC. Violência contra a pessoa idosa: análise das notificações realizadas no setor saúde -Brasil. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2012 [acesso em 2018 Jun 20];17(9):2331-41. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n9/a14v17n9.pdf.

Nascimento CFD, Duarte YAO, Lebrão ML, Chiavegatto ADP Filho. Individual and neighborhood factors associated with functional mobility and falls in elderly residents of São Paulo, Brazil: a multilevel analysis. J Aging Health [Internet]. 2018 [acesso em 2018 Set 10];30(1):118-39. Disponível em: https://doi.org/10.1177%2F0898264316669229.

Siqueira FV, Facchini LA, Piccini RX, Tomasi E, Thumé E, Silveira DS, et al. Prevalência de quedas em idosos e fatores associados. Rev Saúde Pública [Internet]. 2007 [acesso em 2018 Jun 25];41(5):749-56. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/rsp/v41n5/6188.pdf.

Morais OL Neto, Montenegro MMS, Monteiro RA, Siqueira JB Júnior, Silva MMA, Lima CM, et al. Mortalidade por acidentes de transporte terrestre no Brasil na última década: tendência e aglomerados de risco. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2012 [acesso em 2018 de Jun 25];17(9):2223-36. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n9/a02v17n9.pdf.

Camargo FC, Hemiko H. Vítimas fatais e anos de vida perdidos por acidentes de trânsito em Minas Gerais, Brasil. Esc Anna Nery [Internet]. 2012 [acesso em 2018 de Jun 25];16(1):141-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v16n1/v16n1a19.pdf.

Castro VC, Rissardo LK, Carreira L. Violência contra os idosos brasileiros: uma análise das internações hospitalares. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 25 de Jun 2018];71(suppl 2):830-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v71s2/pt_0034-7167-reben-71-s2-0777.pdf.

Minayo MCS, Cavalcante FG. Tentativas de suicídio entre pessoas idosas: revisão de literatura (2002/2013). Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2015 [acesso em 2018 Jun 25];20(6):1751-62. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n6/1413-8123-csc-20-06-1751.pdf.

Mendonça FA Neto, Melo AAG, Queiroz AFB, Paiva SOC, Lima FM. Suicídio em idosos no Recife (PE): um estudo sobre mortalidade por causas externas. Rev Kairós [Internet]. 2014 [acesso em 2018 Jun 25];16(5):255-67. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/18647.

Ministério da Saúde (BR). Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violência. Brasília: Ministério da Saúde; 2001.

Brasil. Lei nº 10.741, de 1 de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências. Diário Oficial da União; Brasília, 1 Out 2003.

Moreira WC, Damasceno CKCS, Vieira SKSF, Campêlo TPT, Campêlo DS, Alencar DC. Análise sobre as políticas públicas de enfrentamento a violência contra o idoso. Rev Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2019 Mar 29];10(4):1324-31. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/11120/12601.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2019.8685

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia